Arquivo da tag: São Paulo

Sem taxa – Inspeção veicular em São Paulo – Prefeito de SP sanciona lei que isenta pagamento aos donos de carros

O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou nesta quinta-feira (11) a nova lei sobre a inspeção veicular na cidade de São Paulo. Neste ano, os donos de carros terão o reembolso da taxa de R$ 47,44. A partir de 2014, os motoristas estarão isentos do pagamento.

O texto entra em vigor nesta sexta-feira (12), data de publicação no Diário Oficial do Município. O projeto foi aprovado em segundo turno pelos vereadores na Câmara em 20 de março. O fim da taxa foi uma das promessas de campanha do prefeito durante o período eleitoral.

Apesar de ter sido sancionada, a lei ainda precisa ser regulamentada no prazo de até 60 dias. A regulamentação vai definir como será o reembolso da taxa paga pelos motoristas e quais empresas estarão aptas a fazer a vistoria.

A nova lei prevê também que quem for reprovado na análise de poluentes e outros itens terá que pagar o valor, sem direito a reembolso.

tabela-nova-inspecao-veicular-carro-sao-paulo-sp

Também a partir de 2014, os veículos novos não precisarão passar por inspeção nos três primeiros anos, incluindo o ano em que o primeiro licenciamento foi ou deveria ter sido realizado. A liberação, entretanto, não vale para veículos novos a diesel, que continuarão obrigados à inspeção anual.
Após três anos de uso, ao veículos farão a vistoria a cada dois anos. A inspeção passará a ser anual a partir do nono exercício, quando o carro já tiver dez anos de uso.

A inspeção veicular também passa a ser obrigatória para carros de fora de São Paulo que circulem na capital paulista por mais de 120 dias por ano. A fiscalização deverá ser feita por radares inteligentes e os proprietários terão de pagar pelo serviço.

O prefeito quer estancar a perda de recursos por parte da Prefeitura provocada pelo licenciamento de veículos em cidades vizinhas. O licenciamento na Grande São Paulo é uma forma encontrada por proprietários de veículos para fugir da inspeção veicular.

O regime de concessão da vistoria dos veículos – atualmente operado pela Controlar – será trocado e prevê o credenciamento de empresas a serem escolhidas por licitação. Haddad chegou a dizer que a Controlar é uma empresa caça-níquel.

O Executivo será responsável pelo plano de controle da poluição veicular, de acordo com as regras atribuídas pelo governo estadual. A inspeção não é obrigatória nos demais municípios do estado e existe um projeto que trata o assunto sendo analisado na Assembleia Legislativa.

O programa deverá ser periodicamente avaliado e revisto a cada três anos, no mínimo. Entre os itens avaliados estão: a frota-alvo dos veículos conforme embasamentos técnicos e legais; a vinculação com o sistema estadual de registro; a periodicidade da inspeção; a análise econômica e a integração com outros programas de inspeção.

O texto diz que os fabricantes de veículos deverão comprovar os limites de emissão de poluentes e disponibilizar nas redes de assistência técnica vinculadas os equipamentos e funcionários habilitados para diagnosticar eventuais problemas de regulagem de motores e emissão de poluentes que circulem na cidade de São Paulo.

São Paulo é uma das metrópoles mais caras do mundo para donos de carro – SP tem o custo de R$ 262 mil em 3 anos

Levantamento mostra que, em três anos, paulistano chega a gastar R$ 262 mil para comprar e manter veículo

Ter um carro na cidade de São Paulo custa muito caro. A cidade perde apenas para Xangai, na China, no ranking das metrópoles mais caras do mundo para donos de carro. Realizado pela revista inglesa “The Economist”, o ranking leva em conta o custo para o motorista comprar e manter um veículo por três anos.

Em São Paulo, o valor chega a US$ 130custo-do-carro-por-3-anos mil (R$ 262 mil). Em Xangai, o valor supera os US$ 140 mil (R$ 282 mil). A terceira colocada no levantamento da revista inglesa é a capital da Índia, Nova Déli, onde o motorista desembolsaria cerca de US$ 120 mil (R$ 242 mil).

O estudo leva em consideração o valor de um carro médio com motor de 1.8 a 2.5 litros, no ano de 2010. A esse preço, a pesquisa acrescentou os valores adicionais gastos em três anos com taxas, seguro, pedágio, manutenção e consumo de combustível.

Foi utilizada a chamada paridade de poder de compra, uma forma de medir o nível da taxa de câmbio, que considera o poder aquisitivo e o custo de vida de cada país.

