Arquivo da tag: Hyundai HB20

Carro básico pode ter um grande aumento de R$ 6.000

Nos últimos anos, muitos carros de entrada não podem mais ser considerados “pé-de-boi”, sem qualquer item de conforto. Se, antigamente, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas eram considerados luxo, hoje, os mesmos itens são essenciais e alguns deles saem de fábrica, mesmo em versões básicas.

O Chevrolet Onix, lançado em meados de 2012, por exemplo, traz de série, direção hidráulica, assim como o Volkswagen Gol, em sua versão mais simples. Já o Hyundai HB20, que chegou também em 2012, tem, desde as versões mais baratas, ar-condicionado e direção hidráulica.

Para o consultor automotivo Paulo Garbossa, da ADK Automotive, os consumidores passaram a exigir mais dos modelos de entrada. “Até as opções básicas estão mais sofisticadas. Isso porque, se o cliente não encontra os itens que deseja no veículo de uma marca, ele vai pesquisar em outra, o que acaba estimulando as fábricas a equiparem melhor os carros, desde as versões mais em conta”, afirma.

Outra explicação, segundo Garbossa, é que equipar um carro com ar-condicionado ou direção hidráulica, ficou mais barato. “A produção em escala facilitou na popularização dos itens. O mesmo deve acontecer com outros equipamentos, como sensor de ré e multimídia, daqui em diante”, diz.

G1 listou o modelo mais vendido das seis marcas que mais emplacaram carros no Brasil em 2013, Fiat, Volkswagen, Chevrolet, Ford, Renault e Hyundai. A partir daí, configurou o veículo com os itens ar-condicionado, direção assistida, vidros e travas elétricas. O preço dos pacotes variou entre R$ 2.105 e R$ 6.150.

Volkswagen Gol
Versão básica: Trendline 1.0 2 portas – R$ 31.710
Preço com equipamentos: R$ 34.940

O veículo mais vendido do Brasil em 2013, vem, desde a versão básica, com direção hidráulica de série. Os demais opcionais são oferecidos separadamente, prática usual em modelos da Volkswagen. Assim, é possível adicionar apenas os itens de conforto, travas e vidros elétricos e ar-condicionado, por um valor total de R$ 3.230, sendo R$ 2.650 cobrados pelo ar e R$ 580 pelo pacote chamado acesso completo para versões 2 portas.

Fiat Uno
foto-imagem-fiat-vivaceVersão básica: Vivace Evo 2 portas – R$ 25.620
Preço com equipamentos: R$ 30.673

O Uno é um dos veículos mais baratos do país. Em sua versão básica, não conta com nenhum dos itens pesquisados. Para tê-los, é necessário adquirir o pacote Kit Celebration 5, de R$ 5.053. Além de vidros e travas elétricos, direção hidráulica e ar-condicionado, ele inclui, entre outros itens, faróis de neblina e preparação para som. Com isso, o valor do carro chega a R$ 30.673.

Chevrolet Onix
foto-imagem-onixVersão básica: LS – R$ 33.190
Preço com equipamentos: R$ 38.290 (versão LT + pacote R7H)

A versão básica do Onix, LS, já conta com direção hidráulica de série. Porém, para adicionar os demais itens de conforto, o interessado deve mudar para a versão LT, a mais completa com motor 1.0. Ela custa a partir de R$ 35.090, e conta, de série, com banco do motorista e coluna de direção com regulagem de altura, maçanetas e espelho retrovisor na cor do veículo, alarme e chave canivete, mas ainda sem ar-condicionado, vidros e travas elétricos. Para ter os itens, é preciso aderir ao pacote R7H. Ele custa R$ 3.200, elevando o valor final do Onix para R$ 38.290, ou R$ 5.100 a mais do que a versão básica.

Ford Fiesta RoCam
foto-imagem-ford-fiestaVersão básica: 1.0 SE Plus – R$ 31.740
Preço com equipamentos: R$ 31.740

Prestes a dar lugar ao novo Ka, o Fiesta RoCam vive seus últimos meses na linha da Ford. Assim, a marca só comercializa o modelo nas versões mais completas. A 1.0, é equipada com ar, direção hidráulica, vidros, travas e espelhos elétricos, faróis de neblina, alarme, abertura elétrica do porta-malas e rodas de liga neve, e custa R$ 31.740.

