Arquivo da tag: Fiat

Novo Fiat Tipo Sport

Após lançar as versões Mirror e Street no ano passado, a Fiat apresentou uma novidade para a linha Tipo: a opção Sport. Apesar do nome, a esportividade se concentra no visual, mesmo que o modelo tenha estreado duas motorizações para a linha – mais mansas do que as disponíveis anteriormente.

Baseado na versão S-Design, o Tipo Sport recebe novos para-choques na frente e atrás, saias laterais, molduras das luzes de neblina e difusor e spoiler traseiros.

Elementos pintados de preto brilhante também são exclusivos, como grade frontal, rodas de 18 polegadas e capas dos retrovisores externos. A nova cor vermelha Passione se junta à gama de tonalidades oferecidas e o carro pode ganhar teto preto opcional.

O interior é todo preto, com bancos revestidos de couro e tecido com costura dupla e couro no volante e na manopla de câmbio. O sistema de infotenimento de série é o Uconnect HD Live, com tela de sete polegadas sensível ao toque e compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto.

Além dos já existentes motores 1.4 T-Jet a gasolina de 120 cv e 1.6 Multijet a diesel, também de 120 cv, o novo Tipo Sport pode vir equipado com um 1.4 a gasolina ou 1.3 a diesel, ambos com 95 cv.

Testamos a nova tecnologia que a FCA usa na fábrica da Fiat no Brasil para reduzir a fadiga dos funcionários

No começo a sensação é de insegurança. Afinal, sentar-se “no ar” é algo que nosso instinto não está acostumado, e o medo de cair acaba atrapalhando.

Mas bastam alguns minutos para se habituar com o exoesqueleto de apoio aos membros inferiores, que estreou no fim de 2017 na linha de montagem da FCA, em Betim (MG), onde são produzidos os carros da marca Fiat.

O exoesqueleto é um dos dez usados para reduzir a fadiga dos trabalhadores em tarefas repetitivas e com ergonomia desfavorável. Cada área exige um modelo específico.

O equipamento testado por QUATRO RODAS, por exemplo, atende os funcionários que fazem a colocação de peças na parte frontal do carro. Ele é usado como se fosse uma mochila.

Molas e amortecedores atrás das coxas e panturrilhas permitem que você possa descansar as pernas ao se agachar, como se houvesse uma cadeira invisível.

“O exoesqueleto não aumenta a força do funcionário, mas reduz a fadiga muscular e o risco de lesões”, explica Cristiano Felix, gerente de saúde e segurança do trabalho da FCA.

Para quem precisa abaixar até 550 vezes em um único turno de trabalho, essa ajuda vem a calhar e elimina a necessidade de grandes adaptações na linha de montagem.

O equipamento de US$ 10.000 também dá um status diferenciado aos aspirantes a Tony Stark brasileiros.

“Ele chama a atenção na linha, e diversos funcionários já pediram para usar o exoesqueleto em suas estações de trabalho”, conta Felix.

Videogame para funcionários

Antes de iniciar a produção de um carro, a FCA testa a linha de montagem do futuro veículo em uma sala de realidade virtual.

Usando óculos especiais e um controle de Nintendo Wii adaptado, é possível identificar antes possíveis dificuldades na colocação de peças e até qual região do corpo do funcionário irá ficar sobrecarregada.

Sim, é quase idêntico ao do Argo, mas há algumas sutis diferenças…

A Fiat publicou em sua página do Facebook as primeiras imagens do interior do Cronos, novo sedã compacto que começa a ser produzido neste mês na Argentina e estreia no Brasil em fevereiro. Derivado do hatch Argo, o Cronos apresenta o mesmíssimo painel, porém com a moldura central na cor marrom fosco. Volante e quadro de instrumentos também são rigorosamente iguais, assim como a tela flutuante de sete polegadas da central multimídia, que será item de série no modelo.

As imagens divulgadas são da versão mais cara do Cronos, que herdará do Argo o sobrenome Precision. Há molduras cromadas nas saídas de ventilação, outras prateadas e equipamentos mais caros, como o ar-condicionado digital e o botão de partida do motor. A alavanca do câmbio automático de seis marchas, que virá associado apenas ao motor 1.8 Etorq de 139 cv e 19,3 kgfm, também está presente na foto. Nossa estimativa é de que a opção mais cara do sedã supere os R$ 70 mil.

