Arquivo da categoria: Utilitário Esportivo

Versão cabine dupla da nova Strada ganha terceira porta

foto-imagem-strada

A renovação da picape Strada — a mais vendida do segmento e sempre dentro do ranking dos 10 carros mais emplacados país — foi revelada nesta sexta-feira (13) pela Fiat. De acordo com a montadora, o início das vendas está marcado para a segunda quinzena deoutubro. A Fiat destaca ainda mais uma inovação trazida pelo modelo: a terceira porta na versão cabine dupla.

“Essa novidade, que acaba de ser apresentada na convenção da rede Fiat em Viena, na Austria, além de significar muito mais conforto e praticidade, confirma o conceito de vanguarda do modelo, que é referência em seu segmento”, diz a montadora em nota.

A nova Strada tem também além de um novo design externo, maior volume na caçamba. Sobre a motorização, a montadora guardou suspense para o lançamento, assim como os preços (os atuais partem de R$ 32.520).

foto-imagem-strada

À ESPERA DO ESPORTIVO NACIONAL

Depois do fim dos fora de série brasileiros nos anos 1990, nova geração de supercarros não tem força para sair do papel

foto-imagem-vorax

 

Os genuínos cupês brasileiros, feitos artesanalmente e patrocinados por entusiastas da velocidade, ficaram lá nos anos 1990. Novatos até surgiram, alguns inclusive com a pretensão de levar o título de “primeiro superesportivo brasileiro”. Mas até agora nenhum deles vingou. Lembra do Vorax? O carrão de estilo invocado causou frisson no no Salão de São Paulo de 2010. Além do visual, o cupê prometia entregar até 750 cv, na versão com motor 5.0 V10 supercharger biturbo. À época, cada unidade sairia pelo preço de R$ 700 mil. O projeto empolgou, mas o carro não ganhou as ruas.

foto-imagem-donirosset

 

Depois dele, veio o cupê DoniRosset. Anunciado em 2012 pelo estúdio paulista Amoritz GT, o projeto do bólido “made in Brazil“ incluía enorme bloco 8.4 V10 biturbo de Dodge Viper capaz de gerar 1.007 cv. Força bruta suficiente para tirá-lo do chão, mas pelo jeito não do papel. Estimado em R$ 2 milhões, a carrão chegou a ganhar um protótipo de argila no ano passado, mas não uma versão preliminar de fato. A promessa e a espera pelo supercupê brasileiro continuam.

foto-imagem-lobini-h1

 

 

LOBINI H1: Criado em 2005, o Lobini era feito em Cotia (SP). Trazia portas automáticas com abertura para cima e um bloco 1.8 turbo de 180 cv herdado do VW Golf.

 

 

foto-imagem-puma-gtb-s2

 

Puma GTB S: Assim como o GT, o modelo de 1975 trazia mecânica de Opala, mas com novo chassi. O motor seis cilindros de 171 cv garantia desempenho de esportivo europeu.

 

 

foto-imagem-Hofstetter

 

 

Hofstetter: O estilo futurista incluía portas asa de gaivota. Era equipado com o motor VW 1.8 de quatro cilindros a álcool, turbinado para entregar 140 cv.

 

 

foto-imagem-miura

 

 

Miura: Nos anos 1980, o esportivo gaúcho da Besson-Gobbi era objeto de desejo. Tinha regulagem elétrica para o volante e pedais ajustáveis. Mas a performance era modesta.

 

 

foto-imagem-emme-lotus

 

 

Emme Lotus 422: Lançado em 1997, esse sedã brasileiro seria capaz de rivalizar com os importados. Mas não passou de enganação. A empresa surgiu e sumiu sem deixar vestígios, apenas uma história mal contada.

Fotos Nova Chevrolet Blazer 2012

GM expõe conceito do utilitário em vitrine de fábrica no ABC Paulista

A Chevrolet apresentou em novembro passado em Dubai, nos Emirados Árabes, o conceito TrailBlazer, totalmente desenvolvido pela montadora no Brasil. No entanto, a divisão brasileira sequer falou sobre o modelo que deve desembarcar no Brasil até o final de 2012 como a nova geração da Blazer. No entanto, quem passar em frente ao Centro de Design da marca em São Caetano do Sul (SP), poderá ver de perto o utilitário esportivo.

O modelo repousa atrás de uma vitrine, onde se pode ver perfeitamente todas as suas linhas. Desenhado por brasileiros, ele tem a dianteira muito parecida com a nova geração da S10, que será apresentada à imprensa brasileira nos próximos dias. Já a traseira é totalmente inédita. O utilitário deve chegar ao mercado com motores flex e diesel, assim como a picape.