 

Renault Sandero
foto-imagem-sanderoVersão básica: Authentique – R$ 30.500
Preço com equipamentos: R$ 36.660 (versão Expression)

A versão mais em conta do Sandero é a Authentique, de R$ 30.500. Entre os opcionais, apenas ar-condicionado e direção hidráulica, oferecidos por R$ 3.960. Para ter também vidros e travas elétricas, é preciso subir para a versão Expression, de R$ 36.660. O valor R$ 6.160 acima da Authentique, também inclui outros equipamentos, além do conjunto elétrico, como travamento automático das portas com o veículo em movimento, alarme, computador de bordo, volante com regulagem de altura e maçanetas da cor do veículo. O valor solicitado para os opcionais pela Renault para o Sandero “completo” é o mais alto entre os modelos comparados.

Hyundai HB20
foto-imagem-hb20Versão básica: Comfort – R$ 35.395
Versão com equipamentos: R$ 37.500 (vesão Comfort Plus)

A versão básica é a Comfort, de R$ 35.395. Ela já conta com ar-condicionado e direção hidráulica. Para ter também vidros e travas elétricos, é preciso subir para a versão Comfort Plus, de R$ 37.500. Além dos equipamentos de conforto, os R$ 2.105 pacote também adicionam à lista de equipamentos, alarme perimétrico, travamento automático central das portas a 15 km/h, maçanetas na cor do veículo, chave canivete e detalhes cromados no interior. Considerando apenas modelos em que foi necessário acrescentar equipamentos ao conteúdo básico, o pacote do HB20 é o mais barato, além de um dos mais completos.

O Silêncio do Hyundai HB20

foto-imagem-Hyundai-HB20Uma volta de menos de 30 km foi suficiente para que o diretor de redação Sérgio Berezovsky se impressionasse com a silenciosa cabine do nosso HB20 de Longa Duração. “Em ponto morto, a ausência de ruído e o baixo índice de vibração se destacam”, disse. Assim como defeitos, elogios também servem de ponto de partida para uma apuração mais aprofundada de sua origem.Solicitamos um HB 1.6 à Hyundai e rumamos para o campo de provas, em Limeira (SP) – nosso HB de Longa foi junto. Submetemos ambos ao nosso teste de ruído padrão, com medições em ponto morto, rotação máxima, a 80 km/h (em quarta marcha) e 120 km/h (em quinta). Primeiro a ser medido, o HB de fábrica apontou, respectivamente, 34,5/69/63,3 e 68,4 dBA. Confirmando a boa impressão do diretor de redação de QUATRO RODAS, o HB20 de Longa registrou, na mesma ordem, <34/68,2/62,1 e 67,2 dBA. Ou seja, nosso HB é mais silencioso que o da Hyundai, com um nível de ruído em marcha lenta abaixo do mínimo detectável pelo nosso decibelímetro, 34 dBA. O resultado é surpreendente, pois o modelo cedido pela Hyundai faz parte de uma frota de imprensa, que costuma ser atendida por uma manutenção especialmente caprichada.

A análise também incluiu algumas passagens pela pista de paralelepípedos. Cercada por paredes, ela permite a detecção de ruídos não apenas provenientes da própria cabine, mas especialmente da suspensão. Novamente, o carro de Longa teve vantagem.“O modelo emprestado pela Hyundai apresentou um ruído na suspensão. Era algo muito sutil, como uma pequena folga de bucha de bandeja. Nas passagens com os vidros fechados, para avaliação do ruído interno, os dois HB20 se mostraram bem silenciosos”, disse o editor Péricles Malheiros, responsável pelo teste.

O designer Gabriel Caetano, que fez uma viagem até o Rio de Janeiro (RJ), elogiou a boa dirigibilidade e, assim como a maioria, o baixo nível de ruído.

