Arquivo da tag: recall

Recall Chevrolet Onix Plus – GM suspende vendas do carro por causa de incêndios

Fabricante admite pela primeira vez que casos de fogo já registrados no país têm a ver com falha no software de gerenciamento do motor

A GM decidiu suspender, a partir da noite da última terça-feira (5), as entregas do Chevrolet Onix Plus. A medida foi tomada depois que QUATRO RODAS divulgou, na segunda (4), o registro de dois casos de incêndio do sedã no país.

Em comunicado interno emitido a concessionários e obtido por nossa reportagem, a fabricante anunciou internamente a suspensão e admitiu pela primeira vez que o fogo pode ser provocado por uma falha no projeto.

Ainda, informou ter tomado a “iniciativa de anunciar um recall”. Confira o texto na íntegra:

O comunicado não especifica quais seriam as condições “muito específicas” de pressão, temperatura, umidade e composição do combustível, e também não estabeleceu um prazo para oficializar o recall.

mas o fato é que dois incêndios foram registrados em regiões do país com climas bem diferentes: um no pátio da fábrica de Gravataí (RS) e outro no Piauí.

QUATRO RODAS já contatou concessionárias do estado de São Paulo (SP). Algumas afirmam que ainda têm o carro normalmente para entrega, enquanto outras já confirmaram a suspensão.

Uma delas admitiu que a fabricante não apenas suspendeu a entrega de unidades já presentes em estoque, como também o abastecimento de novas unidades à rede.

Segundo um dos lojistas consultados, a fabricante está promovendo “uma atualização de software de gerenciamento do motor” nos exemplares já produzidos e ainda não entregues.

Com o comunicado, nossa reportagem pode afirmar que este é a quarta falha envolvendo o Onix Plus relatada aos concessionários.

Outras três já haviam sido divulgadas exclusivamente por QUATRO RODAS na terça-feira: uma na porca do aterramento, outra no chicote do painel de instrumentos e uma terceira relacionada a conflitos no número de série do motor.

Falha na montagem dos pistões pode provocar travamento completo do propulsor

A indústria automotiva já foi cenário para os mais inusitados recall. Já teve carro que teve o logotipo invertido, que ligava sozinho e até sem freio. E a Toyota acaba de adicionar mais um exemplo insólito para a lista.

A marca convocou 1.730 unidades do novo Camry para uma verificação bem séria: esses modelos podem ter sido montados com pistões maiores do que as especificações de fábrica.

Vale ressaltar que a tolerância das peças dos motores atuais fica na casa dos centésimos de milímetros. Uma diferença, ainda que minúscula, fará com que os anéis de vedação e compressão percam a eficiência e pode ocasionar até o contato direto do pistão com a camisa do cilindro.

A Toyota não especificou quais versões do Camry foram afetadas pelo recall. Atualmente a oitava geração do sedã usa, nos Estados Unidos, um quatro-cilindros 2.5 de 206 cv e um 3.5 V6 de 310 cv.

A falha na montagem, é, naturalmente, catastrófica. Se o cliente der sorte, ele terá problemas como redução de potência, aumento de ruído e emissão de fumaça pelo escapamento.

Na pior das hipóteses, o motor pode travar – o que, claro, pode ocasionar risco de um acidente grave.

Como más notícias vêm em baciada, os concessionários Toyota precisarão desmontar parcialmente o motor para verificar os códigos de cada um dos pistões.

E, se o veículo foi montado com as peças erradas, a solução é uma só: trocar o motor inteiro.

Questionada, a Toyota do Brasil afirmou que, por enquanto, não recebeu nenhum comunicado indicando se esse recall irá afetar o Camry vendido no país, pois o sedã comercializado por aqui é produzido no Japão, enquanto o modelo afetado foi fabricado nos Estados Unidos.