Cidade perde R$ 50 bi por ano com lentidão

Os constantes congestionamentos de São Paulo provocam prejuízo anual de R$ 50 bilhões à economia da capital, segundo o economista Marcos Cintra, vice-presidente da FGV-SP. A conta é resultado das perdas da indústria, do comércio e do setor de serviços por conta da lentidão no trânsito.

O valor é superior ao Orçamento de São Paulo para este ano (R$ 42 bilhões). A quantia é calculada levando em conta as horas de trabalho e lazer perdidas, além dos gastos com combustível e tratamento de saúde em decorrência de acidentes e doenças respiratórias.

Detran de São Paulo usa SMS para lembrar habilitação vencida do motorista

messagem-sms-detran-lembrar-habilitacao-vencidaDesde ontem, 25, o Departamento de Trânsito de São Paulo está enviando mensagens de texto ao celular de motoristas do Estado que estiverem com habilitações prestes a vencer.

O SMS informa a data em que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vence e também orienta a pessoa a procurar o site do Detran para regularizar a situação, segundo a Folha de S.Paulo.

A mensagem é disparada a cadastrados no site do órgão que autorizarem esse tipo de recebimento, e é vista com até um mês de antecedência. Isso faz com que o condutor tenha 60 dias para renovar a CNH, pois é permitido dirigir com o documento vencido há um mês.

Em breve, o Detran também vai usar SMS para tratar de outros assuntos, como licenciamento de veículos e pontuação da habilitação. Espera-se que 6,5 milhões de mensagens sejam enviadas anualmente, gerando um custo de R$ 1 milhão.

Multas na cidade de São Paulo em 2012 – Número de multas de trânsito cresce quase 5%

agente-da-cet-com-um-radar-pistola-foto

Um agente da CET com um radar-pistola
(Foto: Apu Gomes/Folhapress)

O número de multas em 2012 na capital paulista subiu 4,7% em relação a 2011 e chegou a 9,9 milhões. Com isso, a arrecadação subiu também de R$ 747 milhões para R$ 799 milhões. Os dados são da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

O número de multas é recorde e cresce a cada ano – em 2008, por exemplo, foram 4,6 milhões. Segundo a CET, o aumento está relacionado à ampliação da fiscalização eletrônica e à melhor tecnologia.

O aumento em 2012 foi impulsionado principalmente pelas infrações cometidas por caminhoneiros que circularam em local ou horário proibido, já que em março do ano passado a CET passou a fiscalizar o tráfego de caminhões em vias onde a circulação se tornou restrita, como a Marginal Tietê. O número de multas para caminhões circulando em local ou horário proibido saltou de 288,6 mil para 399,9 mil (aumento de 38,6%).

Também cresceram as multas que estão no quesito “outros enquadramentos”. É onde estão por exemplo as multas por desrespeito às faixas de pedestre e à preferência do pedestre para atravessar a rua – O Programa de Proteção ao Pedestre foi criado em maio de 2011. No total foram 1,6 milhão de multas em 2012, o que representa um aumento de 173,8%.

Queda

Por outro lado, o número de multas diminuiu em vários outros quesitos. É o caso das multas por excesso de velocidade, o tipo de infração mais comum. A redução foi de 3,3 milhões para 3,1 milhões (3,9%). Algo semelhante aconteceu em relação ao rodízio – as infrações caíram de 2,6 milhões para 2,1 milhões (17,7%).

A CET afirma que os resultados de 2012 refletem “a ampliação da fiscalização eletrônica implementada nos últimos anos e o aprimoramento tecnológico desses equipamentos”, o que permitiu um ganho na qualidade das imagens das infrações captadas, reduzindo o número de descartes por falta de legibilidade.

Atualmente, a cidade de São Paulo dispõe de 582 equipamentos de fiscalização eletrônica em operação. A diferença no número de radares no ano passado em relação a 2011 se refere apenas aos seis radares pistola adquiridos em março de 2012.

A CET afirmou ainda que os valores arrecadados com infrações de trânsito são depositados no Fundo Municipal de Desenvolvimento de Trânsito. O valor é utilizado em sinalização, treinamento dos agentes, programas de educação no trânsito e renovação da frota da CET, entre outras ações.

Multando quase mil motoristas – Lei seca mais rígida multa no Rio e em São Paulo

 

operacao-lei-seca

Os primeiros dias da lei seca mais rígida registrou quase mil motoristas multados e 13 presos por embriaguez somente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Segundo a polícia, em São Paulo, a quantidade de motoristas que se recusam a fazer o teste do bafômetro é muito pequena. De sexta-feira (21) até a madrugada do Natal, 883 pessoas fizeram o teste e só duas recusaram.

