Arquivo da categoria: Volvo

Os 10 carros importados mais vendidos no 1º semestre de 2013 pela Abeiva – Kia se destaca com o seu Sportage

As vendas de carros importados no Brasil caíram 23,2% no primeiro semestre, na comparação com o mês passado, segundo a Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva). De acordo com a entidade, foram emplacadas 54.506 unidades contra 70.963 de janeiro a junho de 2012.

A Kia segue com a maior fatia, 27,89%, seguida por Jac Motors (16,40%) e BMW (11,08%). A importadora dos veículos da Chery deixou a associação em abril passado. A marca chinesa constrói sua primeira fábrica no Brasil.

A Abeiva é formada por Aston Martin, Audi, Bentley, BMW, Changan, Chrysler, DFSK, Dodge, Ferrari, Geelym Hafei Motor, Haima, Jac Motors, Jaguar, Jeep, Jinbei Automobile, Kia Motors, Lamborghini, Land Rover, Lifan, Maserati, Mazda, Mini, Porsche, RAM, Rolls Royce, SsangYong, Suzuki e Volvo.

Veja os 10 importados mais vendidos no 1º semestre, segundo a Abeiva:

foto-carros-importado-que-mais-venderam-no-1-semestre-2013

Fotos dos carros que saíram de linha em 2012

Adeus, ano velho… Meriva, Zafira, Parati e Omega foram alguns dos carros que se despediram do mercado este ano

carro-que-saiu-de-linha-2012-prisma-chevrolet-foto

A CHEVROLET FOI A MARCA QUE PROMOVEU A MAIOR RENOVAÇÃO EM SEU PORTFÓLIO. O SEDÃ PRISMA VENDEU 34.838 UNIDADES ANTES DE SE DESPEDIR DO MERCADO, ESTE ANO.

carro-que-saiu-de-linha-2012-peugeot-307-foto
PEUGEOT 307 SAIU DE CENA PARA A ENTRADA DO IRMÃO 308. EM 2012, A VERSÃO SEDÃ VENDEU 1.016, ENQUANTO O HATCH VENDEU 1.613 UNIDADES.

carro-que-saiu-de-linha-2012-xsara-picasso-foto

O MONOVOLUME XSARA PICASSO PAROU DE SER PRODUZIDO EM MARÇO, DEPOIS DE 11 ANOS NA ATIVA. A MINIVAN MÉDIA DA CITROËN VENDEU 2.471 UNIDADES EM 2012.

carro-que-saiu-de-linha-2012-meriva-chevrolet-foto

MERIVA E ZAFIRA SAÍRAM DE LINHA AO MESMO TEMPO PARA ABRIR CAMINHO PARA O SPIN. A MINIVAN SE DESPEDIU DE 2012 COM 11.520 UNIDADES VENDIDAS NO ANO.

carro-que-saiu-de-linha-2012-zafira-chevrolet-foto

JÁ A IRMÃ ZAFIRA VENDEU 4.189 UNIDADES ANTES DO ADEUS DEFINITIVO. NÃO É POSSÍVEL ENCONTRAR MAIS NENHUM MODELO ZERO QUILÔMETRO.

carro-que-saiu-de-linha-2012-parati-volkswagen-foto

A HISTÓRICA VOLKSWAGEN PARATI VAI DEIXAR SAUDADE. A PERUA VENDEU 3.459 UNIDADES EM 2012.

carro-que-saiu-de-linha-2012-seda-premium-omega-chevrolet-foto

O SEDÃ PREMIUM OMEGA DEIXOU DEFINITIVAMENTE DE SER IMPORTANDO PARA O BRASIL. A VERSÃO FITTIPALDI QUE AINDA ERA COMERCIALIZADA JÁ NÃO PODE MAIS SER ENCONTRADA NAS REVENDAS. ESTE ANO FORAM VENDIDAS 360 UNIDADES.

carro-que-saiu-de-linha-2012-volvo-foto

O MODELO DE ENTRADA NA VOLVO NO PAÍS SE DESEPEDE AGORA EM DEZEMBRO. AINDA HÁ UNIDADES À VENDA. APENAS 78 MODELOS EMPLACARAM EM 2012.