Garantia dos New Fiesta, Focus e EcoSport afetados será extendida para cinco anos ou 160 mil quilômetros

foto-imagem-carro-ecosport

Há pelo menos dois anos, os proprietários de veículos da Ford equipados com o câmbio automatizado de dupla embreagem Powershift reclamam de barulho, trepidação, superaquecimento e até necessidade de trocas prematuras do kit de embreagem. Após ser alvo de uma série de reportagens e de ações do Procon, a marca finalmente assumiu que há problemas com os modelos New Fiesta (hatch e sedã) e Ecosport fabricados em 2013 e 2014, além dos Focus (hatch e sedã) feitos em 2014. A transmissão PowerShift equipa 36,3% dos New Fiesta, 37,2% dos EcoSport e nada menos que 83,4% de todos os Focus vendidos no país.

Em resposta protocolada no Procon-SP, a Ford reconhece problemas e afirma que irá realizar reparos gratuitos nos veículso que apresentarem defeitos. Os proprietários serão informados via carta comum ou mala direta – outros consumidores que não sejam avisados também podem acionar a marca para o recall.

Além dos reparos, as unidades afetadas terão a garantia extendida de três para cinco anos, ou 160 mil quilômetros rodados – o que ocorrer primeiro. Quem já ultrapassou tal quilometragem antes do fim da garantia de fábrica também será atendido gratuitamente.

O comunicado da Ford faz referência direta à reportagem da QUATRO RODAS publicada em 2014, em que proprietários relatam suas experiências. Segundo a montadora, os problemas de trepidação podem ser resultado da contaminação de uma das embreagens por fluído de transmissão. “Esse pequeno merejamento da embreagem, quando ocorre, pode causar a leve trepidação sentida pelos consumidores, e corresponde ao mesmo sintoma do desgaste natural da embreagem de uma transmissão manual tradicional. A diferença é que, no caso em tela, esse sintoma aparece de maneira antecipada, antes do fim da vida útil da embreagem”, diz o informe oficial.

A Ford ainda afirma que a trepidação não gera perda de força motriz do veículo, e que não há registro de acidentes com vítimas causados pela ocorrência do problema. Para remediar a falha, a marca está adotando um novo vedador da transmissão em veícuos zero km. Já os modelos usados e afetados pelo problema receberão uma nova embreagem gratuitamente, além da extensão da garantia.

Recall Hyundai Veloster no Brasil

veloster-hyundai-foto-imagem-recall-no-brasil

No fim do ano passado, a Hyundai divulgou o recall de 13.500 unidades do Veloster nos Estados Unidos. O problema: os painéis do teto solar podem se quebrar sem motivo aparente. A falha seria decorrente do processo de montagem, que gerou uma espécie de enfraquecimento da peça.

Agora, o chamado vai chegar ao Brasil, conforme Autoesporte apurou junto ao Procon. Contudo, ainda não há detalhes a respeito do número de unidades envolvidas e nem de quando o serviço de reparo começa a ser realizado.

Entramos em contato, também, com o Serviço de Atendimento ao Cliente da Caoa (0800-556545). Em todas as ligações nos foi dito que o recall não está ativo e que deveríamos voltar a procurá-los na próxima semana. “Até o momento, não temos informações sobre o recall no Brasil. Sabíamos, apenas, dos Estados Unidos”, disse uma das atendentes. Outra confirmou o chamado, mas disse que o procedimento não está definido.

Procurada por nossa reportagem, a Hyundai-Caoa, importadora do veículo, disse através de sua assessoria de comunicação que “até o momento não tem nenhum chamamento para o carro“.

Recall nos carros da BMW – Empresa fará recall de 1,3 milhões de veículos modelos séries 5 e 6 fabricado entre 2003 e 2010 em todo o mundo

A BMW convocou os donos de 1,3 milhão de automóveis do mundo todo para um “recall“, após a constatação de um defeito na instalação no revestimento da tampa da bateria do porta-malas. A assessoria de imprensa da montadora ainda não informou o número de veículos afetados no Brasil.