Em São Paulo, 62 motoristas foram multados porque estavam embriagados, e oito acabaram presos.
No Rio de Janeiro, o fim de semana do Natal também teve blitz da lei seca. Dos 5,7mil motoristas parados, 832 foram multados, e cinco, presos.

A lei seca mais rígida só não valeu para quem foi prevenido. “O meu marido bebeu e aí eu resolvi não beber para trazer o carro”, disse a advogada Viviane Lima Mendes.

Localizador de carros – Aplicativo memorizam onde o carro foi estacionado em shoppings de São Paulo

Shoppings em São Paulo começam a apostar em aplicativos para smartphones que memorizam onde o cliente estacionou o carro. Ao posicionar a câmera do celular em frente a um código instalado na coluna do estacionamento, o aplicativo gratuito “anota” o andar e o setor onde o veículo foi deixado.

O JK Iguatemi foi o primeiro shopping a levar a tecnologia para o seu estacionamento (disponível para Android e iPhone). No fim de novembro, o Villa Lobos também passou a oferecer a solução para seus clientes (disponível para iPhone).
Porém, ambos os aplicativos apenas memorizam os dados de localização, sem dar um passo a passo de como chegar ao carro. Em breve, a solução do Villa Lobos também permitirá visualizar no mapa do shopping onde o veículo foi deixado.

No Villa Lobos, a startup Uppna criou o projeto com a ajuda do aplicativo MallGuide.Me, lançado em março deste ano. O programa reúne informações sobre 311 shoppings do Brasil. Conforme Deivide Oliveira, fundador da empresa, o “localizador de carros” no aplicativo deve chegar a mais shoppings de São Paulo e do Rio de Janeiro em breve.

Código tridimensional

As soluções do JK Iguatemi e do Villa Lobos usam a tecnologia chamada QR code – códigos que podem ser identificados pela maioria dos celulares com câmera fotográfica.

Segundo o JK Iguatemi, com a popularização dos smartphones, as pessoas estão cada vez mais acostumadas a usar o QR code. Além do estacionamento, as obras de arte do shopping possuem QR code, que leva para dados e informações sobre os artistas e os trabalhos expostos.

Oliveira explica que não é preciso estar conectado à internet para tirar a foto do QR code. “Se o usuário já tem o aplicativo instalado, o programa consegue ler o código sem o acesso à internet. O mesmo serve para o mapa. Depois que ele foi baixado, é possível visualizá-lo sem conexão”.

“GPS”

Em dois meses, o aplicativo do Villa Lobos também terá uma função que traçará a rota de volta para o carro. O novo recurso vai funcionar como o Google Maps: ao indicar a loja em que o cliente está, o aparelho dará indicações sobre os próximos passos, como virar à direita ou à esquerda.

“Vai funcionar como o GPS, dando as dicas ao detectar a posição do usuário. Porém, como o GPS não funciona dentro do shopping, pois não atravessa paredes, o aplicativo vai dizendo o passo a passo no momento que o usuário clica na seta ‘seguir’”, explica Oliveira.

Segundo o executivo, a ideia de criar um “localizador de carros” veio após o lançamento do MallGuide.Me. “Os usuários começaram a pedir esse recurso. Quando pensando no que fazer veio a ideia de usar o QR code”, explica.

Novo compacto da Hyundai – Fotos no carro roda em São Paulo

Hyundai planeja oferecer seu novo compacto na faixa a partir de R$ 30 mil com motor 1.0

Com o final de semana cheio de eventos culturais durante a noite, São Paulo estava repleta de pessoas circulando durante o sábado. E carros também. Tanto que até o Hyundai HB, nome provisório do novo projeto de compacto da marca coreana para o Brasil, estava passeando pela cidade. O repórter Ricardo Sant’Anna viu e clicou duas unidades de testes que, apesar de bem disfarçadas, mostram bastante das proporções e traços do futuro concorrente de VW Gol e Fiat Palio. Mas, se você quiser ver como ele fica descoberto, é só conferir nossa projeção no fim da página.

Lanterna traseira invadirá lateral com ângulos descendentes e em duas faixas, nas cores branca e vermelha

Com produção marcada para ter início em novembro, na futura fábrica da Hyundai em Piracicaba (SP), o modelo trará visual e lista de equipamentos mais arrojados para o segmento dos compactos de entrada. Até recentemente, os planos da marca eram de colocar a versão 1.0 do HB para disputar no mercado a partir de R$ 30 mil, com uma versão 1.6 partindo de R$ 38 mil na opção manual e de R$ 43 mil na automática.


