Arquivo da categoria: Seguro

Novo modo de dirigindo pelo banco de trás

foto-imagem-Nissan-PatrolVocê com certeza já passou por uma situação semelhante enquanto ocupava o banco do passageiro, quando o motorista em questão não proporcionava segurança e confiança no trânsito, deixando os outros ocupantes do veículo em posição desconfortável por causa de sua habilidade (ou falta dela) ao conduzir. Certo?Pois bem. Uma oficina de customização de Dubai resolveu acabar com isso, modificando um Nissan Patrol de uma antiga geração. “Como assim?”, você deve estar se perguntando.

A King of Custom, dos Emirados Árabes Unidos, literalmente passou o motorista para o banco traseiro do veículo da Nissan, com todos os controles localizados na parte de trás do veículo, como volante, alavanca de câmbio, pedais.

foto-imagem-Nissan-Patrol

Lembre-se, não é um trabalho bonito de se ver, mas é completamente funcional, levando em conta o objetivo principalda proposta. Não deve ser muito confortável de se dirigir (para não dizer estranho), mas convenhanos, é no mínimo curioso.

Trinca no para-brisa Como evitar ?

Trinca no para-brisa. Saiba como evitar.

Dependendo do estado da peça, é possível utilizar uma técnica que prolonga um pouco a sobrevida do para-brisa. Rubens Venosa, engenheiro mecânico e consultor de Autoesporte, comenta que empresas especializadas em manutenção de vidros automotivos utilizam uma injeção de resina acrílica que preenche os sulcos provocados por pedras ou outros objetos.

“Desses pequenos buracos geralmente surgem trincas. A injeção de resina retarda esse processo por um bom tempo. A visibilidade também melhora em dias de sol, mas não fica perfeita, como a de um vidro novo. De qualquer forma, é uma alternativa para não ter de trocar a peça tão cedo.”

Venosa dá outra dica importante: dependendo da apólice de seguro contratada, o dono do carro pode solicitar esse reparo (geralmente gratuito) à própria seguradora, ou pedir ainda a troca do para-brisa, pagando uma franquia baixa para isso. “Se o vidro estiver muito deteriorado, o ideal é trocar, afinal é um item de segurança para motorista e passageiros.”

Fonte: Autoesporte

Carro 0KM – Dicas para comprar um veículo zero

Um carro 0km é o sonho de muitos, assim como a casa própria. E na onda dos preços atrativos dos veículos de 2010, uma vez que as revendedoras têm feito promoções para acabar com o estoque neste início de ano, a vontade de ter um carro novinho na garagem é tentadora. Mas é preciso ter cuidado e não seguir o primeiro impulso. Confira as dicas:

ORÇAMENTO:

É preciso avaliar as finanças para saber se será possível se comprometer com as parcelas do carro novo.

SEGURO:

Não desconsidere a contratação de um seguro para o carro e se o valor gasto com o serviço cabe no orçamento.

IMPOSTOS:

Comprar um carro não é somente uma questão de pagar pelo valor do veículo. Lembre-se de que o IPVA dos carros mais novos são sempre mais caros.

UTILIZAÇÃO:

Pense no objetivo do carro. Se for apenas para ir ao trabalho, faculdade e sair à noite, o veículo pode ser de duas portas. Já se for um carro para a família inteira usar, um modelo de quatro portas será muito mais confortável.

CARACTERÍSTICAS:

Outro ponto importante sobre a utilização é o local por onde o carro irá circular. É preciso avaliar características de cilindrada e da potência do veículo. Para um carro que será utilizado apenas na própria cidade, o melhor modelo é o com menos cilindradas, já que facilita na hora de manobrar e estacionar. Já se o uso do carro for para viagens, o mais importante é checar a potência do veículo.

CONCESSIONÁRIAS:

Antes efetuar a compra, pesquise se o estabelecimento tem credibilidade no mercado.

COMBUSTÍVEL:

Item absolutamente indispensável na hora de fazer a compra. Para grandes distâncias, é imprescindível um veículo que use gás natural comprimido ou diesel, já que, de uma forma geral, eles são mais econômicos que a gasolina ou o álcool. Ou o carro flex.

CONFORTO:

Avalie o que é primordial no carro para ter o conforto que se deseja. Vidros elétricos, som estéreo e direção hidráulica são itens que fazem toda a diferença para o motorista.

ESTILO:

Escolha com calma o modelo e a cor do veículo para não ter perigo de se arrepender depois da compra.

COMPARAÇÃO:

Veja se vale mais a pena comprar um carro usado ou 0 quilômetro. Apesar de existir a segurança de que o novo não terá falhas mecânicas, o usado, se estiver em boas condições, também é uma opção, já que, normalmente, é mais barato.

Seguros de carros barateiam no Rio após instalação de UPPs

A implantação de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) e a consequente redução nos índices de criminalidade fizeram com que o preço médio dos seguros de automóveis ficasse mais barato no Rio de Janeiro.

Segundo dados do Sincor-RJ (Sindicato dos Corretores de Seguros), de agosto até dezembro de 2010, a redução ficou entre 15 e 20%.

“Nos locais onde as UPPs foram implantadas há mais tempo, podemos perceber reduções ainda maiores. Até mesmo onde ainda não há unidades da polícia houve menos criminalidade”, afirmou o presidente do Sincor, Henrique Brandão.

No IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE, as apólices de seguro de automóveis no Rio tiveram recuo de 12,6% nos preços acumulados de 2010 em relação ao ano anterior. Esse índice é maior que as médias de retração de São Paulo (7,2%) e do país (3,5%).

Levantamento feito pelo Clube dos Corretores do Rio indica que a maior redução foi em Madureira, zona norte, onde segurar um carro em dezembro de 2010 foi 20,5% mais em conta do que no mesmo mês de 2009.

Em Copacabana, bairro da zona sul que tem UPP, a redução foi de 13,5%. Houve diminuição também nos municípios de Nova Iguaçu (21,4%), na Baixada Fluminense, e em Niterói (10,8%), na região metropolitana.

Dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) mostram que o total de roubos e furtos de veículos no Estado caiu de 44.437 em 2009 para 39.268 em 2010. Houve ainda aumento de 41% na quantidade de automóveis recuperados.

De acordo com dados do ISP (Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro), houve redução de 19,1% nos roubos de carros, comparando dezembro de 2010 com o mesmo mês do ano anterior.

“Mesmo com o IPCA registrando custo elevado de mão de obra de oficina, conseguimos redução do preço médio do seguro no Rio. A resposta é rápida do setor quando há redução de criminalidade”, disse Amilcar Vianna, presidente do Clube dos Corretores.

Segundo o Sindicato de Corretores de Seguros, a Lei Seca também contribui para redução dos preços médios de apólices pois levou à redução de acidentes e do total de carros circulando à noite na cidade.

Fonte: Agência de Notícias