Sucessor do Linea, o Cronos seguirá a proposta mais premium do antecessor e não terá opção com o motor 1.0 Firefly de três cilindros — só quando o tricilíndrico ganhar turbo e injeção direta. Como o Grand Siena segue em linha, a ideia é que os modelos atuem em diferentes faixas. Por isso mesmo, o novato terá na base a versão Drive 1.3 Firefly, com até 109 cv e 14,2 kgfm de torque. Esta terá transmissões manual ou automatizada de cinco velocidades. O valor de partida deve ficar próximo dos R$ 55 mil.

O Cronos chegará às lojas quase simultaneamente com o Volkswagen Virtus, arquirrival que também será lançado em fevereiro. Os modelos têm os mesmos objetivos comerciais e possuem até medidas semelhantes — embora o Virtus seja mais encorpado.

O sedã da Fiat terá 2,57 metros de entre-eixos ante 2,65 m do Volks, mas vale dizer que o Argo e seus 2,52 m oferecem um belo espaço para pernas atrás. Já o porta-malas promete ser para lá de generoso, com volume próximo a 530 litros (será maior que os 525 litros do Virtus).

FIAT ARGO: CONHEÇA DETALHES

foto-imagem-fiat-argo

O Fiat Argo já perdeu a vergonha e apareceu por completo, mas o interior ainda era segredo – até a página oficial da marca na Argentina revelar partes do painel. O vídeo já foi despublicado, porém, reproduzimos as imagens nesta página. Como apuramos junto aos lojistas, o hatch realmente terá três saídas de ar centrais e sistema multimídia com tela de sete polegadas em posição elevada.

foto-imagem-fiat-argo

Nas imagens aproximadas, é possível notar uma indicação de rota por setas, entretanto, fontes disseram que não haverá GPS integrado ao equipamento (ou seja, restará ao usuário espelhar o celular, como já acontece com o rival Chevrolet Onix, por exemplo). A boa notícia é que a “telinha” trará comandos sensíveis ao toque, além de botões físicos.

foto-imagem-fiat-argo

Outros detalhes da cabine também apareceram antes da hora – o lançamento está previsto para junho –, como o ar-condicionado digital de uma zona e o quadro de instrumentos com tela digital. Ainda não se sabe se tais recursos virão apenas na versão topo de linha HGT, mas também aparecem comandos para o controle de tração e o sistema Start-Stop.

O modelo deve ser lançado nas próximas semanas e tem como objetivo disputar mercado com Chevrolet Onix e Hyundai HB20, os carros mais vendidos do país. Segundo lojistas, o modelo chegará às lojas com três opções de motores: 1.0, 1.3 e 1.8, todas flex e aspiradas.

 

Fiat lança Modelo Fullback, picape média baseada na Mitsubishi L200 Triton vendido apenas no Oriente Médio e alguns mercados europeus

foto-imagem-fiat-fullback

Parece que a Fiat tomou gosto pelas picapes. Depois de oficializar o lançamento da Toro para o começo de 2016, a marca apresentou nesta terça-feira, 10 de novembro, a Fullback, sua primeira picape média para as regiões da Europa, África e Oriente Médio.

Essencialmente uma Mitsubishi L200 Triton com logotipos Fiat, a Fullback é fruto de uma parceria firmada em 2014 para produção da picape em conjunto com a Fiat-Chrysler na Tailândia. Na ocasião, a Mitsubishi afirmou que o veículo poderia ser vendido com o emblema Fiat em mercados como Ásia, Europa, África e América Latina. Alguns dias depois, porém, a MMCB, representante local da Mitsubishi no Brasil, divulgou um comunicado oficial informando que as medidas “não contemplam o mercado brasileiro, no qual a MMCB possui fábrica, direito exclusivo de comercialização e distribuição”, descartando, assim, sua possível comercialização no mercado brasileiro.

foto-imagem-fiat-fullback

A Fullback será equipada com duas versões do motor 2.4 turbodiesel, entregando 150 ou 180 cv, e podendo vir com transmissão manual de seis marchas ou automática de cinco velocidades, ambas com tração nas quatro rodas.

