Arquivo da tag: Europa

Recém-apresentada na Europa, a novidade recebeu nova suspensão mais rígida e para-choque frontal mais agressivo que na versão hatch

foto-imagem-HYUNDAI-I30

O Hyundai i30 já disse adeus ao Brasil e a nova geração ainda está longe de desembarcar por aqui, mas o modelo até ganhou uma versão “Fastback” lá fora. Com estilo de cupê com quatro portas, o modelo lembra a proposta dos BMW Série 3 GT e Série 5 GT, com teto de caimento suave e tampa do porta-malas que abre junto com o vidro traseiro.

foto-imagem-HYUNDAI-I30

Além da nova carroceria alongada, o novato sul-coreano está 3 cm mais baixo quando comparado à versão hatch e ainda ganhou novo para-choque com entradas de ar (falsas) maiores. De acordo com o fabricante, a suspensão também foi reajustada para ficar um pouco mais rígida e aumentar a estabilidade em velocidades mais elevadas.

foto-imagem-HYUNDAI-I30

Quanto à motorização, serão ofercidas opções a gasolina 1.0 de três cilindros com 120 cv de potência e outro 1.4 turbo com 140 cv para a Europa – como é comum, também haverá um 1.6 turbodiesel em configurações de 110 cv e 136 cv. As transmissões podem ser manual de seis marchas ou automática com dupla embreagem e sete velocidades.

foto-imagem-HYUNDAI-I30

Os preços ainda não foram divulgados pela marca, mas a lista de equipamentos de segurança para o Velho Continente será recheada com sistema de frenagem de emergência, detector de fadiga do motorista, farol alto automático, reconhecimento de placas, alertas de ponto cego e tráfego cruzado, bem como assistente de permanência em faixa.

foto-imagem-HYUNDAI-I30

Ford Fiesta: Segundo ouvimos de fonte ligada ao fabricante, a geração renovada na Europa não será feita aqui tão cedo

Ford Fiesta (Foto: Divulgação)

O Ford Fiesta de nova geração foi lançado recentemente na Europa, mas não chegará tão cedo ao Brasil. Foram as exatas palavras proferidas pela fonte ligada ao fabricante ouvida recentemente por Autoesporte. O projeto B479 estava em gestação, tal como o novo Focus. Contudo, a gestação será bem mais longa do que a planejada. O Fiesta sedã emergente (B500) foi descartado recentemente pelos mercados emergentes do Oriente. Por lá, há o Ford Escort para fazer esse papel.

A geração atual do Fiesta terá algumas atualizações para se manter atual no Brasil. Segundo apuramos, ele ganhará o novo motor 1.5 Dragon de injeção multiponto e duplo comando variável, um tricilíndrico que estreará no EcoSport ainda no primeiro trimestre de 2017. Será o substituto do Sigma 1.6, enquanto o 1.0 EcoBoost será o padrão nas versões mais caras. O novo Sync também é esperado para 2017.

E quanto ao Ka?

O subcompacto Ka também receberá o 1.5 Dragon no futuro, quando passará a ter a opção sem pedal de embreagem – o Powershift será descartado apenas na geração futura dos Ford. O projeto está marcado com a sigla MCA, que indica uma mudança de metade de ciclo de vida. O lançamento no Brasil será apenas em 2018. Uma versão mais aventureira que o Ka Trail exibido no Salão do Automóvel também está sendo projetada para outros mercados.

Em 37 anos, o Golf GTi dobrou a cavalaria e trocou o câmbio manual pelo de dupla embreagem. Já o charme continua o mesmo

foto-imagem-golf

Em 1976, a Volkswagen lançou na Europa a versão apimentada do Golf, que até então era um hatch com apenas dois anos de história. Digamos que o modelo não estreou na Alemanha, mas na Alemanha Ocidental. Eram tempos de Guerra Fria e uma fronteira de 1.382 km dividia o lado capitalista (ocidental) do socialista (oriental).

O primeiro Golf GTI levaria 7,5 horas para percorrer a divisa de ponta a ponta, em sua velocidade máxima. O atual, demoraria 5,6 horas para cumprir o feito nas mesmas condições. Aceleramos ambas as versões no circuito alemão de Ehra-Lessien, criado na época do conflito geopolítico, e pudemos constatar que não são apenas essas duas horas que separam as gerações do hatch nervoso. Em um intervalo de 37 anos, o modelo ganhou 110 cv de potência, 396 cm³ de cilindrada e 21,5 kgfm de torque. Assim, nos anos 1970, o primeiro Golf GTI ia de 0 a 100 km/h em 10 segundos. Hoje, a sétima geração leva apenas 6,5 s para chegar à marca.

