Arquivo da tag: General Motors

Novo Monza – Classíco da General Motors – Opel apresenta o carro-conceito na feira de Frankfurt

foto-novo-monza-carro-conceito-imagem
A Opel mostrou pela primeira vez o conceito Monza em público, nesta segunda-feira (9), em Frankfurt. Até então, o carro que homenageia o “clássico” da General Motors havia sido mostrado apenas em fotos de divulgação. Ele será o principal destaque da montadora no Salão de Frankfurt, que começa nesta terça (10) para a imprensa.O evento nesta segunda é sobre o futuro da mobilidade e reúne fabricantes, políticos, cientistas e associações relacionadas. O CEO da Opel, Karl-Thomas Neumann, disse que o conceito Monza causará um impacto de longa duração no futuro da marca. “Conforme vamos em frente, os tópicos eficiência e conectividade estão no topo da nossa lista de prioridades.”foto-novo-monza-carro-conceito-painel-imagemNo fim do mês passado, a montadora revelou alguns detalhes do conceito. Além das linhas arrojadas, ele se destaca pela inovação no interior.

O motorista não vai encontrar monitores separados que exibem informações diferentes no painel, mas sim um mostrador de porta a porta que o próprio motorista compõe conforme suas necessidades. Para isso, o sistema utiliza 18 projetores de LED.

Outra vantagem tecnológica do projeto é que o carro recebe diversos tipos de motores por ter um conceito modular de carroceria. Em Frankfurt, por exemplo, ele será exibido com o mesmo sistema híbrido, com motor elétrico principal, do Chevrolet Volt. No entanto, pode receber o motor 1.0 turbo a gás natural.

Homenagem ao velho modelo

Com o modelo, a Opel, revive nome do sedã que foi produzido na Europa e que também foi usado para batizar o modelo que fez sucesso no Brasil nas décadas de 1980 e 1990, vendido pela Chevrolet. O Monza Concept é uma homenagem ao pioneiro Opel Monza Coupé, produzido na Europa de 1978 a 1986.

foto-novo-monza-carro-conceito

Carros conectados – Previsão é que 60 milhões de veículos estarão conectados nas ruas até 2018

carros-conectados-foto

Daqui a cinco anos, haverá 59,86 milhões de carros conectados circulando por estradas do mundo todo, segundo previsão da consultoria MarketsandMarkets (M&M).

Dados divulgados nesta quinta-feira, 14, estimam que a indústria passará por um crescimento anual de 41,2% entre 2013 e 2018. O que deve gerar US$ 98,42 bilhões ao setor.

Segundo a M&M, essa alta ocorrerá graças ao desenvolvimento de tecnologias móveis como LTE, Wi-Fi, entre outras.

Mercados maduros já introduziram recursos de conectividade aos veículos. Nos Estados Unidos é onde mais existem carros conectados, seguidos pela Ásia, enquanto Brasil, Alemanha e Rússia apresentam potencial para crescimento.

Dentre as companhias que mais investem nisso atualmente estão General Motors, BMW, Ford, Audi, TomTom, Apple, AT&T, Alcatel Lucent, Verizon, China Mobile, Microsoft e Intel.

Onix da GM divulga detalhes do carro – Hatch compacto da montadora estreia no Salão de São Paulo

GM divulgará em breve primeira imagem do Onix; acima, a projeção do modelo (Crédito: Renato Aspromonte)

A General Motors do Brasil confirmou na manhã desta quinta-feira (6) o lançamento do seu (aguardado) novo hatch compacto, o Chevrolet Onix. Rival para Fiat Novo Uno/Palio, Renault Sandero, Volkswagen Gol/Fox e os futuros Hyundai HB20 e Toyota Etios, o Onix estreia em outubro, no Salão do Automóvel de São Paulo, chegando às lojas na mesma época. Feito sobre a plataforma Gamma II, a mesma do sedã Chevrolet Cobalt, o modelo será produzido na fábrica de Gravataí, no Rio Grande do Sul – onde também são fabricados os pequenos Celta e Prisma.

Onix vai apostar no espaço interno amplo e em boa relação custo/benefício para brigar com os vários rivais

Segundo o comunidado oficial da GM, o Onix é o primeiro veículo da marca Chevrolet cujo nome final será o mesmo do projeto. “Muito se falou em Projeto Onix durante o desenvolvimento do carro, e o nome sempre apareceu com força, foi bem aceito em todas as regiões em que foi apresentado”, explica Gustavo Colossi, diretor geral de marketing da montadora. Como curiosidade, Ônix é um mineral de quartzo que, na antiguidade, foi muito usado como adorno e até símbolo de proteção – no caso dos Romanos.