Modelo de testes do HB já rodava com roda da versão de produção

Autoesporte esteve na Coreia do Sul e teve a oportunidade de acelerar em uma das unidades de testes do HB disponíveis da fábrica da Hyundai. O novato impressionou positivamente e poderá estabelecer um novo padrão de hatch compacto no Brasil. Clique aqui para ler.


Depois de ver o carro ao vivo, Autoesporte confirma: projeção feita no ano passado revela como fica o modelo final

Fonte: Auto Esporte

Carros baratos – Quadrilha usava site de venda para oferecer veículos com menor preço

Quadrilha usava sites de venda para oferecer carros mais baratos
Um dos integrantes foi preso por estelionato em São Paulo. Um modelo de veículo, que chega a custar R$ 34 mil, era oferecido por R$ 10 mil a menos.

Oferecendo, na internet, carros zero quilômetro a preços bem abaixo do mercado, uma quadrilha enganou vítimas em todo o Brasil. A polícia, em São Paulo, desmontou o esquema e prendeu nesta quarta-feira (25) um dos estelionatários.

A quadrilha usa sites de venda para oferecer carros com preços abaixo do mercado. Um modelo, que chega a custar R$ 34 mil na concessionária, é oferecido por R$ 10 mil a menos.

Para mostrar como é o golpe, o produtor do Jornal da Globo ligou para o telefone do anúncio. Uma mulher se apresenta como Cristiane e diz ser médica. Ela fala que tem uma dívida trabalhista para receber de um hospital. Mas em vez de dinheiro, o pagamento será feito com o carro, que ela quer revender.

Produtor: E como é que funciona, eu pago para o hospital, pago para você, pago para quem?

Golpista: Não, aí é para mim. Porque quem está vendendo o veículo sou eu.

Produtor: Então é o hospital que vai comprar o carro?

Golpista: Isso, só que vai sair quitado no seu nome. Como eu quero passar o veículo para frente, eles vão pagar o carro pra concessionária só que vai sair no seu nome, ao invés de sair no meu.

A golpista explica por que o carro está sendo vendido tão barato.

Golpista: O hospital me deve o valor cheio do carro. Eu estou pedindo um pouco mais abaixo, que é 24 e meio, mas eu estou pedindo um valor um pouco abaixo para poder vender mais rápido e também se eu retirar ele já perde um pouco do valor.

Para tentar convencer as vítimas, a mulher usa o nome de um hospital de Osasco, na Grande São Paulo. Ela passa um telefone de um suposto integrante da diretoria, que vai dar sequência na negociação. Na realidade o diretor é um segundo golpista.

Golpista: O médico tem a opção de retirar o veículo para ele, ou ele pode estar vendendo para um terceiro, tá?

E pede para o nosso produtor ir à uma concessionária escolher o carro.

Golpista: Fez esse processo a gente vai fazer o pagamento pra concessionária, no mesmo dia que for pago a concessionária, nesse mesmo dia você paga automaticamente a doutora.

O produtor foi à uma revenda de São Paulo, encomendou um carro e avisou os golpistas. Eles então enviaram para a concessionária um comprovante de pagamento falsificado no valor total do veículo. O vendedor confirma a compra, porque ainda não sabe que o depósito não foi feito.

Produtor: O hospital já te pagou o carro, então?

Vendedor da concessionária: Já está pago, já está pago, já tenho o comprovante aqui de pagamento, já tem a autenticação no boleto.

O nosso produtor recebe então uma ligação da quadrilha, que informa um número de conta para ele depositar o dinheiro da compra do carro.

Golpista: Estou te ligando para passar os dados da conta, pode ser? A conta é do meu marido, tá? Kleber da Silva Siqueira.

Várias pessoas caíram no golpe e pelo menos 27 registraram boletim de ocorrência. O nosso produtor não depositou o dinheiro e começou a ser ameaçado.

Produtor: Acho que eu vou deixar pra lá isso daí…

Golpista: Vou ligar pra doutora agora, com o maior prazer. Ela vai está indo na delegacia abrir um boletim de ocorrência contra a sua pessoa. Como você acorda para trabalhar, a gente também acorda para trabalhar.

No hospital citado pelos golpistas, não existe nenhum doutor Ribeiro nem doutora Cristiane e nesta quarta-feira (25), Kleber da Silva Siqueira foi detido para averiguação ao sair de um banco.