Golf GTI 1 Golf GTI 7
1976 Data de lançamento 2012
1.6, quatro cilindros Motor 2.0, quatro cilindros
110 cv a 6.100 rotações Potência 220 cv de 4.500 a 6.200 rotações
14,2 kgfm a 5 mim rotações Torque 35,7 kgfm de 1.500 a 4.400 rotações
Manual de quatro marchas, tração dianteira Câmbio Manual de seis marchas, tração dianteira
182 km/h Velocidade máxima 250 km/h
Equivalente a R$ 21.609 em valores não corrigidos Preço Equivalente a R$ 87.510

doto-imgem-golf-gti

Qundo assunto é segurança, a distância parece de séculos. Evidente que sistemas como controle eletrônico de estabilidade, airbags e freios ABS não estão presentes na primeira versão do hot hatch alemão. Mas espere uma situação mais austera. Nos bancos de trás, não há cintos de segurança. Hoje, soa absurdo.

O primeiro Golf GTI não tem a empunhadura robusta do atual, mas sim aquele volante que lembra o clássico Gol dos anos 1980. Derivado da plataforma MK I de 1974, ele trabalha em rotações elevadas. Sua potência máxima, por exemplo, chega aos 6.100 rpm. Na última geração, a fúria do hatch aparece a partir das 4.500 rotações, e com o dobro de potência. Vale lembrar que aceleramos a versão equipada com câmbio manual de seis marchas, que não é oferecida no mercado nacional, onde o modelo foi lançado em setembro de 2013. Em tempo, dá para dizer que, na dinâmica, eles são quase irreconhecíveis.

A não ser pela carroceria duas portas, o Golf GTI não nega sua identidade. O clássico e charmoso estofado xadrez Clark, a manopla em forma de bolinha de Golf, os detalhes vermelhos nos para-choques, e a coluna C proeminente criada pelo italiano Giorgio Giugiaro continuam lá. Quem te viu, e quem te vê.

foto-imgem-volkswagen-golf

foto-imgem-volkswagen-golf-gti

Novo modelo porsche sedã abaixo do Panamera

foto-imagem-novo-porsche-panamera-2014A Porsche estaria cogitando a possibilidade de lançar um novo sedã menor do que o Panamera. O projeto, conhecido informalmente como Pajun (de Panamera Junior), teria voltado com força total a pedido do presidente da empresa, Matthias Müller, que gostaria de criar um concorrente para BMW Série 5 e Mercedes-Benz Classe E.

No entanto, o próprio Müller admitiu que o lançamento deste modelo “seria uma decisão difícil de tomar”, uma vez que a marca concentrou (e ainda está se esforçando) todos os seus esforços no Macan, dobrando a capacidade produtiva e investindo na modernização das áreas de pintura e estamparia na fábrica de Leipzig, na Alemanha.

Rumores de que a Porsche lançaria uma versão mais compacta do Panamera existem desde 2011. O carro custaria cerca de 60 mil euros e teria estilo inspirado no “irmão mais velho”, com lançamento previsto para 2016. Caso realmente seja lançado, o modelo utilizaria uma plataforma ainda inédita, a ser desenvolvida pelo grupo Volkswagen para a nova geração do Panamera, que também serviria para novos modelos da Bentley e o novo VW Phaeton.

Ford lança novo Mustang mundial

Carro esportivo da Ford está prestes a completar 50 anos.
Este será o primeiro Mustang a ser vendido na Europa e na Ásia.

foto-imagem-novo-mustang

 

Quase 50 anos após lançar seu carro esportivo acessível, a Ford revelou nesta quinta-feira (5) a nova geração do Mustang, para tentar polir a imagem da montadora americana e impulsionar as vendas de seus modelos mais caros.

Importantes executivos da Ford, incluindo o presidente-executivo Alan Mulally, “se espalham” por seis cidades para fazer o lançamento do Mustang modelo 2015 nesta quinta-feira. O carro será exibido em Dearborn, Michigan; Xangai, Sydney, Barcelona, Nova York e Los Angeles. Isso porque agora o carro é um modelo global.

Esse será o primeiro Mustang a ser vendido na Europa e na Ásia. A segunda maior montadora dos Estados Unidos espera que a maioria das vendas aconteça na América do Norte, mas a atmosfera de mistério do carro deve fazer com que novos consumidores visitem os showrooms da Ford em outros mercados. Há expectativa de que o carro também venha a ser importado oficialmente para o Brasil.