Hatch estreia sistema multimídia MyLink, com ampla conectividade, e terá câmbio automático de seis marchas

Sistema multimídia MyLink e câmbio automático de seis marchas

A General Motors sabe que a competição entre os compactos nacionais vai se acirrar nos próximos meses, com as chegadas de Etios e HB20. Por isso, para começar o jogo, a montadora confirmou dois dos principais recursos que o Onix terá. O primeiro deles é o sistema multimídia MyLink, que reúne tela de LCD sensível ao toque integrada ao painel e ampla conectividade (Bluetooth para celulares e entradas auxiliar e USB) – por enquanto, navegador GPS não está confirmado. O hatch compacto também oferecerá opção de câmbio automático de seis marchas, transmissão inédita no segmento de compactos de entrada.

Essa transmissão, que terá modo sequencial com trocas na própria alavanca, é a mesma utilizada pelo compacto premium Sonic, nas versões hatch e sedã, e pelo médio Cruze – também disponível nas duas carrocerias. Nas versões mais simples, o Onix usará caixa manual de cinco marchas. Motores e outros detalhes técnicos do novo compacto da GM não foram revelados. Nas próximas semanas, a montadora vai divulgar mais imagens (teasers) do modelo. A produção na fábrica de Gravataí começa no início de outubro. O Onix deve ter preço inicial na faixa dos R$ 30 mil, para brigar especialmente com Gol, Palio, Sandero e HB20.

Preço R$ 46.200 – Carro da Chevrolet Sonic é lançado no Brasil

A General Motors lançou nesta terça-feira (29), em Búzios (RJ), o compacto Chevrolet Sonic, primeiro modelo feito na Coreia do Sul pela montadora exportado para o Brasil. O modelo vem nas versões hatch e sedã e custa a partir de R$ 46.200 e R$ 49.100, respectivamente. Os preços estão com o novo IPI.

Veja lista completa de preços do Sonic:

Sonic LT hatch: R$ 46.200
Sonic LT sedã: R$ 49.100
Sonic LTZ hatch manual: R$ 48.700
Sonic LTZ sedã manual: R$ 53.600
Sonic LTZ hatch automático: R$ 51.500
Sonic LTZ sedã automático. R$ 56.100

A GM espera vender cerca de 1.000 unidades por mês, de acordo com o vice-presidente da General Motors do Brasil, Marcos Munhoz. Segundo ele, como o apelo do design do carro é forte, o novo modelo deve atrair mais o público jovem, mesmo que se trate de um casal com criança pequena. Por esse motivo, a montadora desenvolveu as duas versões.

No entanto, Munhoz ressalta que a versão hatch deverá ser a mais vendida. Assim, o modelo completa a proposta da GM de dividir o segmeto de hatches, formando uma “tríade”, com o Agile, mais simples, e o Cruze Sport6, mais refinado.

Os concorrentes diretos do Sonic hatch são o Ford New Fiesta e o Honda Fit. No caso dos modelos sedã, City e New Fiesta sedã disputam com o lançamento da Chevrolet.

Por que sul-coreano?

O Sonic surgiu de um projeto sul-coreano para ser global. Ele já é vendido em cerca de 100 países e, no ano passado, atingiu a marca de 371 mil unidades comercializadas em todo o mundo. Para este ano, com a ajuda do Brasil, a Chevrolet pretende vender 500 mil unidades. Nos quatro primeiros meses do ano foram vendidos 142.825 carros pelo mundo, 30 mil somente nos Estados Unidos. “O Sonic se consolida para nós como um campeão de vendas, isso faz a gente acreditar que aqui, no Brasil, será também”, destaca Munhoz.

E esses números justificam trazer o modelo da Coreia do Sul. Munhoz explica que a linha do Sonic nos Estados Unidos trabalha com capacidade total. Além disso, a produção no México, que só vai começar no próximo semestre, também já está comprometida com o mercado norte-americano.

“Por custo logístico, trazer do México ou da Coreia do Sul dá no mesmo, porque toda nossa cota de exportação do acordo com o México (que permite a isenção da alíquota de exportação de 35%) vai para a Captiva”, afirma o executivo.

Painel azul e motor 1.6

O painel azul não esconde o sangue sul-coreano do Sonic. No entanto, sob o capô “bate” o motor 1.6 Ecotec Dual CVVT de 116 cv/120 cv . A tecnologia do motor é alemã, como os dois comandos de válvulas continuamente variáveis (CVVT) e coletor de admissão variável (VIM), e a tecnologia flex é brasileira.