Extra-oficialmente, executivos da montadora confirmam a chegada do modelo ao mercado brasileiro entre o final deste ano e o início de 2013. O modelo de produção deverá ser exposto no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece entre os dias 24 de outubro e 4 de novembro. Você pode conferir o calendário de lançamentos da Chevrolet no Brasil para os próximos dois anos na edição de fevereiro da revista Autoesporte, à venda nas bancas. Serão sete modelos em 2012 e três em 2013, sem falar nas novas versões e reestilizações.

Fonte: Autoesporte

 

Fotos Troller T4 Expedition no Salão do Automóvel de São Paulo

Edição especial, limitada em 100 unidades, será vendida por R$ 93.830.
Jipe ganhou bagageiro grande, snorkel, banco de couro, entre outros itens.

A Ford anunciou uma nova versão do off-road T4. A edição Expedition, limitada em 100 unidades, traz como itens exclusivos, o carro traz bagageiro grande, snorkel, peito de aço, protetores nas lanternas traseiras e nos piscas, para-barros dianteiros e traseiros, soleiras nos estribos e para-lamas, apliques nos para-choques e na grade do radiador e rodas de alumínio.

Para reforçar o visual aventureiro, o modelo combina a cor amarela com capota e acessórios em cinza fosco. O modelo começa a ser vendido em novembro, com preço sugerido de R$ 93.830, e será exposto no Salão do Automóvel de São Paulo, entre os dias de 27 de outubro a 7 de novembro no pavilhão de exposições do Anhembi.

Na cabine, além de bancos de couro sintético, bordados com o logotipo Expedition, o veículo é equipado com rádio CD-player Pioneer com entrada USB, antena interna e dois alto-falantes de 6″. O manual do jipe também é exclusivo e o proprietário ainda ganha uma jaqueta personalizada com as cores da versão Expedition, bordada com o seu nome e tipo sanguíneo.

Os itens de série do T4 continuam na versão limitada: direção hidráulica, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, santantônio, capota removível, farol de neblina, relógio digital, conta-giros, tomada 12 V, hodômetro digital (total e parcial), porta-objetos nas portas e no painel, banco traseiro bipartido e rebatível, cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura, desembaçador traseiro, luz elevada de freio, tomada de sinal de velocidade no chicote para instalação de navegador de rali e ganchos de reboque com capacidade de 2.400 kg.

O motor também é o mesmo, o 3.0E Turbo Diesel da MWM-International – com potência de 163 cv e torque de 38,8 kgfm – e a tração 4×4 com reduzida. O diferencial traseiro com sistema Trac-Lok compensa as variações do piso para manter a tração nas rodas. O freio a disco nas quatro rodas, com válvula sensível à carga na traseira, segura o veículo em diferentes condições de pista, vazio ou carregado.

A edição limitada é identificada ainda por uma placa numerada na coluna do veículo e acompanhada de certificado de autenticidade. De acordo com a Ford, o modelo tem garantia de dois anos.

Fonte: G1

GM divulga imagens do novo Chevrolet Orlando

Sobre a plataforma do Cruze, modelo possui sete lugares em três fileiras.
Minivan terá estreia oficial no Salão do Automóvel de Paris, em outubro.

A General Motors divulgou, nesta quarta-feira (25), as primeiras imagens da versão final do Chevrolet Orlando. A minivan compacta tem estreia ofical marcada para o Salão de Paris, no dia 2 de outubro, quando o evento abre ao público. O modelo foi apresentado como protótipo pela primeira vez no Salão de Paris de 2008.

Desenvolvido na plataforma do Chevrolet Cruze, o modelo possui sete lugares em três fileiras de assentos – são 2,76 metros de entre-eixos – e vem equipado com motores 1.8 a gasolina de 139 cv e 2.0 a diesel de 129 cv e, outro, de 161 cv.

Entre os itens de série que equipam o carro estão ar-condicionado digital, seis airbags, sistema de áudio com iPod e MP3. No interior, a GM optou por uma iluminação azul.

O carro entra em produção em outubro e deverá concorrer no mercado europeu e canadense com os modelos Mazda 5, Renault Grand Scenic, Citroën C4 ,Picasso, Volkswagen Sharan e Ford S-Max.

Fonte:G1

Land Rover lança Frelander 2 Sport por R$ 129 mil

Edição limitada a 150 unidades será vendida apenas no mercado brasileiro

Land Rover lança no Brasil uma edição especial do Frelander 2. A versão Sport do utilitário esportivo terá algumas modificações no visual externo e em detalhes do acabamento. Serão fabricadas apenas 150 unidades, cada uma oferecida por R$ 129 mil.