A nova geração do Mustang incorpora elementos da identidade atual da Ford, como a grade em trapézio. E um impulso de compradores pode ajudar a montadora a aumentar as vendas de seus outros modelos de alto de desempenho, como o Focus ST, alavancando as margens de lucro e a imagem da marca, acreditam analistas.

foto-imagem-modelo-2015

Crossover Qashqai compacto será lançado em 2014

qashqai-2O novo Qashqai será produzido na planta da Nissan em Sunderland, na Inglaterra. Inicialmente, o crossover terá apenas uma motorização a gasolina (1.2 DiG com 113 cv) e duas a diesel – 1.5 dCi com 108 cv e 1.6 dCi, que rende 128 cv. Seu lançamento acontecerá em 2014.

qashqai-3

Bastante inspirado no novo X-Trail (conhecido em alguns mercados como Rogue), o Qashqai tem estilo moderno, seguindo a nova identidade visual da Nissan. A grade frontal dividida em três partes é típica dos utilitários da marca e a traseira tem lanternas que começam na tampa do porta-malas e vão até as laterais, lembrando um pouco o visual do Hyundai ix35.

qashqai-4

A Nissan revelou as primeiras imagens oficiais da nova geração do Qashqai, o modelo que colocou a marca no segmento de crossovers compactos na Europa.

Fotos do carro compacto da Citroen DS3 Racing série esportiva


O compacto Citroën DS3 é um sucesso na Europa. A combinação de tamanho e desempenho caiu no gosto continente, mas todos ainda insistiam em uma coisa: uma versão mais esportiva. Agora a marca francesa revela o resultado de tantos pedidos. O DS3 Racing é uma versão limitada a mil unidades que será vendida no Reino Unido a partir de 23.100 libras (cerca de R$ 63 mil).

Desenvolvido pela divisão esportiva da marca, O DS3 Racing tem motor 1.6 de 207 cv de potência e 28,0 kgfm de torque. Com essa preparação, o compacto é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos e chega a uma velocidade máxima de 235 km/h.

Também ajudam nesses números as modificações de suspensão, a aproximação do solo em 15 mm e as rodas de 18” de liga-leve. O modelo também tem novos discos e pinças de freio, pára-choques e sistema eletrônico de estabilidade revisado. Para completar o pacote, duas opções de cores podem ser escolhidas: preto e laranja ou branco e cinza.

Fonte Auto Esporte

Mazda5 é revelado antes do Salão de Genebra

Minivan traz novo motor 2.0 até 15% mais eficiente.
Lançamento na Europa será até o 2º trimeste de 2010.

A Mazda divulgou imagens e informações da nova geração do Mazda5. A minivan será apresentada oficialmente no Salão de Genebra, em março.

Um dos objetivos da marca nipônica com a nova geração foi reduzir o nível de emissões poluentes em 15% em relação à geração anterior.

Sob o capô, a novidade trará o novo motor 2.0 litros, que combina a tecnologia start-stop (que desliga o motor quando o veículo está parado) e injeção direta de última geração. O modelo também será oferecido na versão 1.8. Ambas terão câmbio de seis marchas.

“Nosso maior objetivo com o Mazda5 foi o de desenvolver um novo veículo que combine um desempenho ambiental superior com uma nova expressão em estilo de design”, afirma o gerente de programa da empresa, Hideki Matsuoka.

Para facilitar o embarque de até 7 ocupantes, as portas da minivan são na traseira e o interior permite várias configurações.

O modelo será lançado na Europa no segundo trimestre deste ano, de acordo com a fabricante.

Fonte: G1

Fotos do Novo Mitsubishi ASX

ASX será apresentado oficialmente no Salão de Genebra.
Novo modelo estará posicionado abaixo do Outlander.

Mitsubishi tem chamado a ASX novo crossover compacto, que será apresentado no próximo Salão Automóvel de Genebra. Conhecido na Europa como RVR, a carro chega ao mercado europeu a partir de fevereiro e será posicionado abaixo do Outlander.

O ASX mede 4,3 metros e trará sob o capô um novo motor 1,8 turbo a diesel acoplado a uma caixa manual de seis velocidades. De acordo com a fabricante, o novo modelo também oferecerá a tecnologiaAutomatic Stop & Go”, que desliga o propulsor sempre que o automóvel se imobiliza, reduzindo consumo de combustível e emissões poluentes.

O crossover competirá com o Hyundai Tucson e o Toyota RAV4. O Brasil pode receber o modelo também, mas ainda não há confirmação oficial.