A transmissão pode ser automática, de seis velocidades, ou mecânica. Entre os itens de segurança estão freios ABS, sistem de estabilidade (EBD) e airbag frontal duplo.

Trax, rival do EcoSport – Chevrolet revela o Crossover compacto

Chevrolet Trax será lançado em setembro, no Salão de Paris; vendas na Europa começam no último trimestre

Acabou o mistério. Nesta segunda-feira (14), a General Motors revelou o nome e a primeira imagem do seu futuro crossover compacto: Chevrolet Trax. O utilitário esportivo será lançado em setembro, no Salão de Paris (França), para brigar diretamente com a nova geração do Ford EcoSport. E assim como o arquirrival, o modelo da GM será global, vendido em mais de 140 países.

De acordo com a montadora norte-americana, o Trax chega às lojas europeias no último trimestre desse ano. No Brasil, ainda não há informações, mas é muito provável que o crossover seja a principal atração da GM no Salão de São Paulo, no fim de outubro – as vendas devem começar no início de 2013. Dados sobre mecânica também não foram divulgados. Visualmente, o utilitário compacto segue a identidade mais recente marca, com a grade frontal bipartida.

Vendas de carros elétricos – Os preços e as dificuldade de fornecimento dificultam as vendas dos novos modelos

Carro elétrico da Nissan (Leaf) não conseguiu cumprir metas de vendas

Os preços e as dificuldades de fornecimento dificultam as vendas dos novos modelos de carros elétricos, segundo reportagem do jornal Financial Times. Em seu primeiro ano completo de vendas, carros elétricos da Nissan e da General Motors (GM) venderam menos do que o esperado pelas montadoras: apenas cerca de 30 mil nos EUA, conforme o jornal.

O carro elétrico da GM, o Volt, teve problemas depois que a bateria pegou fogo após testes de colisão graves. Segundo a montadora, o problema está controlado, mas ainda assim o carro não atingiu as vendas esperadas de 10 mil veículos.

O carro Leaf, da Nissan, enfrentou dificuldades de distribuição e outros problemas causados pelo terremoto que atingiu o Japão no início do ano de 2011. O modelo vendeu 20 mil unidades, quantidade menor do que a esperada, segundo informações do diretor de planejamento estratégico da empresa, Andy Palmer.

Mesmo com os problemas, a Nissan espera vender 40 mil unidades do carro neste ano enquanto a GM diz que também aumentará a produção do veículo elétrico Volt em 2012.

Segundo analistas da indústria automotiva, ainda é cedo para julgar a tecnologia dos carros, que deve mostrar seu potencial em décadas, não em anos. As vendas estariam relacionadas ao baixo número de modelos existentes no mercado, mas esses veículos tendem a se tornar viáveis em longo prazo, segundo a publicação. O analista do Morgan Stanley reduziu as estimativas de vendas de carros elétricos para 2025, de 8,6% para 4,5%.

Fonte: Terra

Fotos S10 flagrada em São Paulo novamente

A nova geração da picape Chevrolet S10 está prontinha para ir às ruas brasileiras, como mostram as novas fotos enviadas pelo leitor Davi José Leite. O utilitário Chevrolet foi flagrado de novo em São Paulo e praticamente sem disfarces – faróis, lanternas e a gravata dourada estão cobertos. A nova geração da picape média será lançada no Brasil em meados de janeiro e sua chegada decretará o fim da S10 atual – só a mecânica será “reaproveitada”.

Assim como os outros , a nova S10 adotará as nomenclaturas mais recentes da General Motors. A versão mais simples será a LS, seguida da intermediária LT e da topo de linha LTZ. A picape também terá versões cabine simples e dupla, com tração traseira (4X2) ou integral (4X4). E sob o capô, uma notícia não tão inspiradora: devem ser oferecidos os mesmos motores da S10 atual, o bloco 2.4 litros flex e o 2.8 diesel turbo.

A GM, porém, deve fazer aprimoramentos nos dois blocos. Na S10 atual, o propulsor 2.4 flex produz potências de 141 cv (gasolina) e 147 cv (etanol) e um torque interessante de 21,9 kgfm aos 2.800 giros – com ambos os combustíveis. Já o bloco 2.8 diesel turbo gera 140 cv e um torque robusto de 34,7 kgfm entre 1.800 e 2.400 rpm. Ambos são acoplados a um câmbio manual de cinco marchas (ainda não há notícias sobre caixa automática).

