Arquivo da tag: Palio

Reajustes chegam a R$ 260 e atingem todas as versões; modelo agora parte de R$ 33.520 e chega a R$ 43.290

foto-imagem-palio-attractiveUm mês depois de ter anunciado a chegada da linha 2015 do novo Palio, a Fiat já encareceu o modelo. Os reajustes variam de R$ 160 a R$ 260 e atingem todas as versões vendidas atualmente.A versão de entrada (Attractive) encareceu R$ 200 quando equipada com motor 1.0 e passou de R$ 33.520 para R$ 33.720. A opção com motor 1.4 saiu de R$ 37.030 e agora custa R$ 37.180, um aumento de R$ 150.Já a configuração intermediária Essence, vendida exclusivamente com motor 1.6, custava R$ 41.010 e agora é tabelada em R$ 41.170 (R$ 160 a mais do que anteriormente). O maior reajuste foi sentido na versão topo de linha, batizada de Sporting e equipada com motor 1.6. Há um mês vendida por R$ 43.030, ela passa a custar R$ 43.290, o que representa um acréscimo de R$ 260.foto-imagem-palio

Top 10 – O ranking dos carros mais vendidos em 2013

1º VOLKSWAGEN GOL: 253.915 UNIDADES

gol-carro-mais-vendido-2013

2º FIAT UNO: 183.877 UNIDADES

fiat--segundo-carro-mais-vendido-2013

3º FIAT PALIO: 176.392 UNIDADES

fiat-palio-terceiro-carro-mais-vendido-2013

4º FORD FIESTA E NEW FIESTA: 136.131 UNIDADES

ford-fiesta-quarto-carro-mais-vendido-2013

5º VOLKSWAGEN FOX E CROSSFOX: 129.120 UNIDADES

 

volkswagen-fox-crossfox-quinto-carro-mais-vendido-2013

6º FIAT GRAND SIENA E SIENA: 129.120 UNIDADES

fiat-grand-siena-sexto-carro-mais-vendido-2013

7º FIAT STRADA: 122.496 UNIDADES

fiat-strada-setimo-carro-mais-vendido-2013

8º CHEVROLET ONIX: 121.929 UNIDADES

chevrolet-onix-oitavo-carro-mais-vendido-2013

9º HYUNDAI HB20: 121.868 UNIDADES

hyundai-hb20-nono-carro-mais-vendido-2013

10º RENAULT SANDERO:102.046 UNIDADES

renault-sandero-decimo-carro-mais-vendido-2013

Gol – Veja os carros mais roubados do Brasil

Gol, o campeão nacional. 35.636 unidades roubadas ou furtadas entre janeiro e setembro de 2011, segundo a central de erviços da CNSEG

O Gol, da Volkswagen é o carro mais roubado ou furtado do Brasil. Somente entre janeiro e outubro de 2011 foram registrados 35.636 casos. O número é quase o dobro do segundo veículo mais visado, o Fiat Uno, que teve 16.978 unidades furtadas ou roubadas nos primeiros 10 meses do ano. Os dados são da CNSEG (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização) e foram obtidos por Época NEGÓCIOS.

A preferência pelo Gol se explica pela enorme quantidade de carros desse modelo em circulação nas ruas brasileiras. “O carro é o que está há mais tempo à venda e criou-se um mercado de peças roubadas atraente para os ladrões”, diz Neival Rodrigues Freitas, diretor executivo da Fenseg (Federação de Seguros Gerais).

Também aparecem na lista dos dez carros mais roubados, o Fusca, da Volkswagen, e o Monza, da Chevrolet. Mais uma vez a causa é o enorme apetite dos bandidos pelas peças desses veículos. São carros que têm uma frota representativa, mas não dispõem de um bom mercado de peças, o que abre brechas para o mercado negro.

Com base em dados do Denatran, a lista leva em conta não apenas os carros com seguro, mas toda a frota em circulação que paga o DPVAT, o seguro obrigatório de veículos. Segundo a CNSeg nos dez primeiros meses deste ano foram registrados 215.040 casos de roubo ou furto. Veja a galeria abaixo com os dez modelos “preferidos” do bandidos.

Fiat Uno – 16.978 casos de furto/roubo nos 10 primeiros meses do ano

Fiat Palio – 13.906 registro de roubo

Corsa da Chevrolet, 9.144 casos

Celta da GM, 7.382 CASOS – Quinta colocação

Fiesta da Ford, 5.353 – Sexta colocação

Parati da Volkswagen, 4.695 – Sétima colocação

Fusca, ainda entre os preferidos do ladrão, o carro teve 4.608 registros de roubo ou furto este ano – Oitava colocação

 Monza, outro “vintage” visado pelos ladrões – 4.483 furtos/roubos nos primeiros dez meses deste ano – Nona colocação

Siena da Fiat – 3.870 – Décima colocação

Lista de carros mais vendido em agosto de 2011 no Brasil

VW Gol foi o carro mais emplacado no mês.

