Arquivo da categoria: Golf Edition 35

Longas duração

foto-imagem-a200-golfA 200: 24 660 km

Golf: 3 067 km

O Longa já teve vários carros com rodas grandes e pneus de perfil baixo, mas nunca atravessamos uma onda tão grande de pneus danificados em tão pouco tempo.

No mês passado, relatamos que o A 200 teve o pneu dianteiro direito condenado e que, devido à quilometragem já rodada, o correto seria trocar também o seu vizinho de eixo, o esquerdo. Porém, logo após o fechamento, o esquerdo também apresentou uma bolha. Em seguida, foi a vez de o Golf ganhar um calo no pneu. Com exceção da primeira, as demais bolhas brotaram sem que um grande impacto fosse relatado pelos motoristas. Por esse motivo, convocamos a equipe e pedimos atenção redobrada ao volante.

O par de pneus do Mercedes saiu por 2 945 reais e nos levou a fazer uma viagem até o Paraná: a única autorizada que tinha os itens era a Divesa, em Curitiba. De volta a São Paulo, na revisão dos 24000 km solicitamos a troca dos pneus e uma verificação dos ruídos na dianteira e nos cintos.Após dois dias de serviço, pagamos 1225 reais: 300 pela montagem dos pneus, alinhamento e balanceamento, 336 pelo filtro de cabine e 589 da revisão em si, com troca de óleo e filtro.

No caso do Golf, a própria rede sugeriu uma saída de baixo custo. “Transforme o conjunto danificado em estepe. Só é preciso lembrar de não atingir alta velocidade caso algum dia precise colocar novamente o pneu com bolha para rodar”, disse o consultor da Itavox.

Consumo A 200

No mês (26,4% na cidade) – Gasolina 10 km/l

Desde jul/13 (32,4% na cidade) – Gasolina 10,6 km/l

Consumo Golf

No mês (27,4% na cidade) – Gasolina 10,6 km/l

Desde dez/13 (43,5% na cidade) – Gasolina 10,4 km/l

Golf eleito o carro do ano 2014

foto-imagem-golf

O vencedor da 47ª edição do prêmio Carro do Ano é o Volkswagen Golf, deixando para trás os rivais Ford Focus, Peugeot 208, Renault Logan e Citroën C4 Lounge. O título vem para coroar a trajetória de sucesso do hatch, já consagrado na Europa e nos Estados Unidos, e agora também no mercado nacional.

A chegada da sétima geração do Golf ao Brasil veio para acabar com o período de não atualização do modelo, que havia estacionado na geração 4,5, e para se tornar o líder do segmento dos hatches médios no país, missão já cumprida. Em novembro, o VW emplacou 2.034 unidades, de acordo números divulgados pela associação de revendedores Fenabrave. Os dados incluem também os números de vendas da geração anterior, mas ainda assim foi bastante incrementado graças à nova geração.

“A premiação concedida por jornalistas especializados em automóveis é a mais importante para nós da Volkswagen, pois é a escolha dos profissionais que têm a maior capacidade de comparar o que há no setor, os produtos e as tecnologias”, afirmou o diretor de comunicação da Volkswagen no Brasil, André Senador.

À venda no país com preço a partir de R$ 67.990, o Golf é importado da Alemanha, mas já tem a confirmação de produção local, a partir de 2016, na fábrica de São José dos Pinhais (PR). E de acordo com o gerente de desenvolvimento de produto José Luiz Loureiro, o hatch nacional será idêntico ao alemão. “Por ser um projeto globalizado, o que aporta no Brasil é o mesmo vindo da Europa”, ressaltou.

A Volkswagen adiantou seu otimismo em disputar o próximo Carro do Ano. “Teremos muitas novidades, uma delas já no começo do ano. Será uma alegria se conseguirmos de novo ser o Carro do Ano”, destacou Senador, referindo-se ao compacto up!, que será lançado em fevereiro.

O evento de premiação aconteceu nesta segunda-feira (16), no espaço Villa Vérico, na capital paulista.

Novo Golf 2014

Volkswagen apresenta o novo Golf no

Brasil

foto-imagem-golf-2014

 

foto-imagem-golfA Volkswagen apresentou nesta terça-feira (13), em São Paulo, o novo Golf. A montadora colocou fim ao tradicional “suspense” sobre a chegada do modelo ao Brasil, que já havia sido praticamente quebrado com flagras do carro nas ruas, mensagens da própria VWna internet e o site especial para o modelo “vazado” um dia antes. Segundo a Volkswagen, as vendas no país começam em setembro.

O Golf, enfim, entra na nova geração no Brasil. Ela, que é a sétima, estreou na Europa no ano passado, com mais mudanças estruturais do que visuais. No mercado nacional, o hatch havia estacionado na quarta geração, que chegou a passar por um facelift.