A nova geração da S10 será produzida na fábrica da GM em São José dos Campos (SP). Lá também será montada a nova geração do utilitário esportivo Blazer. Líder do segmento de picapes médias há mais de uma década, a nova S10 enfrentará um cenário bem mais competitivo em 2012. Além da nova geração da arquirrival Ford Ranger, a Toyota remodelou a Hilux (leia aqui) e até uma picape indiana da Tata Motors deve chegar – importada pelo grupo SHC do empresário Sergio Habib, presidente da chinesa JAC Motors.

Fonte: Autoesporte

Recall Classic e Montana 2012

Recall do Classic e Montana 2012
Modelos 2012 foram fabricados em junho deste ano.
Defeito é no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda.

A General Motors do Brasil convocou nesta sexta-feira (19) os proprietários dos modelos Classic 2012 e Montana 2012 para instalação de reforço no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda. São 1,4 mil unidades do Classic e 1.153 da picape Montana. De acordo com a GM, os veículos foram fabricados entre 13 e 30 de junho deste ano.

A empresa informou que constatou um defeito no suporte de fixação da suspensão dianteira esquerda, que pode causar risco de soltura parcial do braço de controle inferior da suspensão dianteira esquerda, levando a risco de acidente.

Confira chassis envolvidos no recall:
Modelo: Classic 2012
Nº de série do chassi: de CB119149 a CB129574 e de CC120476 a CC129050
Modelo: Montana 2012
Nº de série do chassi: de CB121364 a CB129575

O atendimento será feito na rede de concessionárias e oficinas autorizadas Chevrolet.

Fonte: Autoesporte

Vendas de carros tem queda em março – As vendas de automóveis e comerciais leves novos no Brasil em março caíram 14,4%

As vendas de automóveis e comerciais leves novos no Brasil em março caíram 14,4 por cento sobre o mesmo mês do ano passado, influenciadas por efeitos de calendário e base forte de comparação, gerada pelo fim do desconto de imposto um ano antes.

Segundo uma fonte do setor com acesso aos dados de licenciamentos, as vendas de março somaram 288.829 unidades, na segunda melhor performance já registrada para o mês após março de 2010, quando a expectativa pelo fim do desconto do IPI causou correria às lojas e vendas de 337.436 automóveis e comerciais leves.

Na comparação com fevereiro, no entanto, as vendas de março foram 11,6 por cento maiores, refletindo ainda o forte movimento da indústria que fechou o primeiro trimestre com um total acumulado de 777.923 automóveis e comerciais leves vendidos, 3,63 por cento acima do registrado um ano antes.

A associação de montadoras de veículos, Anfavea, divulga na próxima semana o fechamento oficial das vendas e produção para março, incluindo também caminhões e ônibus. A entidade estima vendas de 3,69 milhões de veículos em 2011, incluindo ônibus e caminhões, crescimento de 5 por cento sobre 2010.

Em março, a Fiat registrou vendas de 64.553 automóveis e comerciais leves, alta de 6,3 por cento na comparação com fevereiro e queda de 12,3 por cento sobre março de 2010. A Volkswagen apurou emplacamentos de 58.124 unidades, 6,9 por cento a mais que fevereiro, mas 16,3 por cento baixo das vendas de março de 2010, segundo a fonte.

A General Motors registrou alta de 19,3 por cento nos licenciamentos sobre fevereiro, para 55.282 unidades. Na comparação anual, houve queda de 21 por cento.

A Ford vendeu em março 17 por cento a mais que em fevereiro e 23,7 por cento menos que o licenciado um ano antes, com 27.675 automóveis e comerciais leves.

Fonte UOL Economia

100 mil carros no recall – Cadillac CTS da General Motors está com problemas no airbag


Ação envolve modelo Cadillac CTS fabricado entre 2005 e 2007.
Sensores responsáveis pela ativação do sistema serão trocados.

A fabricante norte-americana de veículos General Motors (GM) retirou cerca de 100 mil veículos nos Estados Unidos, principalmente por problemas com o airbag de sua marca de luxo Cadillac, segundo um comunicado publicado nesta quinta-feira (23) no site da Agência de Segurança Rodoviária (NHTSA).

A GM fez o recall de 95.927 sedãs Cadillac CTS de 2005 à 2007 para corrigir o mau funcionamento dos sensores responsáveis pela ativação do airbag em caso de colisão, “que aumentavam os riscos de lesões e de gravidade dos acidentes”, explicou a nota.

Os proprietários dos veículos foram convidados a se dirigir a uma concessionária que substituirá, se necessário, o sistema de sensores.

A GM também retirou das ruas 1.262 modelos 2011 dos 4X4 Cadillac Escalade, pick-up Chevrolet Avalanche e Chevrolet Silverado por problemas de suspensão.

O modelo não é vendido no mercado brasileiro.

Fonte Auto Esporte