Fotos Novo Siena 2011

Nova projeção mostra sedã que chega ao mercado em novembro

Protótipos da nova geração do Fiat Siena rodam nas cercanias da fábrica de Betim (MG). Por enquanto, o modelo usa a carroceria do modelo atual encobrindo a nova plataforma, como denunciam as bitolas mais largas e o painel do novo Uno – a futura linha Palio vai usar uma derivação da base do Uno. Conhecido internamente como projeto 326 3V (três volumes), o novo Siena deverá ser lançado em novembro com opções de motores 1.4 Fire Evo, 1.4 Tetrafuel e 1.6 16V E.torQ. De acordo com o nosso colaborador mineiro Marlos Ney Vidal, o E.torQ também terá opção Tetrafuel a partir de julho de 2012.

De posse de mais algumas informações de quem já viu o carro, refinamos a projeção publicada na edição de junho de 2010 (que revelou também o Palio). Agora você confere como será a lateral definitiva, com um vinco que atravessa a carroceria na altura das maçanetas, dos para-lamas até as lanternas. Como havíamos comentado anteriormente, o Siena terá personalidade própria: dianteira e portas traseiras serão diferentes das do Palio. A frente continua sendo o maior mistério. Segundo Vidal, um informante garante que as linhas lembrarão as do novo Idea (nos faróis e grade) e do Bravo (parte inferior do para-choque).

A traseira continuará a remeter aos modelos da Alfa Romeo, com tampa elevada e lanternas estreitas que invadem as laterais. A diferença é que as lanternas terão formato irregular, sendo mais finas na parte que fica na tampa. Nas laterais, a novidade fica por conta da janelinha na coluna C, que o sedã nuca teve. Além de contribuir para diferenciar o Siena do Palio, o recurso visa melhorias na visibilidade.

Fonte: Revista AutoEsporte

 

 

Novo Palio não terá versão duas portas

Nova geração do hatch da Fiat chega em meados deste ano

O martelo já foi batido na Fiat: não haverá  carroceria duas portas do novo Palio. Essa opção ficará restrita ao Uno, modelo de entrada da marca. Mas isso não significa que não haverá versão “popular”. O motor Fire 1.0 Evo (75 cv) estará disponível, assim como o 1.4 Evo (88cv) e o E.torQ 1.6 16V (117 cv). Além da unidade de Betim (MG), a nova linha Palio será fabricada também em Córdoba, Argentina, com início dos trabalhos em março.

Fonte: Revista Auto Esporte

Fusca ainda aparece entre os 10 usados mais vendidos

O Volkswagen Fusca, que deixou de ser fabricado em 1996 em sua segunda fase (parou de ser produzido em 1986 e voltou em 1993 a mando do então presidente Itamar Franco), ainda aparece entre os 10 carros usados mais vendidos do Brasil. Segundo levantamento da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o popular foi o nono mais transferido de agosto com 16.004 unidades.

O líder do ranking é o Volkswagen Gol, com 101.973 transferências registradas pela Fenabrave. Bem atrás vem os Fiat Uno e Palio, com 57.006 e 56.354 carros respectivamente. Entre as marcas, a Volkswagen é a mais vendida entre os veículos de passeio e comerciais leves usados com 27.85% deste mercado. A GM vem em segundo com 23,31%, pouco à frente da Fiat, que tem 22,97%.

Comerciais leves

Entre os utilitários, a Fiat Strada liderou o mercado de usados de agosto com 13.666 unidades contra as 12.547 da rival Volkswagen Saveiro. As veteranas da Ford, Pampa e F1000, aparecem respectivamente nas 12ª e 13ª posições com 3.420 e 2.735 unidades. A sucessora da Pampa, a Courier, ficou atrás com 2.582 carros transferidos no mês passado.

Fonte: iCarros

Flagra: conheça o novo Palio

Lançado em 1996, o principal carro da Fiat vai mudar por completo em 2011, com plataforma do novo Uno e design inspirado no Punto

A Fiat não se acomoda com a posição de liderança obtida há quase uma década. Mal o novo Uno chegou às ruas e a montadora já prepara o lançamento do Punto com os motores E-TorQ. Depois ainda tem o Idea reestilizado e, enfim, os últimos ajustes no Bravo, previsto para o começo de 2011. Para a engenharia, porém, esses carros são coisas do passado. Nesse departamento, as atenções estão voltadas para o projeto 326, que dará origem à nova família Palio. Tamanha dedicação faz sentido: trata-se do principal carro da Fiat no Brasil, o mais vendido da marca e o segundo mais emplacado do país. Desde 1996, quando a primeira geração foi lançada, mais de 2,5 milhões de unidades do Palio foram produzidas. Agora, o modelo se prepara para a maior mudança de sua história. Após três reestilizações, chegou a hora de um Palio totalmente novo.

