Arquivo da tag: tráfego

Carros brasileiros serão identificados por chip RFID a partir de 2013


Estamos sendo vigiados!

O chip é polêmico: será possível ter acesso a localização exata do veículo.

A partir de janeiro de 2013, o Denatran vai exigir a instalação de chips de identificação por RFID em toda a frota de veículos do país. Os chips são parte do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav), criado há seis anos com o objetivo de fiscalizar o tráfego no país em tempo real. O sistema ainda divide opiniões: alguns dizem que ele fere a privacidade do cidadão, um direito garantido pela Constituição.

O chip de radiofrequência carregará várias informações: número de série do chip, identificação da placa, categoria, espécie e tipo do veículo. Esses dados são automaticamente enviados para centrais de processamento, que verificam se o veículo não está irregular. Uma aplicação útil seria a possibilidade de localizar um veículo roubado — isto é, se o ladrão espertinho não remover o chip.

O Siniav também vai permitir o cruzamento de dados relativos ao veículo. Assim, seria possível verificar remotamente se o proprietário do veículo pagou os impostos e multas. Na cidade de São Paulo, a prefeitura poderia checar se um motorista está cumprindo o rodízio municipal, por exemplo. Existe também o exemplo dos pegádios: quando um carro se aproximar, a cancela se abriria automaticamente, diminuindo as filas.

Apesar dos possíveis benefícios trazidos pelo Siniav, alguns não apoiam o sistema. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acredita que conhecer a localização exata de um veículo em tempo real representa uma invasão de privacidade, tanto que a entidade pretende entrar com uma ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal.

Mas dois professores entrevistados pela Agência Brasil discordam da opinião da OAB. “Se o carro A ou B está em um local, isso não significa que a pessoa X ou Y esteja lá também. Os veículos devem ser monitorados, pois não há privacidade para o cidadão usar o carro como queira. É necessário haver controle do trânsito e de seus veículos por parte do Estado”, disse Marcelo Labanca, professor de direito constitucional da Unicap.

O maior problema seria se o governo divulgasse os dados para qualquer um, já que isso representa um risco de segurança — imagina se uma pessoa mal-intencionada conseguir descobrir onde está qualquer veículo do país? Henrique Miguel, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, garante que as informações serão confidenciais e transmitidas com chaves de proteção “extremamente modernas” (ainda que qualquer sistema de proteção, por mais forte que seja, possa ser quebrado).

Os carros, motos e caminhões começarão a ganhar os chips RFID em janeiro de 2013. O motorista deve pagar uma taxa estimada em R$ 5 — o valor ainda não está definido e depende de uma licitação pública. Todos os veículos devem ter o chip instalado até o dia 30 de junho de 2014. O investimento na tecnologia pelo governo federal foi de aproximadamente R$ 5 milhões.

Tráfego em tempo real – Google Maps informará trajeto com base no tráfego em tempo real

O Google anunciou nesta segunda-feira que o Google Maps inclui a partir de agora um recurso que informa a duração do trajeto a ser percorrido considerando o tráfego em tempo real. “Este novo e melhorado sistema permite avaliar as condições reais de trânsito e é constantemente atualizado para oferecer a estimativa mais precisa possível”, afirmou Szabolcs Payrits, engenheiro de software do Google Maps em seu blog.

Além disso, o novo programa do Google permite conhecer também o histórico de tráfego, dependendo da hora do dia, das estradas alternativas nas principais cidades.

Até agora o programa oferecia aos usuários um tempo estimado de viagem em estradas, mas baseado em dados históricos de trânsito e por isso o Google decidiu eliminá-lo no ano passado para trabalhar em um sistema em tempo real.

O novo recurso informará a estimativa de tempo do percurso, sem nenhum tipo de trânsito no trajeto, e a duração estimada para o tráfego em tempo real. Estes dados são recolhidos através de informação de serviços de trânsito e através de usuários do sistema operacional Android que tenham ativado a opção “Meu Local” no Google Maps.

Desta maneira, o Google poderá identificar vários usuários de Android que se desloquem mais devagar que o habitual em uma estrada por causa do tráfego intenso. Portanto, segundo Payrits, quanto mais usuários ativarem este serviço, maior precisão terá a informação sobre o trânsito do Google Maps.

China irá testar ônibus que permite que carros passem por baixo

Veículo se deslocará sobre trilhos para reduzir engarrafamentos em Pequim.
Transporte funcionará com motor elétrico e pode levar até 1.400 pessoas.

Uma linha de “ônibus aéreo” que se deslocará sobre trilhos em duas faixas de trânsito será testada em Pequim para reduzir os congestionamentos na cidade, afirmou à agência de notícias France Presse o inventor do transporte público que pretende revolucionar o tráfego na capital chinesa.

O chamado ‘super bus‘ não ocupa espaço na rua e permite que os carros passem por baixo.”Começaremos a construir os trilhos no fim do ano para uma linha experimental de seis quilômetros”, disse Song Yuzhu, diretor geral da empresa Shenzhen Hashi Future Parking Equipment.

Os trilhos serão colocados sobre uma via em uma área do subúrbio na zona oeste de Pequim. “A partir do segundo semestre de 2011, pretendemos fazer o ônibus funcionar com passageiros”, explicou Song. Depois de um ano de testes, as autoridades devem decidir sobre o uso em maior escala deste novo meio de transporte que tem capacidade para até 1.400 pessoas.

O “ônibus aéreo” será um veículo limpo, que funcionará com energia elétrica, e em parte solar. Apesar da criação deste tipo de transporte ser mais barata que a construção de uma linha de metrô, requer um planejamento especial, como pontos de ônibus elevados e uma sinalização particular.

Segundo os inventores, o ‘ônibus aéreo’ pode reduzir os engarrafamentos em 30%, já que em Pequim poderão ser construídas até 180 km de vias para esse tipo de veículo.

Fonte: G1