Consumo

No mês (24,9% na cidade) – Etanol 9,4 km/l

Desde dez/12 (25,6% na cidade) – Etanol 8,5 km/l

Principais Ocorrências

8 597 km – Trepidação da palheta do limpador de para-brisa esquerdo
10 067 km – Pneu com banda de rodagem cortada por linha de pipa com cerol

foto-imagem-longahb

HB20 é o carro do ano 2013 – Ford Fusion, Ranger, Ecosport e Audi Q3 também foram premiados – Veja lista compreta

Hyundai HB20

O Hyundai HB20 é o grande vencedor do prêmio Carro do Ano 2013. O primeiro popular da marca coreana fabricado no Brasil foi eleito pelo juri composto de jornalistas de todo o Brasil e pela equipe de Autoesporte.

Para o presidente da Hyundai, Chang Kyun Han, receber o prêmio é uma grande honra e, nas palavras dele, “um incentivo para fazer o HB20 ainda melhor”. O executivo ainda apontou o momento propício para o reconhecimento, que coincide com o início das operações da marca no Brasil após a construção de sua fábrica.

Confira abaixo a lista completa de vencedores do prêmio:

Carro do Ano – Hyundai HB20
Carro Premium do Ano – Ford Fusion
Picape do Ano – Ford Ranger
Utilitário Premium do Ano – Audi Q3
Utilitário do Ano – Ford EcoSport
Motor abaixo de 2.0 – Audi A1 1.4 TSFI
Motor acima de 2.0 – Ford Ranger 3.2 20V Turbodiesel
Carro Verde do Ano – Ford Fusion Hybrid

Audi Q3

Audi leva dois troféus

Premiada na categoria Utilitário Premium do Ano, a Audi disse estar feliz com o prêmio, que completa a galeria de troféus para os SUVs da marca, que incluem também Q5 e Q7. “Acredito que isso se deve ao que chamamos de pilares da marca: tecnologia embarcada, design e acabamento refinado”, declarou Leandro Rodomile, presidente da Audi Brasil.

Ao receber o troféu para o motor abaixo de 2.0, Marcel Yoshida, diretor de pós-vendas da Audi Brasil, declarou que a esportividade, a sofisticação e progressividade são as três principais características não apenas do motor 1.4 TFSI, mas também da engenharia Audi. “A Audi sempre se esforça para reunir características como performance e consumo baixo. O A1, de 185 cv, tem consumo combinado de 16,7 km/l. Além disso, ele oferece baixos níveis de emissões de poluentes, o que também aponta a preocupação da marca com o meio-ambiente”.

Ford Ranger 2013

Ford garante cinco prêmios

O prêmio que mais surpreendeu a Ford nessa noite foi a eleição do novo Fusion como Carro Premium do Ano, palavra do gerente de marketing e produto da marca, Oswaldo Ramos. “Fomos ousados em querer brigar com produtos premium, de marcas como Audi. Quando colocamos esse nível de equipamento, elevamos a briga. Mas esse reconhecimento da mídia é prova de que estávamos certos”, afirma o executivo.

Para o presidente da Ford do Brasil, Steven Armstrong, o carro é completo e mereceu o prêmio. “Temos o que o consumidor quer, tecnologia, design e desempenho”
Sobre o prêmio para motor acima de 2.0, Lucíola Almeida, gerente de marketing de picapes da Ford, disse que “o prêmio é muito importante para este novo projeto global. Trata-se do motor mais potente da categoria, que oferece 200 cavalos. Ele foi desenvolvido globalmente para qualquer região do país, e nós da Ford brasileira ajudamos nisso. Conquistar o prêmio fecha com chave de ouro esse processo de desenvolvimento”.

Novo Ford Fusion

Vencedores também do prêmio de Picape do Ano, com a Ranger, a Ford comemora o sucesso de seus projetos globais. “A Ranger ganhou uma nova fórmula, completamente redesenhada e com nova engenharia. O prêmio acaba demonstrando que a Ford continua na liderança mundial do mercado de picapes. Isso é ótimo para nós, para o Brasil e para os consumidores”, diz Steven Armstrong, presidente da Ford. Para ele, prêmios como o Carro do Ano provam que ouvir o que o consumidor quer e precisa em cada segmento do mercado são os segredos do sucesso. “Não foi só o design da Ranger que foi premiado, mas também toda a sua força e engenharia por trás”, completa.