O modelo recebeu spoiler traseiro esportivo, novos detalhes nos para-choques dianteiros, traseiros e saias laterais, além das maçanetas e retrovisores nas cores da carroceria. As rodas de liga leve de 19 polegadas ganharam desenho exclusivo. Os bancos receberam revestimento em duas cores e a inscrição “Sport” nos encostos de cabeça. Nesta versão, o painel é cinza.

O motor continua o mesmo: 3.2 de 6 cilindros a gasolina que entrega 233 cv de potência e 32,3 kgfm de torque. Este conjunto possibilita ao modelo acelerar de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e alcançar velocidade máxima de 200 km/h.

Fonte: AutoEsporte

Recall de L200 Triton

Parafuso frouxo na suspensão dianteira pode ocasionar acidente em casos extremos

A Mitsubishi convoca os proprietários do L200 Triton a partir de hoje para mais dos vários recalls que tem sido anunciados por outros fabricantes. O problema está em um parafuso frouxo na suspensão dianteira do carro. Segundo a montadora, além de um ruído metálico, em casos mais extremos, a falha pode atrapalhar na condução do veículo, podendo haver até mesmo uma colisão.

Se o problema for detectado, os parafusos de fixação do pivô da peça podem perder o torque e, dessa forma, a montadora fará uma verificação e, se necessário, poderá trocar a peça. Os veículos envolvidos estão na série em ordem não seqüencial 00001 a 15347. Para mais informações, acesse o site da Mitsubishi ou ligue para 0800 702 0404.

Fonte: AutoEsporte

Ford Kuga é concorrente do Captiva – Feito na plataforma do Focus, carro esportivo deverá ser fabricado na Argentina em 2011

O Ford Kuga não é exatamente uma novidade. Mas você não deve tê-lo visto exibindo esta placa preta da argentina. Aliás, vá se acostumando a associar o Kuga e Argentina. Vamos logo dar uma boa notícia: a fábrica planeja fabricar o jipinho na unidade de produção em General Pacheco. No país vizinho, as razões para produzi-lo na região são obvias. O segmento de utilitário-esportivos segue em franca expansão, e o principal, o Kuga compartilha a plataforma (C1) com o Focus – embora tenham carrocerias diferentes, o hatch e o utilitário esportivo tem 70% de peças comuns. Ele será posicionado num patamar de preço entre o EcoSport e o Edge, ou seja, vai brigar com o Chevrolet Captiva, Honda CR-V, Toyota RAV4 e Hyundai iX35, entre outros.

Segundo fontes ligadas à Ford o Kuga poderia começar a ser feito no Mercosul em seis meses. Contudo, de acordo com os cálculos mais conservadores, ele deve chegar só em 2011. Mas nossa ansiedade não permitia esperar tanto. Fomos à Argentina, mas especificamente às praias de Pinamar, na província de Buenos Aires, para acelerar o modelo que começa a ser vendido por lá dentro de algumas semanas. Por enquanto, vindo da Europa.

À primeira vista, o Kuga surpreende pelo visual. A estética deriva da filosofia do Kinetic Design, essa escola de desenho que ninguém da Ford sabe explicar com palavras claras, mas que traz resultados muito atrativos. : basta recordar os novos Mondeo, S-Max e Fiesta europeus. A dianteira é dominada por uma grande entrada de ar trapezoidal na parte de baixo, faróis estilizados e capô com vincos que dão ao Kuga um ar agressivo. De perfil, destacam-se as grossas molduras de rodas, a pequena saída de ar, a linha de cintura que se eleva até chegar à tama traseira e as rodas de aro 17. O primeiro modelo apresentado á imprensa argentina, em dezembro passado, tinha rodas de aro 19, com desenho mais bonito que as do carro das fotos. Mas essa roda não é oferecida nem como opcional, uma pena.

A parte traseira transmite solidez, reforçada pelo spoiler e pela dupla saída de escapamento. A tampa do porta-malas tem um sistema de abertura em dois estágios. O aspecto geral de robustez guarda seu segredo nas dimensões. Com 4.44 metros de comprimento, o Kuga é o mais curto do seu segmento, mas, ao mesmo tempo, é o mais largo. Por dentro, o comprimento limitado faz com que o Ford não possa ter uma terceira fileira de bancos. A Maior largura, porém, proporciona boa acomodação para os passageiros do assento traseiro. O porta-malas de 360 litros de capacidade (ampliado até 1.355l quando se rebatem os bancos) também é pequeno se comparado aos concorrentes. Para se ter uma ideia, o CR-V leva 524 l e o RAV4, 540 l .