Recall do Volvo XC60

Apenas 10 unidades estão incluídas no recall por possível falha no airbag

Por causa de uma possível falha no air bag lateral, a Volvo faz um pequeno recall do crossover XC60 envolvendo apenas 10 unidades vendidas no Brasil. O defeito pode ocorrer por causa da montagem feita de maneira que, em caso de acidente, as bolsas podem não sejam infladas com perfeição.

A convocação será comunicada por carta aos proprietários dos veículos envolvidos. O agendamento poder ser feito pelo telefone 0800 707 74590 ou pelo site da fabricante. Os números de série incluídos no recall vão do YV1DZ714692003297 até o YV1DZ445BB213835

Fonte: G1

Volvo XC60 ganha detector de pedestres

Equipamento evita atropelamento, principalmente durante a noite

A Volvo passa a oferecer detector de pedestres no crossover XC60 até o fim do mês no mercado europeu. Antes oferecido apenas nos modelos S60 e V60, o equipamento usa câmeras e radares para detectar qualquer humano com mais de 80 centímetros de altura. Inicialmente, o sistema apenas alerta o motorista com avisos sonoros e visuais, mas se não houver nenhuma reação aciona os freios automaticamente para evitar o acidente.
A marca sueca acredita que as mortes por atropelamentos podem ser reduzidas em cerca de 20% com o novo sistema. Além disso, o volume de pessoas feridas em acidentes de trânsito poderá ter uma queda de 30%.O sistema pode evitar colisões frontais em situações em que a diferença de velocidade entre os veículos não foi superior a 35 km/h. Há também o controlador eletrônico de velocidade que mantém uma distância constante do carro da frente.

Fonte: Revista AutoEsporte

Recalls no Brasil – Mais de 1 milhão de veículos: carros, motocicletas, caminhões – Dados são do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor(DPDC)

Montadoras fizeram 38 convocações de janeiro a agosto.
Departamento do MP Federal levantou dados a pedido do G1.

Nos oito primeiros meses do ano, já foram convocados no Brasil 1,052 milhão de carros, motocicletas, caminhões e comerciais leves em recalls, de acordo com o levantamento feito pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério Público Federal, a pedido do G1.

A marca foi atingida após o anúncio de recall de 59.714 Chevrolet Agile, na última sexta-feira (27). Apenas para efeito de comparação, o número de veículos envolvidos em convocações neste ano equivale a um terço das 3,18 milhões de unidades produzidas no país em todo o ano passado.

O volume de convocados até agosto é o maior desde 2008, quando foram chamados de volta às concessionárias 1,26 milhão de veículos, e é 44% superior a 2009, que teve 728.525 unidades em recall. Em número de chamados, este ano contabiliza 38 até agosto, sendo que alguns recalls envolvem mais de um modelo. Em todo o ano passado, foram 43 convocações, pelos dados do DPDC, número considerado recorde.

Confira a lista dos veículos que foram convocados para recall até agosto de 2010


Fonte G1

Flagra: conheça o novo Palio

Lançado em 1996, o principal carro da Fiat vai mudar por completo em 2011, com plataforma do novo Uno e design inspirado no Punto

A Fiat não se acomoda com a posição de liderança obtida há quase uma década. Mal o novo Uno chegou às ruas e a montadora já prepara o lançamento do Punto com os motores E-TorQ. Depois ainda tem o Idea reestilizado e, enfim, os últimos ajustes no Bravo, previsto para o começo de 2011. Para a engenharia, porém, esses carros são coisas do passado. Nesse departamento, as atenções estão voltadas para o projeto 326, que dará origem à nova família Palio. Tamanha dedicação faz sentido: trata-se do principal carro da Fiat no Brasil, o mais vendido da marca e o segundo mais emplacado do país. Desde 1996, quando a primeira geração foi lançada, mais de 2,5 milhões de unidades do Palio foram produzidas. Agora, o modelo se prepara para a maior mudança de sua história. Após três reestilizações, chegou a hora de um Palio totalmente novo.