A nós, resta esperar pela Toro. A picape média será construída sob a plataforma do Renegade, embora seja inteiramente nova da coluna central para trás. Com comprimento de aproximadamente 4,9 metros, ela terá as mesmas opções de motorização do SUV da Jeep (embora o 1.8 flex seja modificado para entregar melhor desempenho) e capacidade de carga para uma tonelada.

Dispositivo é a grande novidade da linha FIAT 2016 dos modelos Linea e Punto

fiat-punto-blackmotion-2016

A Fiat anunciou nesta quinta-feira (12) a chegada da linha 2016 de Linea e Punto ao mercado brasileiro. A grande novidade implementada nos modelos é o sistema multimídia Uconnect, já muito comum em diversos veículos da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) – e há muito tempo cobrada para o sedã e para o hatch.

O dispositivo vem como item de série no Linea e na versão T-Jet do Punto, com tela sensível ao toque de cinco polegadas, reprodução de músicas por áudio streaming, conexão Bluetooth, entrada USB, sistema leitor e de envio de mensagens de texto e comando de voz.

fiat-linea-absolute-2016

Como opcional, o Uconnect pode receber navegador GPS – Uconnect Touch NAV – e, assim, passa a oferecer as seguintes funções: planejamento de percurso, orientação por voz, gerenciamento de pontos de interesse, visualização em 2D ou 3D, personalização de menu e atualização feita pela TOM TOM. Outro item que pode ser adicionado é a câmera de ré.

Além do sistema multimídia, o Punto ganha novas rodas de liga-leve nas versões Attractive, Essence e Blackmotion, bem como spoiler na tampa traseira, seguindo a cor de carroceria, na Attractive e na Essence.

Veja os preços:

Punto 2016

Attractive 1.4 – R$ 45.810
Essence 1.6 – R$ 49.580
Sporting 1.8 – R$ 53.810
Blackmotion – R$ 56.780
T-Jet – R$ 65.900

Linea 2016

Essence 1.8 – R$ 59.500
Absolute Dualogic 1.8 – R$ 69.700

uconnect-fiat-linea-punto

Reajustes chegam a R$ 260 e atingem todas as versões; modelo agora parte de R$ 33.520 e chega a R$ 43.290

foto-imagem-palio-attractiveUm mês depois de ter anunciado a chegada da linha 2015 do novo Palio, a Fiat já encareceu o modelo. Os reajustes variam de R$ 160 a R$ 260 e atingem todas as versões vendidas atualmente.A versão de entrada (Attractive) encareceu R$ 200 quando equipada com motor 1.0 e passou de R$ 33.520 para R$ 33.720. A opção com motor 1.4 saiu de R$ 37.030 e agora custa R$ 37.180, um aumento de R$ 150.Já a configuração intermediária Essence, vendida exclusivamente com motor 1.6, custava R$ 41.010 e agora é tabelada em R$ 41.170 (R$ 160 a mais do que anteriormente). O maior reajuste foi sentido na versão topo de linha, batizada de Sporting e equipada com motor 1.6. Há um mês vendida por R$ 43.030, ela passa a custar R$ 43.290, o que representa um acréscimo de R$ 260.foto-imagem-palio

Fiat lança Abarth 695 Biposto

Equipado com motor 1.4 T-Jet, versão de produção vai aos 100 km/h em 5,9 segundos

foto-imagem-fiat-500-abarth-695-biposto

 

O primeiro Fiat 500 Abarth 695 foi apresentado em 1964, no Salão de Genebra. Cinquenta anos depois, a montadora italiana volta à cidade suiça com uma versão apimentada de seu pequeno hatch. Com motor 1.4 T-Jet de 192 cv (quatro cilindros turbo) ele é capaz de ir dos 0 aos 100 km/h em 5,9 segundos, de acordo com a marca. Uma fusão entre carro de corrida e veículo de passeio, conforme define a Fiat.

O design do modelo também remete ao universo das pistas. Com dois lugares, ele tem janelas fixas acabadas em policarbonato e um kit que inclui saias laterais, para-choques, arcos de roda e spoiler com inserções de carbono. Os bancos esportivos são ancorados onde ficariam os traseiros e têm cintos de quatro pontos. Segundo a Fiat, o 500 Abarth 695 Biposto tem amortecedores ajustáveis, sistema de freios Brembo, rodas de 18 polegadas OZ, escapamento Akrapovic, entre outros.

foto-imagem-fiat-500-abarth-695-biposto

 

A montadora italiana afirma que foi preciso abrir mão de alguns itens de conforto para alcançar a performance. Assim, não há bancos traseiros, faróis de xenon ou de neblina, climatizador, janelas elétricas e rádio. Parece que deu certo, afinal o hatch de 997 kg tem uma relação de 5,2 kg/hp e velocidade máxima de 230 km/h. Há ainda a opção de condução Sport, ativada por meio de um botão no painel, que abre completamente a válvule de escape, potencializando o som do propulsor.

