Arquivo da tag: rio de janeiro

IPVA mais caro do Rio de Janeiro – Mercedes SLR MC Roadster

O superesportivo Mercedes-Bencarro-mercedes-slr-mc-roadster-foto-imagemz SLR MC Roadster vai pagar o maior valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no estado do Rio de Janeiro neste ano: R$ 84,6 mil. De acordo com o Diário Oficial do RJ, que divulgou os detalhes do imposto no último dia 27, o valor venal do carro ano 2010, utilizado para calcular o IPVA devido, é R$ 2.116.976.

Ele supera modelos de luxo mais novos, como o Lamborghini Aventador (2012), que custa R$ 1.912.049, ainda de acordo com o que foi divulgado pelo governo do estado, e a Ferrari 599 GTO (2011), de R$ 1.684.363.

Com a alíquota de 4% que incide sobre os automóveis a gasolina no RJ, o proprietário de um Mercedes SLR MC Roadster vai pagar R$ 84.679,04 de IPVA.

Esse carro também foi o campeão do IPVA em SP em 2011 e 2012, mas, em 2013, acabou superado pela nova Ferrari FF (2012), que custa R$ R$ 2.496.304, de acordo com a tabela do estado, e pagará quase R$ 100 mil de imposto.

Mobilete paga R$ 11

Ainda de acordo com a tabela divulgada no Diário Oficial do RJ, o menor valor venal é o da mobiliete Hero Puch 50, ano 1998, de R$ 570. O imposto a ser cobrado por ela, com a alíquota de 2% que incide sobre motos e ciclomotores, é de R$ 11,4. Esse veículo indiano também costuma ser o de menor IPVA em SP.

Multando quase mil motoristas – Lei seca mais rígida multa no Rio e em São Paulo

 

operacao-lei-seca

Os primeiros dias da lei seca mais rígida registrou quase mil motoristas multados e 13 presos por embriaguez somente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Segundo a polícia, em São Paulo, a quantidade de motoristas que se recusam a fazer o teste do bafômetro é muito pequena. De sexta-feira (21) até a madrugada do Natal, 883 pessoas fizeram o teste e só duas recusaram.

Em São Paulo, 62 motoristas foram multados porque estavam embriagados, e oito acabaram presos.
No Rio de Janeiro, o fim de semana do Natal também teve blitz da lei seca. Dos 5,7mil motoristas parados, 832 foram multados, e cinco, presos.

A lei seca mais rígida só não valeu para quem foi prevenido. “O meu marido bebeu e aí eu resolvi não beber para trazer o carro”, disse a advogada Viviane Lima Mendes.

Exame do Detran será monitorado por câmeras

 

Ainda este ano, carros de autoescola serão equipados com câmeras de vídeo.
Candidato e examinador terão digitais coletadas e confrontadas após prova.

O exame prático de direção do Detran será monitorado por áudio e vídeo ainda este ano no Rio de Janeiro. Com isso, todos os exames de direção veicular passarão a ser documentados por câmeras, que registrarão os procedimentos dos examinadores e candidatos a motorista. A licitação será aberta no dia 29 de junho. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (15) pelo site do governo do estado.

Cada carro de autoescola será equipado com três câmeras, sendo três câmeras externas para registrar o exame de balizas. Além disso, o candidato e o examinador terão suas digitais coletadas e confrontadas no início e no fim da prova, para evitar que uma pessoa faça o exame no lugar de outra. Tudo será gravado e ficará armazenado na Ouvidoria do Detran por um ano. Desse modo, se a pessoa for reprovada e não aceitar o resultado, poderá ver onde e como errou, informou o governo.

De acordo com o governo, o programa para a implantação do sistema de monitoramento foi desenhado pelo setor de tecnologia da informação do Detran, cabendo à empresa vencedora da licitação cumprir à risca as exigências que constam do edital de concorrência pública que estará disponível no final deste mês.

Fonte: G1

Seguros de carros barateiam no Rio após instalação de UPPs

A implantação de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) e a consequente redução nos índices de criminalidade fizeram com que o preço médio dos seguros de automóveis ficasse mais barato no Rio de Janeiro.

Segundo dados do Sincor-RJ (Sindicato dos Corretores de Seguros), de agosto até dezembro de 2010, a redução ficou entre 15 e 20%.

“Nos locais onde as UPPs foram implantadas há mais tempo, podemos perceber reduções ainda maiores. Até mesmo onde ainda não há unidades da polícia houve menos criminalidade”, afirmou o presidente do Sincor, Henrique Brandão.

No IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE, as apólices de seguro de automóveis no Rio tiveram recuo de 12,6% nos preços acumulados de 2010 em relação ao ano anterior. Esse índice é maior que as médias de retração de São Paulo (7,2%) e do país (3,5%).

Levantamento feito pelo Clube dos Corretores do Rio indica que a maior redução foi em Madureira, zona norte, onde segurar um carro em dezembro de 2010 foi 20,5% mais em conta do que no mesmo mês de 2009.