Ele vai responder por estelionato. A polícia procura agora o resto da quadrilha. Kleber estava sacando dinheiro depositado por uma mulher, que pediu para não ser identificada. Ela conta que pagou mais de R$ 20 mil por um carro, que nunca iria receber. “Eu vi a nota da concessionária, os meus dados, o boleto autenticado. Aí eu efetuei o depósito. É muito ruim isso, eu não quero para ninguém isso.”

Calcular o IPVA 2012 em São Paulo

Veja valores venais e calcule quanto vai pagar de imposto.
Taxa pode ser paga em 3 parcelas ou em cota única com desconto de 3%.

A tabela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2012 terá valores venais dos veículos com queda média de 3,75% no estado de São Paulo. A queda para carros foi de 3,34%; para motos, de 5,56%. A diferença é a menor em 3 anos: no ano passado, foi de 7,11%, e, no ano retrasado, de 9,3%. “Nos anos anteriores a queda foi mais acentuada porque a pesquisa sobre os preços de veículos é feita no mês de setembro. Isso reflete a situação econômica do país naquele mês”, afirmou o coordenador adjunto da Coordenadoria de Administração Tributária, Edson Takashi Kondo.

As alíquotas no imposto permanecem inalteradas em relação a 2011. Proprietários de veículos a gasolina e os biocombustíveis (flex) recolherão 4% sobre o valor venal. No caso de veículos que utilizarem exclusivamente álcool, eletricidade ou gás, ainda que combinados entre si, a alíquota é de 3%. As picapes cabine dupla pagam 4%. Os utilitários (cabine simples),ônibus e microonibus e motocicletas recolhem 2% sobre o valor venal. Os caminhões pagam 1,5%.

Veja valores venais dos veículos

Veja o calendário de pagamento do IPVA de 2012:

Para calcular o valor do imposto, faça como no exemplo abaixo:

Valor venal do veículo: (exemplo: R$ 20.050)
Alíquota: 4%
Cálculo: 20.050 x 0,04 (R$ 802 é o valor que será cobrado no IPVA)

Desconto e pagamento
Os proprietários de veículos usados que efetuarem o pagamento em cota única no mês de janeiro de 2012 terão desconto de 3%. O IPVA também pode ser parcelado, sem desconto, observando as datas de vencimento em janeiro, fevereiro e março.

A Secretaria da Fazenda enviará na segunda quinzena de dezembro cerca de 15 milhões de avisos de vencimento aos proprietários de veículos registrados no Departamento Estadual de Trânsito. O aviso é apenas um lembrete – não é boleto e nem guia de pagamento. Quem não receber o comunicado deve acessar o site da secretaria para obter informações. O proprietário de veículo deve manter atualizado o endereço junto aos órgãos de trânsito.

O pagamento do IPVA pode ser feito na rede bancária autorizada, nas casas lotéricas e nos correspondentes bancários. Também pode ser recolhido pela internet, telefone, débito agendado, auto-atendimento e no guichê de caixa.

Quem deixar de recolher o imposto fica sujeito a multa de 0,33% por dia de atraso e a juros de mora com base na taxa Selic. Passados 60 dias, o percentual da multa é fixado em 20% do valor do imposto. Além disso, fica impedido de licenciar o veículo e sujeito a apreensão.

Os consumidores que utilizaram créditos da Nota Fiscal Paulista para abatimento do IPVA 2012 poderão conferir a redução no aviso de vencimento que será enviado pela Secretaria da Fazenda.

Fotos Flagra Novo Ecosport 2012 em testes

Versão totalmente nova do utilitário esportivo chega em 2012


Novo EcoSport está chegando. Duas unidades em teste foram flagradas no litoral de São Paulo pelo nosso leitor Marcelo Pequini há poucos dias. Se a princípio os carros se parecem som as novas versões do Fiesta, é porque são mulas, ou seja, carcaças de outro veículo colocadas sobre a plataforma em teste. Neste caso, realmente trata-se do novíssimo EcoSport, que será um projeto global a ser lançado pela Ford no final de 2012.

A nova geração do utilitário será vendida em diversos mercados. Além de ser desenvolvida e fabricada no Brasil, ela terá linhas de produção na China e na Tailândia. O mercado europeu também será destino do novo Ford, que terá visual mais próximo da nova linguagem global da marca do oval azul, com desenho mais próximo dos novos Fiesta e Focus. Mas aqueles que gostam do estepe na traseira não têm com o que se preocupar, ele permanecerá na versão 2012.

Fonte: Autoesporte