Arquivo da tag: Lamborghini

Quarta geração da station wagon aparece com design afiado, muita tecnologia e V8 de Lamborghini com 600 cv

Se eu fosse a Mercedes-AMG E63 S Estate ou a Porsche Panamera Sport Turismo, eu estaria preocupado. Isso porque a Audi acaba de apresentar a nova geração da RS 6 Avant.

Com cara de mau, 600 cv e muita tecnologia embarcada, o modelo surge com muitas credenciais: para mexer com o coração dos apaixonados por wagons, mas também se tornar referência no segmento. E o melhor: a RS 6 Avant vem ao Brasil. Só vai demorar um pouquinho. A estreia vai acontecer apenas no último trimestre do ano que vem.

A renovação de estilo da perua começa com generosa grade hexagonal com duas tomadas de ar gigantes nas extremidades. O capô é longo, cheio de vincos e converge aos faróis emprestados do A7, de Matrix LED com tecnologia laser.

De perfil, chamam atenção as rodas de 21 polegadas calçadas em pneus 275/35. Opcionalmente, a perua pode vir equipada com rodas aro 22 e compostos 285/30. Os freios trazem discos ventilados de 420 mm na dianteira e 370 mm na traseira, com as pinças pintadas de preto.

Com os freios opcionais de carbono-cerâmica (de 440 mm na dianteira e 370 mm na traseira), as pinças podem ter o tom cinza, azul ou vermelho. Segundo a Audi, este componente economiza 34 kg. Atrás, as lanternas são novas e acompanhadas de um para-choque robusto com as tradicionais saídas de escape ovaladas.

O motor é o V8 4.0 biturbo que foi trabalhado para produzir 600 cv e 81,6 kgfm de torque entre 2.100 rpm e 4.500 rpm na versão padrão – antes os 560 cv e 76,5 kgfm da geração anterior. A transmissão é automática de oito marchas e a tração, claro, integral.

Normalmente a distribuição segue 40% para a frente e 60% para trás. Mas com um m diferencial autoblocante, a transferência de força atinge até 70% para o eixo dianteiro  ou 85% para o eixo traseiro –  a variação depende da aderência ou não do piso.

E assim como outros modelos da gama, como o recém-lançado Q8, a RS 6 tem o sistema elétrico primário de 48V. Entre 55 km/h e 160 km/h, e com velocidade constante, o carro é capaz de rodar sem o motor ligado por 40 segundos, somente com a energia armazenada nas baterias de íons de lítio.

O sistema também atua no start/stop em velocidade abaixo de 22 km/h. De acordo com a marca, 0,8 litros de combustível são salvos a cada 100 quilômetros percorridos. A RS 6 Avant ainda pode desativar quatro dos oito cilindros (2-3-5-8) para economizar combustível em velocidades de cruzeiro.

Com este conjunto, a perua vai de zero a 100 km/h em 3,6 segundos – 0,3 s a menos que antes. Outro número impressionante: zero a 200 km/h em 12 s. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h, mas quem adquirir o pacote opcional Dynamic Plus pode levar a station aos 305 km/h. Imagine a versão Performance…

Outro item que pode ser adquirido à parte é o eixo traseiro esterçante. Em baixas velocidades, as rodas traseiras inclinam até 5º em direção oposta às dianteiras para ajudar nas manobras. Em médias e altas velocidades, são 2º no mesmo sentido para melhorar o contorno de curvas.

A suspensão a ar adaptativa é de série. A RS 6 Avant é 20 mm mais perto do chão que o A6, por exemplo. Porém, ela pode reduzir a altura da perua automaticamente em mais de 10 mm a partir de 120 km/h para dar mais estabilidade.

No caso oposto, pode aumentar em mais 20 mm para transpor rampas ou lombadas mais robustas. A perua ainda pode vir equipada com o Dynamic Ride Control, que tem molas e amortecedores que se ajustam em três estágios para reduzir ao máximo a rolagem da carroceria.

O interior segue o padrão dos modelos mais recentes da marca alemã. O tradicional Virtual Cockpit, o painel de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas. No entanto, as versões RS tem interface próprias com mostradores especiais de pressão do turbo, força G e, claro, potência e torque.

