Arquivo da tag: inspeção

Siga o que o manual indica, mas fique atento ao tipo de uso que o automóvel sofreu

foto-imagem-velas

As velas do motor têm prazo de troca por tempo ou só pela quilometragem que está no manual do proprietário? – Franco S. Vieira, Belo Horizonte (MG)

Elas devem ser trocadas seguindo apenas o manual, que estipula em geral uma quilometragem determinada, que varia de um carro para o outro. Mas há outra condição comum que define a troca das velas: na maioria dos manuais há a recomendação para reduzir o plano pela metade caso o veículo seja submetido a condições severas de uso, como trânsito intenso diário. Assim, se a fabricante recomendar a troca das velas a cada 20.000?km, elas devem ser substituídas aos 10.000 km. Afinal, quando o veículo fica parado no congestionamento, o motor está funcionando, mas não há aumento de quilometragem.

É importante ressaltar que velas desgastadas podem comprometer o catalisador e seu sensor de oxigênio. Por isso, recomenda-se a inspeção da vela a cada 10.000 km ou anualmente.

Outra dúvida recorrente dos leitores: é possível trocar as velas do motor em casa? Sim, é possível e até fácil, mas pode não valer a pena. Retirar e colocar as velas são operações simples, que devem ser feitas com o motor frio, e nas quais se deve ter apenas cuidado para não danificar as roscas no bloco do motor. Se você pretende substituir as velas, basta instalar as novas. Mas, como nem sempre é necessário trocá-las, o ideal é procurar um mecânico ou auto-elétrico de confiança. Ele saberá dizer se as velas podem ser usadas por mais algum tempo e poderá até regular a golda dos eletrodos para que continuem funcionando sem problemas.

Recall de 343 unidades do Jeep Wrangler

Há risco de acidente por vazamento do fluido de freio, diz empresa.
Convocação é para modelos de 2007 a 2010.

A Chrysler do Brasil convocou nesta sexta-feira (17) um recall de 343 unidades do Jeep Wrangler. O motivo seria o risco de acidente por vazamento do fluido de freio, que ocasionaria a perda parcial do desempenho do sistema de freio.

A empresa pede que proprietários de modelos de 2007 a 2010 (veja abaixo os chassis) compareçam à rede credenciada Jeep para inspeção e possível substituição dos forros internos dos para-lamas dianteiros e dos tubos de freio dianteiros esquerdo e direito. Devido à proximidade dos tubos de freio com os forros internos dos para-lamas, eles podem ser tocar.

Número de série dos chassis (não seqüenciais) envolvidos no recall:
1J4FAB4127L129799 a 1J4GAB9179L779387

O agendamento da inspeção do veículo começou na última quinta-feira (15). Para mais informações, a Chrysler disponibilizou o telefone 0800 7037150 e também o site jeep.com.br

Fonte: G1

Radares irão multar carro sem inspeção em SP

Quase um quarto da frota esperada não compareceu à vistoria obrigatória

Em 2010, o Programa de Inspeção Veicular Ambiental atingirá toda a frota paulistana, calculada em 6,5 milhões de veículos. Do 1,9 milhão de automóveis e motocicletas matriculados em São Paulo que deveriam ter passado pela inspeção ambiental em 2009, cerca de um quarto ainda não compareceu à vistoria obrigatória. O prazo para a regulamentação foi estendido até o fim deste mês. Após essa data, carros, motos, ônibus e caminhões em situação pendente terão o licenciamento bloqueado e podem levar quatro multas mensais de R$ 550.

A fiscalização será feita também pelos radares que “leem” placas e “deduram” infratores do rodízio municipal de veículos, responsáveis por 27% das infrações de trânsito, que somam cerca de 600 mil mensais. O Programa de Inspeção Veicular Ambiental vem sendo implantado gradativamente em São Paulo, desde 2008 e 2009 e terá novidades em 2010.

A Inspeção Veicular Ambiental é uma necessidade imediata para melhorar a qualidade de vida do paulistano. Está prevista por lei e todos os procedimentos adotados são aqueles preconizados pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) em sua resolução número 7.

Diante da abrangência nacional de caráter obrigatório, o peso do subsídio e a implantação integral do programa na cidade, a Prefeitura de São Paulo vai suspender a devolução da tarifa da inspeção em 2010.

Fonte: G1