Fonte: G1

Fotos do novo Fiat Doblò – Líder de vendas quer aumentar a diferença para o Renault Kangoo.

Fotos-Novo-Doblo-modelo-europeu-carro-Taxa-Taxistas
Furgão de passeio recebe um ‘tapa’ no visual e ganha motor 1.4.
Líder de vendas quer aumentar a diferença para o Renault Kangoo.

O carro ‘estranho’ da Fiat – como a própria marca define – caiu nas graças dos brasileiros e surpreendeu até mesmo a fabricante no número de vendas. Lançado em 2001, o furgão de passeio vende atualmente quase três vezes mais do que o único concorrente direto no mercado: o Renault Kangoo 1.6 (R$ 43.590).

A boa diferença deu tranquilidade para a Fiat mudar o ‘jeitão’ do Doblò somente nove anos após a estreia do modelo no país. Apesar de trazer apenas retoques no visual, a tacada da marca são as novas versões com motor 1.4, o mesmo que já equipa o Palio, o Punto e a Strada. A nova motorização visa principalmente os taxistas que privilegiam preço, espaço e economia de combustível.

Com o propulsor 1.4, agora são seis versões disponíveis, sendo quatro modelos destinados ao transporte de passageiros (1.4, 1.4 ELX, 1.8 HLX, 1.8 Adventure Locker) e dois para carga (1.4 Cargo e 1.8 Cargo). A versão de entrada tem preço sugerido de R$ 48.950 e chega a R$ 59.680 na topo de linha, a Adventure Locker, equipada com motor 1.8 e responsável por 55% do mix de vendas do furgão.

Fotos-traseira-mudancas-mais-discretas-como-novos-desenho-dos-farois-suporte-para-estepe

A tentativa da marca foi deixar o nosso Doblò parecido com o modelo que roda na Europa. Há algumas semelhanças, como as linhas da carroceria mais inclinadas, formatos mais arredondados, grade frontal e para-choques remodelados e os novos conjuntos óticos dianteiro e traseiro. Mas só. A plataforma do modelo nacional continua a mesma e muito distinta da versão europeia. E, de acordo com a Fiat, permanecerá assim.

Sem mudanças profundas, os defeitos e as qualidades são os mesmos. Se o visual ‘diferente’ não agrada a todos, na cabine é unânime a satisfação de quem está a bordo. O acesso é facilitado pelas portas corrediças e há espaço de sobra para até sete passageiros ou 665 litros de bagagem. A altura de 1,85 m do furgão da Fiat possibilita também a locomoção dos ocupantes dentro do veículo.

Fotos-Cabine-recebe-bem-ate-sete-passageiros-com-bom-espaco-para-as-pernas-circulacao

Ao volante, esqueça a posição de dirigir dos automóveis convencionais. Guiar um Doblò lembra um caminhão, pela posição elevada do assento (mesmo sem ajuste de altura), o volante inclinado, a alavanca do câmbio no painel, os retrovisores externos verticais e a imensa área envidraçada na dianteira e nas laterais. A visibilidade é comprometida apenas na traseira, por causa do formato da carroceria.

Fiat-Doblo-Adventure-Locker-Foto

A vida a bordo também é facilitada pelos porta-objetos, copos e garrafas espalhados por todo o interior. O acabamento, que foi melhorado com revestimentos em todas as colunas, novos grafismos para o quadro de instrumentos e novos tecidos para os assentos, tem um bom aspecto, apesar de algumas rebarbas.

Fotos-Portas-corredicas-facilitam-o-acesso-ao-interior

Rodando, o motor 1.8 flex de 114 cavalos tem disposição de sobra para empurrar o carro de 1.330 kg. Mas com o propulsor 1.4, de 86 cv com álcool, falta fôlego ao furgão, principalmente com o ar-condicionado ligado. Vale a pena pela economia. Segundo a Fiat, o consumo do motor menor é de 12,2 km/l de gasolina no ciclo urbano, contra 10,8 km/l do motor 1.8.

Pelo preço e espaço, o Doblò é uma boa opção para famílias grandes, já que custa menos do que as minivans. O Chevrolet Zafira, que também tem capacidade para até sete passageiros, parte de R$ 54.313, uma diferença de mais de R$ 5 mil para o furgão.

Durante a apresentação do novo Doblò, a Fiat, que mais uma vez deve fechar o ano como líder de vendas de veículos no Brasil, anunciou outros 20 lançamentos para 2010. Quase dois modelos por mês. Haja mercado.

Fonte G1