Os primeiros protótipos começaram os testes de rodagem na segunda quinzena de maio, com a carroceria tão coberta que mais parecem caixotes. Foi um desses carros que flagramos nas cercanias da fábrica de Betim (MG), aos 45 minutos da etapa final de fechamento desta edição. Para agosto estão previstas as etapas de try-out (testes de ferramental) das peças de estamparia. Mas o que a Fiat tenta esconder a gente já revela nestas projeções: este é o novo Palio. Com base nas fotos do flagra, em imagens publicadas no jornal Estado de Minas e em peças do carro a que tivemos acesso, Autoesporte acionou sua rede de informantes para refinar o desenho. Quem já viu o modelo limpo garante que estamos muito próximos do resultado final. Duas dicas a gente tinha faz tempo. Um funcionário da Fiat falou demais, e acabou antecipando que o próximo
Volvo C30”. Aí está.

Fonte: AutoEsporte

Fotos do Novo Motor FPT (ex-Tritec) flagrado no Siena

Nova linha de propulsores da Fiat será inaugurada em março

Um usuário do fórum argentino do Clube do Palio publicou fotos de um Fiat Siena com motor experimental. O usuário, que se diz trabalhar na fábrica argentina da Fiat, afirma que o protótipo realiza testes do novo motor FPT (ex-Tritec) 1.6 de 16 válvulas. A Tritec é a antiga fábrica paranaense da BMW que foi comprada em 2008 pelo grupo Fiat. A inauguração da fábrica da FPT está agendada para o mês que vem. Segundo nosso colaborador, Marlos Ney Vidal, o novo motor estreia no Punto e, na sequencia, equipará a família Palio e deverá atingir 128 cavalos com álcool.

O novo motor substituirá o veterano 1.8 Powertrain de até 115 cv desenvolvido pela GM nos anos 90 e que equipou os modelos da Fiat durante uma década que vigorou a falida aliança entre as fabricantes de Detroit e Turim. O nova motor FPT nada mais é que uma evolução do Tritec 1.6 16V de 115 cv que equipava o Mini Cooper do começo dos anos 2000. Uma versão 1.8 também está sendo testada para substituir o 1.9 do Linea e equipar o hatch médio Bravo. (com Lucas Litvay)

Fonte: AutoEsporte

Inmetro ranking de consumo de veículos 2010

Dos 35 modelos avaliados, apenas sete foram nota máxima do Inmetro.
Fiat Uno Mille Economy lidera a lista com a média de 8,8 km/l de álcool.

inmetro-ranking-de-consumo-de-combustivel-foto-imagem

O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) divulgou o ranking 2010 que indica o consumo de combustível e eficiência energética de veículos, assim como já é feito com geladeiras e fogões.

A Etiqueta Nacional de Conservação de Energia, um selo com o carimbo do Inmetro, mostra informações sobre o desempenho do automóvel em relação ao gasto médio na cidade e na estrada (em km/l ou km/m3, no caso dos motores a gás natural) e classifica o modelo de acordo com seu nível de consumo.

Para a certificação, o Inmetro dividiu os modelos em 8 categorias: subcompacto, compacto, médio, grande, esportivo, fora-de-estrada, comercial leve e comercial derivado de carro de passeio.

A avaliação atribui nota de A a E, do menor para o maior consumo, respectivamente. Ou seja, A é o veículo mais econômico e E o mais ‘gastão’. Ao todo, foram testadas seis marcas, 35 modelos e 67 versões diferentes.

Em nota, o Inmetro informou que  a adesão dos fabricantes e importadores de automóveis ao programa é voluntária e renovável a cada ano. Para participar,a montadora deve informar os valores de consumo energético de, no mínimo, 50% de todos os seus modelos previstos para comercialização. Uma fábrica pode participar um ano com determinados modelos e não renovar a inscrição para o ano seguinte, por exemplo.

Os carros flex com nota máxima no ranking são o Fiat Mille Fire Economy 1.0, com 8,8 km/l de álcool (no ciclo urbano), o Honda Fit 1.4 manual com 7,6 km/l, Volkswagen Gol 1.0 e Polo BlueMotion, ambos com 7,4 km/l, e o Honda Civic 1.8 manual com 7,2 km/l. Já os modelos a gasolina mais bem posicionados são o Kia Picanto com a média de 12,4 km/l de gasolina e o Cerato, com 10,1 km/l.

Apesar de ter o veículo mais econômico do ranking, a Fiat é, entre as marcas avaliadas, a que possui o maior número de veículos entre os piores colocados. Palio (1.0 e 1.4), Idea (1.4 e 1.8), Siena (1.4 e 1.8), Stilo (1.8) e 500 ganharam nota E do Inmetro.

A Kia, que teve destaque com o Picanto e Cerato, recebeu nota mínima com o Carens. A Volkswagen também aparece entre os mais poluentes com o Jetta e o Passat.

De acordo com o Inmetro, estes valores são uma referência obtida com testes feitos em laboratórios, em condições comuns de uso, com ar condicionado e direção hidráulica ou elétrica.

Durante os testes, os carros ficam sobre uma espécie de esteira, na qual são simuladas diferentes condições de tráfego. Desta forma, os computadores registram os gastos de combustível. No entanto, o instituto alerta que o consumo percebido pelo motorista poderá variar para mais ou para menos, dependendo da forma como o motorista conduz o veículo.

Fonte: G1