Arquivo da tag: fabricante

Ford Fiesta: Segundo ouvimos de fonte ligada ao fabricante, a geração renovada na Europa não será feita aqui tão cedo

Ford Fiesta (Foto: Divulgação)

O Ford Fiesta de nova geração foi lançado recentemente na Europa, mas não chegará tão cedo ao Brasil. Foram as exatas palavras proferidas pela fonte ligada ao fabricante ouvida recentemente por Autoesporte. O projeto B479 estava em gestação, tal como o novo Focus. Contudo, a gestação será bem mais longa do que a planejada. O Fiesta sedã emergente (B500) foi descartado recentemente pelos mercados emergentes do Oriente. Por lá, há o Ford Escort para fazer esse papel.

A geração atual do Fiesta terá algumas atualizações para se manter atual no Brasil. Segundo apuramos, ele ganhará o novo motor 1.5 Dragon de injeção multiponto e duplo comando variável, um tricilíndrico que estreará no EcoSport ainda no primeiro trimestre de 2017. Será o substituto do Sigma 1.6, enquanto o 1.0 EcoBoost será o padrão nas versões mais caras. O novo Sync também é esperado para 2017.

E quanto ao Ka?

O subcompacto Ka também receberá o 1.5 Dragon no futuro, quando passará a ter a opção sem pedal de embreagem – o Powershift será descartado apenas na geração futura dos Ford. O projeto está marcado com a sigla MCA, que indica uma mudança de metade de ciclo de vida. O lançamento no Brasil será apenas em 2018. Uma versão mais aventureira que o Ka Trail exibido no Salão do Automóvel também está sendo projetada para outros mercados.

A Bridgestone, fabricante de pneus, processa IBM – Software da Big Blue não teve desempenho esperado

ibm-logo

A fabricante de pneus Bridgestone está pedindo US$ 75 milhões de indenização à IBM. A companhia alega que o software da ‘Big Blue’ não teve o desempenho esperado e “deixou a operação da empresa um caos”.

O sistema da IBM, que controla os pedidos dos clientes da fabricante japonesa, foi chamado de ‘defeituoso‘ por perder e apagar dados. A Bridgestone também reclamou sobre a duplicação de solicitações.

Em entrevista ao Business Insider, a IBM declarou que os problemas aconteceram devido à má gestão do projeto. A companhia ainda disse que a cliente “não tinha liderança na área de TI”, pois substituiu o diretor do departamento seis vezes durante a implantação do software.

O projeto custou mais de US$ 75 milhões e começou em janeiro de 2012.

Recall nos carros do Toyota Corolla – Empresa investiga problema na direção

Agência americana de segurança viária também estuda o caso.
Fabricante passa pelo maior recall da história do setor.

A Toyota está investigando um possível defeito na direção assistida de seu modelo Corolla, e retirará veículos se forem constatadas tais falhas, disse nesta quarta-feira (17) o vice-presidente do fabricante automotor nipônico, Shinichi Sasaki.

“Se houver um defeito, começaremos a fazer o recall dos veículos. Estamos investigando, mas o número de denúncias é inferior a cem” unidades, disse.

Segundo o presidente da companhia, Akio Toyoda, a Toyota nunca encobriu problemas de segurança.

A Toyota estuda a possibilidade de fazer recall do Corolla, um de seus carros mais vendidos, depois de receber queixas de problemas no sistema de direção. Trata-se de mais um golpe para a maior montadora mundial, já abalada por uma série de recalls por questões de segurança.

Apesar das pressões de alguns parlamentares, o presidente Akio Toyoda disse que não atenderá à convocação do Congresso dos Estados Unidos para uma audiência na qual deveria explicar as falhas da qualidade da montadora, confiando a missão a executivos da Toyota nos EUA – mas disse que poderá comparecer se o comitê o exigir. E acrescentou que pretende concentrar-se na melhoria da qualidade dos seus produtos em todo o mundo.

“Confio em que os nossos funcionários nos EUA responderão amplamente às perguntas que serão feitas”, afirmou Toyoda, em sua terceira coletiva à imprensa em duas semanas. “Estamos enviando para a audiência os nossos melhores representantes e espero respaldar todos os esforços em nossa sede.”

Investigação

Na semana passada, a agência americana de segurança viária, a NHTSA, informou que estava estudando queixas sobre o sistema de direção dos modelos Corolla.

“Estamos estudando as queixas relacionadas ao sistema de direção do ‘Corolla’ para determinar se uma investigação (formal) sobre segurança é necessária, como indica o procedimento normal para todas as reclamações”, destacou o porta-voz.

Fonte G1

Defeito de fábrica – Carros da Volkswagen estão com problemas nos motores 1.0: motores VHT utilizados desde abril 2008 – Gol, Voyage e Fox

Fotos-Gol 1.0-foi-o-modelo-mais-atingido-pelo-defeito-de-fabricacao
A Volkswagen divulgou nota com o intuito de esclarecer as falhas identificadas nos motores VHT, utilizados desde abril de 2008. Mas a história aparenta estar pela metade. De acordo com a empresa, os defeitos são ocasionados por uma deficiência na lubrificação interna.

Para melhorar o rendimento dos carros novos equipados com o propulsor VHT, a montadora diz ter solicitado ao fabricante dos lubrificantes que alterasse a especificação do óleo utilizado no primeiro abastecimento. Segundo a Volks, a ação do álcool combustível provocou a perda das propriedades de lubrificação do óleo. A nota informa que a empresa voltará a utilizar o lubrificante utilizado anteriormente.

A empresa divulgou que irá estender a garantia dos motores VHT 1.0 produzidos após abril de 2008 de três para quatro anos para compensar a falha identificada.

Foto-modelos-carros-Motor-EA-111-utilizado-na-linha-Gol-Voyage-e-Fox

A maioria das queixas recebidas pela VW são referentes a motores 1.0 do Gol. Os primeiros sintomas são barulhos anormais vindo da peça. Ao verificar o problema, tem-se notado a redução excessiva no nível de óleo e, como conseqüência, problemas em componentes periféricos.

De acordo com a Volks, a estimativa de falhas é de uma para cada mil blocos VHT 1.0 fabricados. Os proprietários que notarem irregularidades de funcionamento devem procurar os concessionários da marca para verificação. Não há custo para o reparo.

Fonte ZAP