Na parte central, há a tela de 10,1 polegadas da central multimídia e logo abaixo mais um display, de 8,6”, para controles, entre outras funções, o ar-condicionado.

‘Brinde’ de luxo é dado para quem compra imóveis mais caros

foto-imagem-huracan

Morar em Dubai é o sonho de muitos milionários espalhados pelo mundo. Mas se você ainda não acha que comprar uma casa por lá é um bom negócio, uma imobiliária está dando um incentivo e tanto para atrair novos clientes: uma Lamborghini Huracán.

A inusitada ação de marketing foi criada pela Damac Properties, que oferece casas e apartamentos de altíssimo padrão partindo de 692 mil dirhams, o equivalente a aproximadamente R$ 762 mil. A oferta vale para clientes que derem um sinal de 20% do custo da propriedade, sendo que a Lamborghini obviamente será dada apenas a quem adquirir os imóveis mais caros.

Além disso, em vez de desconto no valor total, a Damac oferece outros carros mais “humildes”, como os BMW i3, X6 xDrive35i e 730i, entre outras opções. A promoção começou no primeiro dia do ano e vai até 1º de fevereiro de 2016. Esta não é a primeira vez que a imobiliária realiza uma promoção deste tipo: há dois anos, quem comprasse uma das mansões à venda em Dubai levava para casa uma Aventador Roadster.

Lamborguini lança a nova versão do huracán conversível

foto-imagem- Lamborghini Lamborghini confirma que irá oferecer novas versões do Huracán em breve. A informação foi dada ao site inglês Autocar por ninguém menos que Stephan Winkelmann, chefão da marca, durante o Pebble Beach Concours d’Elegance, tradicional evento realizado na Califórnia (Estados Unidos).

É bem provável que a primeira versão a sair do papel seja a Spyder, prevista para ser lançada em algum momento de 2015. Nenhum detalhe sobre o carro foi revelado até o momento, mas não espere grandes mudanças, já que o supercarro será apenas a versão conversível do Huracán.

Winkelmann também cogita a possibilidade de um modelo com tração traseira. “Fizemos isso com o Gallardo (apresentado em 2009 e nomeado de Gallardo LP550-2 ), então pode ser uma opção.”, afirma. Por último, a Autocar crava que uma versão ainda mais leve e extrema do Huracán também está sob estudo e poderia ser lançada sob o codinome Superleggera.

foto-imagem- Lamborghini

Carros importados mais vendidos em julho 2012 – Kia Sportage lidera a lista pelo segundo mês seguido

A Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) divulgou nesta terça-feira (14) o resultado de vendas de veículos importados em julho, reunindo as marcas que não possuem fábrica no Brasil. No mês, os emplacamentos chegaram a 10.739 unidades, queda de 4,1% frente a junho, quando 11.202 veículos foram comercializados. Na comparação com igual período do ano passado, a queda é de 41,5%. Desde dezembro passado, os carros vindos de fora do Mercosul e do México tiveram o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aumentado em 30 pontos percentuais.

A Abeiva é formada por Aston Martin, Audi, Bentley, BMW, Changan, Chery, Chrysler, Dodge, Effa Changhe, Effa Hafei, Ferrari, Hafei Motor, Haima, Jac Motors, Jaguar, Jeep, Jinbei Automobile, Kia Motors, Lamborghini, Land Rover, Lifan, Maserati, Mazda, Mini, Porsche, Rolls Royce, SsangYong, Suzuki e Volvo.

VEÍCULOS IMPORTADOS MAIS VENDIDOS EM JULHO PELA ABEIVA

Carros de luxo e euros são apreendido em ação antitráfico na Espanha

Lamborghini apreendido pela polícia da Espanha é visto nesta segunda-feira (18) em Madri (Foto: AFP)

Operação teve apoio de autoridades dos EUA, FBI inclusive.
Foram presos 21 suspeitos de envolvimento.