Os primeiros protótipos começaram os testes de rodagem na segunda quinzena de maio, com a carroceria tão coberta que mais parecem caixotes. Foi um desses carros que flagramos nas cercanias da fábrica de Betim (MG), aos 45 minutos da etapa final de fechamento desta edição. Para agosto estão previstas as etapas de try-out (testes de ferramental) das peças de estamparia. Mas o que a Fiat tenta esconder a gente já revela nestas projeções: este é o novo Palio. Com base nas fotos do flagra, em imagens publicadas no jornal Estado de Minas e em peças do carro a que tivemos acesso, Autoesporte acionou sua rede de informantes para refinar o desenho. Quem já viu o modelo limpo garante que estamos muito próximos do resultado final. Duas dicas a gente tinha faz tempo. Um funcionário da Fiat falou demais, e acabou antecipando que o próximo
Volvo C30”. Aí está.

Fonte: AutoEsporte

BMW X1 chega em março por R$ 175 mil

Versão 2.8 é a primeira a ser vendida. Opção 2.0 vem em julho, por R$ 130 mil

O mercado de utilitários esportivos no Brasil promete aquecer ainda mais com a chegada do novo BMW X1. Embora a marca ainda não confirme, Autoesporte apurou que as concessionárias da montadora alemã em todo o Brasil já aceitam encomendas do modelo. Apenas a versão xDrive28i está sendo vendida, por cerca de R$ 175 mil. Ela vem equipada com um motor 6 cilindros 2.8 de 258 cv.

A apresentação oficial do carro aos concessionários será feita no próximo final de semana e o modelo deve chegar às lojas paulistas na próxima semana, partindo para o restante do Brasil até o mês de março. No começo do segundo semestre, deve chegar a versão de entrada xDrive18i, equipada com motor 2.0 de 150 cv. Segundo os lojistas consultados, essa opção será vendida com preço em torno de R$ 130 mil.

X1 é um utilitário da BMW focado nos mercados emergentes e chega com força para enfrentar concorrentes como o Volvo XC60 e o Audi Q5. A versão top de linha vem equipada ainda com transmissão Steptronic de seis marchas e rodas de 17”, com as de 18” como opcional.

Fonte: AutoEsporte

Ford acerta venda da Volvo para grupo chinês Geely

Marca sueca foi comprada pela Ford em 1999 por US$ 6,4 bilhões.
Em outubro, montadora disse que chineses ofereceram US$ 2 bilhões.

A montadora americana Ford Motors anunciou nesta quarta-feira (23) ter concluído um acordo para a venda da filial sueca Volvo para a empresa chinesa Geely Holding.

“A Ford Motor Company confirma hoje (quarta-feira) que todas as condições comerciais de fundo vinculadas à possível venda da Volvo Cars foram acertas entre a Ford e o Zhejiang Geely Holding Group“, afirma a empresa americana em um comunicado.

“Embora ainda falte trabalho por fazer antes da assinatura (…) Ford e Geely acreditam que um acordo final de venda será assinado durante o primeiro trimestre de 2010 e a venda será concluída durante o segundo trimestre de 2010”, completa o texto.

A Ford Motors Co., segunda maior montadora dos Estados Unidos, anunciou em dezembro de 2008 a intenção de vender a marca de luxo sueca, que havia adquirido na totalidade em 1999 por US$ 6,4 bilhões.

Em outubro, informou que considerava que o grupo privado chinês Geely havia feito a melhor oferta pela Volvo Cars, que seria de US$ 2 bilhões.

A Volvo Cars foi fundada na cidade de Gotemburgo, norte do país, em 1927 e tem atualmente 22.000 funcionários no mundo, 16.000 deles na Suécia.

A China se tornou no início de 2009 o maior mercado de automóveis do planeta, após a queda nas vendas nos Estados Unidos em consequência da crise econômica.

Fonte: G1