A lista de equipamentos do Kuga Trend (com câmbio manual de seis marchas) é bem completa: tem freios ABS, controle de tração e estabilidade, air bags frontais e laterais, controlador de velocidade de cruzeiro e sistema de áudio da Sony com controle por voz. A versão topo de linha Titanium vem apenas com transmissão seqüencial de cinco marchas e agrega teto panorâmico de vidro (que não abre), ar-condicionado digital e sensor de estacionamento traseiro. O acabamento de couro é opcional, com bancos dianteiros que podem ser aquecidos. Embora divida com o Focus diversos componentes internos – como o volante, o sistema de som e numerosos comandos – , há uma grande diferença na qualidade de revestimento das portas e do painel. No Kuga, o plástico é mais agradável ao tato de de melhor qualidade. Mas vale lembrar que o modelo avaliado ainda é o europeu.

O motor 2.5 turbo é o mesmo utilizado no Focus ST da Europa e em diversos modelos da Volvo. Com comando variável e injeção direta, entrega 200 cv e 32,6 kgfm de torque entre 1.600 rpm e 4.000 rpm. A tração integral utiliza sistema Haldex, uma embreagem hidráulica multidisco que envia a força do motor ás rodas traseiras quando as dianteiras patinam. Se for necessário, antes de arrancar, 3% do torque podem ser enviados ao eixo traseiro – ideal para sair de um atoleiro. Diferente do EcoSport, porém, no Kuga não há opção de bloquear a divisão de tração em 50% para cada eixo.

A posição de dirigir é bom cômoda e elevada, típica de um utilitário esportivo. O volante regula em altura e profundidade. Se você acha, como a gente, que o Focus tem a melhor dirigibilidade do segmento, então acredite: O Kuga conquista o mesmo título. A suspensão e confortável, a direção eletro-hidráulica é muito precisa e na cidade o jipinho de move com agilidade, como se fosse um carro menor. Mas, assim como herdou do Focus as virtudes, o mesmo podemos dizer sobre os descuidos, como o capô que só abre por fora (e com chaves) e o estepe fino, de uso temporário.

Durante o tempo em que andamos pelas Dunas de Pinamar, o Kuga mostrou fôlego. A segunda marcha era suficiente para enfrentar os montes e escapar com facilidade das áreas com areia branca. Mas não se iluda: o Kuga não é um veículo para correr rali Dakar. É um carro divertido para o trânsito urbano, tem potência suficiente para ser um grande estradeiro e cumprirá sem problemas os desafios de passeios familiares nas escapadas de férias. Importado da Alemanha e vendido na Argentina apenas nas versões mais caras, o Kuga terá volume de vendas bastante limitado, diz o pessoal da Ford. Quando feito em General Pacheco – com mais ofertas de motores e versão 4×2 – terá todas as condições de ser a referência no segmento.

Fonte Auto Esporte

Fotos Novo Ford Edge flagrado nos EUA

Modelo passa por reforma visual e ganha novo motor para 2011

A Ford prepara o lançamento do novo Edge para o segundo semestre, nos EUA, e o modelo já foi flagrado com alguma camuflagem em um estacionamento. A imagem indica que a grade frontal ficou mais robusta, com os três filetes cromados ganhando mais espaço entre si. As lanternas dianteiras estão mais estreitas, enquanto as traseiras também parecem ter passado por leves alterações, ficando maiores. No geral, o novo desenho não traz muitas surpresas, sendo principalmente uma atualização.

A Ford deverá lançar o novo Edge já com o motor EcoBoost 3.5 V6 de 359 cv, que promete reduzir o consumo e as emissões do modelo sem sacrificar seu desempenho. Sua vinda para Brasil ainda não tem data confirmada.

Fonte: AutoEsporte

Kia Sportage 2011 – Veja fotos do utilitário que estará no Salão do Automóvel em outubro

Ele só aparecerá ao vivo no Salão de Genebra, em março, mas a Kia divulgou hoje mesmo as primeiras fotos oficiais do Sportage 2011. As principais novidades estão na adoção do novo estilo de design da marca, criado por Peter Schreyer, com lanternas mais afinadas e detalhe cromado na grade que lembra os dentes de um felino.

A coreana não quis arriscar muito, levando para o utilitário as linhas gerais que foram elogiadas na nova versão do Sorento e que criam um aspecto mais esportivo para o modelo. Sem divulgar números, a Kia delcara que o Sportage ficou maior, mais largo e com menor distância do solo em relação à versão anterior. Ele chega às lojas da marca na Europa no segundo semestre.

Por aqui, o Sportage dá as caras no Salão do Automóvel, em outubro, com início de vendas previsto para 2011.

Fonte Auto Esporte