A montadora revelou nesta segunda-feira que todos os modelos das séries 5 e 6, que estão no mercado, fabricados entre 2003 e 2010 apresentam defeito. Na pior das hipóteses, o problema pode causar fogo, apesar de que até agora, não tenha acontecido nenhum acidente ou danos a pessoas, afirmou um porta-voz da BMW.

O recall é uma medida de precaução da empresa e o reparo leva cerca de meia hora, de acordo com a empresa.

Recall Nissan Frontier 2007

Recall Nissan Frontier 2007

Parafusos da coluna de direção e da trava do capô serão inspecionados.
Defeito pode causar falha mecânica da direção de 35.280 veículos.

A Nissan do Brasil anuncia nesta quarta-feira (22) a convocação de 35.280 proprietários da picape Frontier para inspecionar o torque do parafuso da junta da coluna de direção e também dos parafusos da trava do capô. As unidades convocadas para o recall foram produzidas a partir de 2007.

Confira as séries de chassis
De 94DVDUD409J030319 a 94DVCUD40CJ991448
De 94DVDUD409J030319 a 94DVCUD40CJ877692
De MNTVCUD4086000002 a MNTVCUD4086004932.

De acordo com o comunicado da montadora, recentemente foi detectado mau funcionamento na junção da coluna e da caixa de direção, que pode levar ao desgaste do encaixe estriado e, assim, diminuir a sua durabilidade com o uso em condições severas.

Em casos raros, segundo a Nissan, pode ocorrer uma falha mecânica da direção, podendo causar a perda do controle do veículo e, consequentemente, eventual acidente. Após a inspeção, a Nissan trocará a junta da coluna e, se necessário, a caixa de direção.

Em relação ao parafuso da trava do capô, a Nissan identificou que não houve a aplicação do torque necessário em algumas unidades o que, em alguns casos, pode ocasionar a abertura do capô com o veículo em movimento. “A inspeção irá verificar se há necessidade de aplicação do torque correto ou se os parafusos deverão ser substituídos.”

As inspeções e trocas das peças serão realizadas sem nenhum custo, e o serviço deve ser agendado a partir desta quarta-feira em qualquer loja da rede de concessionárias Nissan.

Além da campanha nos principais meios de comunicação, como TV, rádio e jornais do país, todos os proprietários com veículos envolvidos no recall serão contatados pela empresa por meio de carta. Mais informações poderão ser obtidas pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), no telefone 0800 011 1090 ou ainda pelo site www.nissan.com.br.

Fonte: G1

Recall – Nissan Sentra tem problema no conector da bateira e pode afetar 2.984 unidades – Possível pane no motor


A Nissan anunciou hoje o recall de 2.984 unidades do sedã Sentra fabricadas entre 11 e 22 de maio de 2010 e entre 8 de julho e 25 de outubro de 2010. A convocação é motivada por um revestimento impróprio no parafuso do terminal da bateria, que pode causar queda de tensão, danos no módulo de controle eletrônico (ECM) e, em casos raros, pane no motor.

A empresa se comprometeu a fazer a substituição do conector do terminal da bateria das unidades envolvidas no recall, que possuem numeração de chassis entre 3N1AB6AD0BL600545 e 3N1AB6AD3BL636990. O serviço pode ser agendado em qualquer concessionária da marca a partir de hoje (19), sem qualquer custo ao proprietário.

Para obter mais informações, a Nissan oferece o site www.nissan.com.br.

Recall no Honda Fit – Empresa convoca quase um milhão de carros no mundo

A matriz da Honda, no Japão, anunciou nesta segunda-feira (5) um recall mundial de cerca de 960 mil veículos – a maioria do compacto Fit. De acordo com a montadora, foi detectado um problema no interruptor do comando elétrico do vidro dianteiro esquerdo (de uso do motorista). Em comunicado oficial, a Honda japonesa informou que o chamado no País envolve unidades do Fit produzidas entre os outubros de 2005 e de 2009.