Em Copacabana, bairro da zona sul que tem UPP, a redução foi de 13,5%. Houve diminuição também nos municípios de Nova Iguaçu (21,4%), na Baixada Fluminense, e em Niterói (10,8%), na região metropolitana.

Dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) mostram que o total de roubos e furtos de veículos no Estado caiu de 44.437 em 2009 para 39.268 em 2010. Houve ainda aumento de 41% na quantidade de automóveis recuperados.

De acordo com dados do ISP (Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro), houve redução de 19,1% nos roubos de carros, comparando dezembro de 2010 com o mesmo mês do ano anterior.

“Mesmo com o IPCA registrando custo elevado de mão de obra de oficina, conseguimos redução do preço médio do seguro no Rio. A resposta é rápida do setor quando há redução de criminalidade”, disse Amilcar Vianna, presidente do Clube dos Corretores.

Segundo o Sindicato de Corretores de Seguros, a Lei Seca também contribui para redução dos preços médios de apólices pois levou à redução de acidentes e do total de carros circulando à noite na cidade.

Fonte: Agência de Notícias

Dia Mundial sem carro no Rio de Janeiro – Multas e veículos rebocados

O Dia Mundial sem Carro foi marcado no Rio de Janeiro por transtornos e engarrafamentos. A prefeitura proibiu a utilização de 2.100 vagas em ruas do centro da cidade e os motoristas que insistiram em estacionar nesses locais tiveram seus carros rebocados. Até o início da tarde, os fiscais rebocaram mais de 44 veículos, entre eles 13 motos. Também foram multados em toda a cidade 596 automóveis.

O subsecretário municipal de Transportes, Rômulo Orrico, afirmou que foi solicitado às empresas de transportes públicos um aumento de efetivo para suprir a demanda por transportes coletivos em decorrência das proibições de estacionamento. Segundo ele, “o volume usual de um terço de automóveis particulares circulando pela cidade teve queda expressiva”.

O subsecretário negou que a repressão se transformou em um problema a mais para os motoristas e afirmou que “a prática é educativa e visa a estimular a diminuição do uso do automóvel durante todo o ano”.

A Secretaria de Estado de Transportes aderiu ao movimento e secretário Sebastião Rodrigues lembrou que foi implantado no órgão há três anos o programa Rio – Estado das Bicicletas, que objetiva estimular o uso da bicicleta como meio de transporte, principalmente para pequenos e médios deslocamentos.

“A bicicleta é barata, não polui e ainda contribui para a saúde de quem pedala”, disse Rodrigues, que também destacou a importância de incentivar a prática entre crianças mirando no futuro e no bem-estar nas cidades.

Fonte Correio Braziliense

Governo do Rio reduziu IPVA de carros flex

O governo do Rio de Janeiro reduziu de 4% para 3% o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para carros flex (movidos tanto a álcool quanto à gasolina). A Lei 5635 foi sancionada na tarde de terça-feira(05) pelo governador Sérgio Cabral e publicada no Diário Oficial do Estado. Entre os objetivos da medida, está o de incentivar o uso de combustíveis menos poluentes no estado, como o etanol. O governo do Rio já estimula há vários anos, também com a redução de IPVA, os veículos movidos a gás natural.

Fonte: UOL

IPVA segue desvalorização dos veículos e fica mais barato em 2010

Imposto ficará 13% mais barato em Minas Gerais e 9,3% em São Paulo.
Redução é reflexo do IPI mais baixo em 2009.

fotos-imagens-ipva-mais-barato-transito

Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) deverá pesar menos no bolso do consumidor em 2010. A notícia do IPVA mais barato no ano que vem ainda deixa o motorista desconfiado.

As alíquotas não mudaram. Cada estado define o percentual que será cobrado. No Maranhão, por exemplo, donos de automóveis continuam pagando 2,5%, motos 2% e ônibus e caminhões 1%. O cálculo é feito a partir de uma tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que pesquisa o preço de venda dos veículos em várias capitais.

De fato não há milagres. Esta redução no IPVA é reflexo da diminuição de um outro imposto: o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Em 2008, o governo reduziu o IPI e o preço dos carros novos caiu. Isso também forçou a desvalorização dos veículos usados.

Um carro com motor 1.0, de duas portas, fabricado em 2008, pagou, em 2009, R$ 482,78 de IPVA. Em janeiro de 2010, o imposto vai ser de R$ 396,70. O proprietário vai economizar R$ 86,08. No Maranhão, a Secretaria Estadual de Fazenda prevê que o IPVA ficará em torno de 10% mais barato.

Uma empresa de engenharia comemora. Em 2009, o IPVA da frota de 72 veículos foi de R$ 180 mil. Para 2010, a empresa vai pagar quase R$ 30 mil a menos. “Serão R$ 27 mil de economia. Com isso, a gente vai comprar um carro popular para aumentar nossa frota”, ressaltou Clayton Carvalhedo, diretor da empresa.

Alguns estados, como o Rio de Janeiro, ainda estão calculando o valor do imposto. Em Minas Gerais, vai ficar 13% mais barato. Em São Paulo, a redução é de 9,3%. A parte ruim desta história é que o patrimônio do contribuinte também está valendo menos.

Fonte: G1