O modelo recebeu pintura texturizada em cinza, para dar a impressão de que o carro foi criado direto das estradas, conforme explica a marca. O acabamento em titânio aparece nas maçanetas dianteiras e do porta-malas, nas calotas, nos parafusos das rodas, na tampa de combustível e nos já citados escapamentos Akrapovik. A Fiat ainda não revelou preços para o 500 Abarth 695 Biposto. “O Abarth 695 biposto não é uma edição limitada, mas é certamente um carro para os motoristas “especiais”,  aqueles que podem mostrar que sabem como conduzi-lo”, disse a montadora italiana em nota.

foto-imagem-fiat-500-abarth-695-biposto foto-imagem-fiat-500-abarth-695-biposto

FIAT MILLE GANHARÁ SÉRIE ESPECIAL DE DESPEDIDA , E VEM COM GRANDES MUDANÇAS

foto-imagem-uno-fire-economy

A jornada do Mille está chegando ao fim. Para marcar a aposentadoria do hatch, a Fiat preparou uma série especial de despedida. Batizada de “Grazie” – “obrigado”, em italiano -, a série terá produção limitada a 2 mil unidades e começa a ser vendida ainda este mês. De acordo com fontes ligadas à marca, o preço ainda não foi definido.

A Fiat quer manter a surpresa e não entrega muito sobre a versão, mas já adianta que o modelo contará com algumas mudanças estéticas e trará itens inéditos, como rodas de liga leve, pedaleira esportiva e o rádio Connect com subwoofer, presente em outros nomes do portfólio como Palio e Grand Siena. O veículo será vendido nas cores verde e prata.

Lançado no início da década de 1990, o Mille ocupa o posto de carro de entrada da marca e é um dos mais baratos à venda no Brasil (parte de R$ 22.540). Ele sai de linha impulsionado pela lei que exige que todos os carros fabricados no país a partir de 2014 saiam de fábrica equipados freios ABS e airbag duplo frontal.

Novo carro da FIAT é apresenta Ottimo, hatch que substituirá o Bravo no Brasil

FOTO-IMAGEM-NOVO-fiat-ottimo-hatch

Modelo inédito no portfólio da Fiat, o hatch Ottimo foi apresentado no Salão de Guangzhou, na China. O carro, já confirmado para as lojas chinesas, nada mais é que o sucessor do Bravo. O compacto deverá ser produzido na fábrica que a marca está erguendo em Pernambuco, com inauguração prevista para 2015.

Por aqui, o hatchback poderá adotar outra identidade. Rumores dão conta que a Fiat poderá resgatar o nome Tempra. Um nome de peso como este faz sentido dentro da estratégia da marca. Com o Ottimo, a montadora quer se impor no segmento de hatches médios, que poucos momentos de brilho rendeu para a montadora no país.

FOTO-IMAGEM-fiat-ottimo

 

O Tipo italiano começou bem nos anos 1990, mas uma onda de incêndios espontâneos literalmente queimou sua imagem. O sucessor Brava é uma raridade nas ruas. O Stilo foi o mais bem sucedido até hoje, mas longe de repetir o sucesso que os hatches compactos alcançaram. Já o Bravo tem uma média de cerca de 790 unidades mensais, atrás do Ford Focus, Volkswagen Golf e até do Peugeot 308.

foto-imagem-fiat-ottimo-hatch

 

Junto ao hatch, a marca lançará o sedã Viaggio, que também já roda na China e deverá ser produzido em Pernambuco, de acordo com fontes ligadas à marca. O modelo substiuirá o Linea. Assim como o Bravo, o três volumes não é referência de boa venda.

Claramente inspirado no Dodge Dart, o Ottimo recebe no mercado chinês um motor 1.4 turbo de 152 cv de potência. O câmbio é manual de cinco marchas.