O modelo será vendido em 3 versões: GTI 2.0 e Highline 1.6 automática e manual, essas últimas com a tecnologia Bluemotion, que ajuda a economizar combustível. Ainda não foram divulgados os preços.

Com motores 1.6 e 2.0 flex e fabricado em São Jose dos Pinhais (PR), o Golf da quarta geração vendido atualmente no Brasil parte de R$ 52.390. A versão mais cara, Sportline 2.0, sai por R$ 62.180, segundo o site da montadora. A expectativa é de que o Novo Golf, como será chamado, seja mais caro, sobretudo porque, de início, o carro será importado da Alemanha. Ele deverá ser chamado ainda de modelo 2015, pois o Golf antigo já entrou no ano/modelo 2014.

foto-imagem-golf-gtiVersão esportiva
A GTI, nomenclatura que a Volkswagen usa para versões esportivas, será a topo de linha. Ela terá motor 2.0 TSI turbo (220 cavalos com gasolina; não chegará com motor flex) com câmbio DSG, automático de dupla embreagem com 6 marchas, e sistema start-stop, que desliga o motor automaticamente quando o carro para em um semáforo, por exemplo.

G1 adiantou na última sexta-feira (9) que o Brasil receberia a versão GTI do Golf, com base nas fotos do internauta Bruno Pedroso Guedes de algumas unidades flagradas em uma carreta nos arredores em São Bernardo do Campo (SP), nos arredores da fábrica da Volkswagen.

Além dele, o Golf será vendido na versão Highline, que, em outros modelos, é o nome de um pacote mais equipado (Fox e Gol, por exemplo, têm uma versão Highline, que é mais cara). Nela, o Golf terá motor 1.4 TSI de 140 cv (com gasolina; não chegará com motor flex) com transmissão manual de 6 marchas e start-stop. Haverá ainda a Highline automática, com transmissão de dupla embreagem DSG de 7 velocidades.

foto-imagem-desaine Mais longo, mais largo, mais baixo
O “Golf 7” é o primeiro Volkswagen a utilizar a nova plataforma global da empresa, a MQB, que promete mais modularidade. A mesma plataforma é usada pela Audi para o A3.

Daí a expectativa de que os dois modelos venham a ser fabricados no Brasil futuramente, também em São José dos Pinhais, onde poderão dividir espaço na linha de produção. Na fábrica do Paraná são produzidos ainda Fox, CrossFox e SpaceFox.

O novo Golf tem 4,25 metros de comprimento, 1,79 metro de largura e 1,45 metro de altura, ou seja, é 56 mm mais longo e 13 mm mais largo que o antecessor vendido na Europa (versão que nunca chegou no Brasil); além de 28 mm mais baixo.

foto-imagem-golf-reutersJá o entre-eixos cresceu 59 mm, chegando agora a 2,64 m – o maior benefício está no espaço para as pernas, 15 mm maior, segundo a VW. Internamente, também há mais espaço para os ombros (31 mm na frente e 30 mm para os passageiros de trás). A capacidade do porta-malas saltou de 350 para 380 litros.

O carro está 100 kg mais leve que o modelo anterior por conta da maior presença de aço ultrarresistente, que o torna mais barato e menos poluente. Na europa, o modelo traz motor 1.6 litro a diesel (104 cv), da versão Bluemotion, que promete a média de 30 km/l.

Hatch terá controles ao volante

foto-imagem-golf-painel

 

Novo Golf tem partida sem chave

foto-imagem-golf-chave

 

Interior do novo Golf

foto-imagem-inferior-golf

VW Golf GTI Edition 35 – Série Especial Comemorativa

A Volkswagen apresentou na Alemanha a série especial comemorativa Edition 35 do Golf GTI, que marca os 35 anos de fabricação do modelo, lançado em 1976. O hatch esportivo da montadora traz para-choques ligeiramente redesenhados, luzes de neon abaixo dos faróis, revestimentos de portas e rodas de liga leve exclusivos, e outros detalhes de acabamento, além de logotipos com o número 35 afixados no para-lama e nos encostos dos bancos.

O modelo vem com o conhecido motor 2.0 TSI (similar ao que equipa a versão Highline do sedã Jetta vendido por aqui), dotado de turbocompressor e injeção direta de combustível, reconfigurado para extrair 25 cavalos extras, atingindo 235 cv de potência, que trabalha em conjunto com a transmissão automática seqüencial de seis velocidades, de dupla embreagem.

O Golf GTI Edition 35 estará disponível no mercado alemão a partir de junho, ao preço de 30.425 euros, o equivalente a R$ 70.586 (ao câmbio de R$ 2,32 por euro).

Fonte: Carsale