Arquivo da tag: proteção com cera

10 tipos de cuida da pintura do seu carro

foto-imagem-pinturaTem dúvidas de como cuidar da pintura do seu carro? Com ajuda de Seiiti Ogata, proprietário da O2autolab, oficina especializada em funilaria e pintura, respondemos as principais perguntas sobre o assunto. Confira!Algumas pessoas usam limão, esfregado diretamente, para remover manchas
do calcário de goteiras de prédios. Pode?

Pode desde que a cal ou o cimento que caiu sobre o veículo não tenha danificado o verniz. Se isso ocorreu, é preciso fazer uma repintura. O limão tem uma ação excelente para essa remoção, pois é ácido. É preciso limpar a área depois de passar o limão, pois, devido à sua acidez, ele pode corroer a pintura.As capas automotivas protegem mesmo a pintura?
Sim. Por outro lado, a ação de colocar e tirar a capa risca o carro. Sendo assim, só vale a pena usá-la em um modelo que vai ficar muito tempo parado.

Como remover adesivos com papel da lataria?
Use um soprador térmico para aquecer e o adesivo o remova usando uma espátula plástica. Depois, é necessário fazer um polimento para tirar a marca que o adesivo deixou.

Com que frequência se pode ou se deve encerar o carro?
Depende da cera que é utilizada. As ceras comerciais têm uma durabilidade média de um mês. Então, pode encerar a cada mês. Já os produtos profissionais resistem de seis meses a um ano.

Como eliminar grude de piche na carroceria?
Para evitar danos à pintura é indicado o uso de um solvente leve ou à base de água. O ideal é ir a uma oficina, mas é possível fazer em casa uma solução com 50% de querosene e 50% de água. É importante ressaltar que se o carro tiver alguma proteção como uma cristalização ou cera, o solvente vai remover esse produto. Por isso, é necessário reaplicá-lo.

Como remover respingos de tinta que caíram sobre a lataria?
O ideal é tentar remover enquanto a tinta não está seca, mas, se isso já ocorreu, é possível remover com uma solução com 50% de querosene e 50% de água. Em casos críticos, é melhor levar para uma oficina especializada.

Como evitar que a pintura fique fosca e que o verniz comece a descascar com o tempo?
Quando a pintura é original, dificilmente isso acontece. Isso só ocorre por conta de verniz de baixa qualidade. No dia a dia o carro vai riscando e acaba perdendo um pouco do brilho. Por isso, de vez em quando é bom fazer um bom polimento para eliminar os riscos.

O que ocasiona menos desvalorização na hora da revenda: riscos na lataria ou ter partes do carro pintadas?
Depende do comprador. Caso seja um lojista, se o carro foi bem repintado, provavelmente vai ter menor desvalorização do que o riscado. Se for para um particular, talvez a situação se inverta. O que é certo é que uma pintura malfeita deprecia muito.

Como tirar dejetos de pássaros e seiva de plantas?
Para os dejetos, use o limão. Já a seiva, com uma lavagem. Se já tiver afetado o verniz é preciso fazer uma repintura.

É verdade que a cor vermelha “queima” com o passar do tempo, por conta da intensa exposição ao sol, neblina e sereno?
Na verdade todas as cores estão sujeitas a essa ação dos raios UVA e UVB. Mas hoje em dia os veículos já têm uma proteção maior e não sofrem tanto com isso.

Veja como recuperar a pintura do seu carro

Polimento profissional para veículos custa a partir de R$ 200.
Melhor forma de evitar problemas é manter o carro limpo e encerado.

Pintura opaca, cheia de manchas e riscos. É isso que acontece quando a gente deixa de lado os cuidados com a aparência do carro. E os vilões estão no dia a dia de toda cidade. O sol é um dos principais agressores, mas existem outros também bastante prejudiciais para a pintura, como a seiva que escorre de uma árvore, dejetos de pássaros e lavagens utilizando solventes.

Quando a pintura fica opaca, somente ajuda profissional faz o brilho voltar. O procedimento utiliza abrasivos para fazer o polimento e tirar manchas e riscos. O preço pelo serviço de polimento profissional parte de R$ 200 e aumenta conforme o tamanho do veículo. Porém, a cada polimento retira-se verniz e deixa-se a pintura mais exposta, até não ter mais tinta. Quando isso acontece a única saída é pintar outra vez.

Pintura sólida
Nos carros que tem a chamada pintura sólida, os problemas aparecem bem mais rápido. Isso porque o sol reage com a pintura, que neste caso é feita à base de pigmentos orgânicos.
É o caso dos carros vermelhos e amarelos, que apresentam diferença de coloração se ficarem muito expostos ao sol.

Prevenção
O melhor jeito de evitar problemas é manter o carro sempre limpo. Os especialistas recomendam fazer a lavagem com elementos neutros, seja xampu, detergente ou sabão, para simplesmente tirar a sujeira. Além da lavagem constante, é recomendável fazer a proteção com cera. Mas a cera não pode ser abrasiva e nem com polidor. Dessa forma, é possível prolongar a vida útil da pintura do carro.

Dependendo da quantidade de lavagem a cera dura pouco, mas há a opção da cera cristalizadora. Mais forte, ela tem uma camada de proteção maior contra raios ultravioletas e adere melhor à pintura. Assim, possui tempo de vida útil maior do que a ceras comuns: as cristalizadoras duram de quatro a seis meses, enquanto a comum, de dois a três meses.

Fonte: G1