As autoridades espanholas, em colaboração com o FBI (polícia federal dos EUA) e autoridades de Miami conseguiram apreender 25 milhões de euros, 60 carros de luxo, 25 imóveis e outros bens em uma grande operação contra lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas originárias da Colômbia. Foram presas 21 pessoas, entre elas uma colombiana e três americanos, suspeitas de envolvimento (Foto: AFP)

Fonte: G1

Produzido o último Lamborghini Murcièlago

Supercarro italiano teve 4.099 unidades produzidas entre 2001 e 2010

O Lamborghini Murcièlago será sempre lembrado como um marco na história da marca italiana por ter sido um dos modelos mais rápidos , potentes e assustadoramente arrojados que o mundo já viu. A última unidade do supercarro foi produzida hoje, equipada com motor V12 de 670 cavalos e carroceria laranja. Foi encomendada por um cliente suíço e encerra a produção de 4.099 unidades feitas entre 2001 e 2010.

O mais veloz supercarro feito pela fabricante até agora é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 segundos, marca que deverá ser superada pelo sucessor, o Jota, que está prestes a ser lançado com uma boa dose de tecnologia, como diz o presidente da marca, Stephan Winkelmann. “A história da Lamborghini continuará em 2011, quando daremos um grande salto no futuro com o substituto do Murcièlago, com tecnologia inovadora e, mais uma vez, um design verdadeiramente deslumbrante”, comentou ele.

Fonte: Revista AutoEsporte

Fotos Murciélago LP-670-4 SuperVeloce que chega ao Brasil

Esportivo da Lamborghini atinge 342 km/h e custa R$ 2,7 milhões

A importadora Platinuss anuncia a chegada de apenas uma unidade do Lamborghini Murciélago LP-670-4 SuperVeloce. O único exemplar que dsesembarcou no pais será disputado por endinheirados que estejam dispostos a desembolsar R$ 2,7 milhões pelo superesportivo.

Apresentado no Salão de Genebra (Suíça), em março do ano passado, o carro é um dos mais agressivos já produzidos pela marca italiana. Com carroceria pintada de preto fosco e interior da mesma cor, o cupê vem equipado com motor V12 6.5, que gera 670 cavalos de potência. Segundo a montadora, sua relação peso potência é de meros 2,3 kg por cavalo. Com isso, o SuperVeloce chega aos 100 km/h em 3,2 segundos e pode atingir nada menos que 342 km/h.

Segundo Natalino Bertin Junior, presidente da Platinuss, o modelo é referência em esportividade. “Essas mudanças feitas no  SuperVeloce em relação ao LP-640-4 ‘convencional’ forma uma excepcional combinação de desempenho, precisão, velocidade e estabilidade”.

Fonte: G1

Volkswagen compra 49,9% de participação na Porsche

Este é o segundo passo na integração de várias etapas com a Porsche SE.
Aquisição do grupo de concessionárias da marca acontecerá em 2011.

volkswagen-porsche-processo-de-fusao-logo

A Volkswagen deu o segundo passo em sua integração de várias etapas com a Porsche SE, comprando 49,9% de participação nesta segunda-feira (7) no negócio de carros esportivo por 3,9 bilhões de euros (US$ 5,8 bilhões). O acordo significa que a Porsche SE não irá mais consolidar a Porsche AG em seu balanço.

“A aquisição do negócio de varejo de carros da Porsche Holding está planejada para 2011. Durante 2011, um grupo automotivo integrado será concluído através da fusão da Volkswagen com a Porsche SE”, disse a Volks em comunicado nesta segunda-feira.

A Porsche está atualmente avaliada em12,4 bilhões de euros.

A Volkswagen reafirmou que a integração levará a sinergias anuais de cerca de 700 milhões de euros. A Volkswagen avaliou a Porsche AG e a Porsche Holding, maior grupo de concessionárias de veículos da Europa, em 16 bilhões de euros em capital e dívida.

Décima marca

A compra será financiada por meio de um aumento de capital por um valor global estimado de 8 bilhões de euros até 2014, que foi autorizado pelos acionistas da Volkswagen na última quinta-feira (3).

Com a operação, a Porsche se transforma na décima marca do grupo Volkswagen, que já conta com as marcas Audi, Bentley, Bugatti e Lamborghini, entre outras.

A Volkswagen planeja se tornar a maior montadora do mundo em 2018 e, assim, ultrapassar a japonesa Toyota.

Fonte: G1