Ainda segundo a Honda, o recall também envolve 80.111 unidades do crossover CR-V produzidas em 2006 – o problema também está no interruptor do vidro. A montadora diz que não foram registrados acidentes por conta do defeito, apenas relatos de aquecimento da peça. Para solucionar o caso, a montadora vai substituir o interruptor. A Honda do Brasil ainda não informou se o chamado afetará unidades do Fit ou do CR-V mexicano.

O sedã compacto City também pode ser chamado para a troca do componente. Até agora, o recall foi confirmado no Japão, na China, na Europa, em alguns mercados africanos e nos Estados Unidos – onde 26 mil unidades do híbrido CR-Z também serão convocadas por problemas na unidade de comando do motor. No Brasil, a Honda produz o Fit, o City e o médio Civic na fábrica de Sumaré (SP). Os demais modelos são importados.

No fim de janeiro de 2010, a Honda anunciou recall mundial de mais de 650 mil unidades do Fit, aparentemente por causa do mesmo problema no interruptor do vidro do motorista (leia aqui). O defeito, inclusive, provocou o incêndio que causou a morte de um bebê de dois anos que dormia no veículo, na África do sul. Em seguida, Autoesporte noticiou a chegada do recall ao Brasil, que envolveu quase 190 mil unidades do Fit.

Fonte: Auto Esporte

Recall Classic e Montana 2012

Recall do Classic e Montana 2012
Modelos 2012 foram fabricados em junho deste ano.
Defeito é no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda.

A General Motors do Brasil convocou nesta sexta-feira (19) os proprietários dos modelos Classic 2012 e Montana 2012 para instalação de reforço no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda. São 1,4 mil unidades do Classic e 1.153 da picape Montana. De acordo com a GM, os veículos foram fabricados entre 13 e 30 de junho deste ano.

A empresa informou que constatou um defeito no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda, que pode causar risco de soltura parcial do braço de controle inferior da suspensão dianteira esquerda, levando a risco de acidente.

Confira chassis envolvidos no recall:
Modelo: Classic 2012
Nº de série do chassi: de CB119149 a CB129574 e de CC120476 a CC129050
Modelo: Montana 2012
Nº de série do chassi: de CB121364 a CB129575

O atendimento será feito na rede de concessionárias e oficinas autorizadas Chevrolet.

Fonte: Autoesporte

Recall Honda Accord

O recall é para o modelo Honda Accord, ano 2005, versão LX AT 2.4 L

A Honda Automóveis do Brasil voltou a convocar clientes para um recall, desta vez para proprietários dos veículos Accord, ano 2005, versão LX AT 2.4L.

De acordo com a companhia, é necessária uma reprogramação da unidade de controle eletrônica do veículo, chamada de ECU. Uma possível falha no mecanismo pode provocar a movimentação do veículo estacionado se o freio de mão não estiver acionado e, “em casos extremos”, desligar o motor com o automóvel em movimento.

A Honda já havia convocado um recall no último dia 28 para 101.693 proprietários do modelo New Civic.

A convocação anunciada hoje atinge 390 carros. O defeito na ECU pode ser provocado, segundo a fabricante, pela repetida mudança da alavanca seletora da transmissão entre as posições marcha à ré (R) e condução para frente (D) com a rotação do motor ainda elevada e as rodas em movimento. Essa situação pode levar à quebra de um dos rolamentos da transmissão.

Devem comparecer a uma concessionária da empresa os proprietários dos carros Accord 2005 com chassi entre as numerações 3HGCM56305G500001 e 3HGCM56305G500390. O agendamento do serviço deve ser efetuado por meio do site www.honda.com.br/recall.

Dúvidas também poderão ser tiradas por meio do telefone 0800-775-5346, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Fonte: OPovo