Arquivo da categoria: Salão do Automóvel

HYUNDAI LANÇA VERSÃO DE TOPO

A Hyundai revelou no Salão do Automóvel várias novidades em seu estande, mas o que chamou a atenção foi a fartura de lançamentos. De uma só vez, a montadora sul-coreana anunciou as chegada das novas gerações do sedã executivo Azera e do SUV médio-grande Santa Fe, além do renovado Elantra, que ganhou recentemente um facelift mais profundo. A marca ainda exibe o Sonata em versão híbrida e um conceito chique do SUV Creta.

A renovação imediata da linha de importados se destaca de alguma forma pelo momento conturbado entre Hyundai e o grupo Caoa. Faz alguns meses publicamos que as empresas podem se divorciar. Há inclusive um processo correndo em júri internacional. Mas enquanto nada é definido, o fato é que as concessionárias da Caoa receberão três reforços de peso. O mais representativo é o Santa Fe, utilitário mais caro da marca, com sete lugares.

Na apresentação, foi anunciado que o Santa Fe será vendido com motor 3.5 V6 a gasolina capaz de render 280 cv de potência e um torque de 34,3 kgfm. O SUV terá sempre tração integral permanente (AWD) e câmbio automático de oito marchas. A marca também confirmou que a lista de série será robusta (como de praxe), entregando itens como teto solar panorâmico, chave presencial com partida por botão, multimídia, entre outros.

Sucesso no início da década, o Azera está há um bom tempo esquecido, sem receber novidades e com preços um tanto salgados. É um segmento que perdeu espaço nos últimos anos, mas o produto em si estava velho. Pois o modelo chega agora na sexta geração totalmente remodelado, com faróis e lanternas full led, sistema de som premium, rodas de liga leve aro 19, teto solar e controle de cruzeiro adaptativo. O motor 3.0 GDI rende 261 cv acoplado à mesma transmissão de oito velocidades do Santa Fe.

No andar de baixo dos sedãs a marca recoloca o Elantra com o novo visual, lançado há poucos meses nos Estados Unidos. O modelo também tem sofrido com o sucesso dos SUVs, mas o design moderno e afiado pode lhe trazer um pouco de calor. O modelo chega “mundo em breve no Brasil” com o mesmo 2.0 flex aspirado de 160 cv e a caixa automática de seis marchas. A lista tem sete airbags, teto solar e instrumentos em tela digital.

Para testar o público e também exaltar seu lado ecológico, a montadora sul-coreana também exibe na feira paulistana o Sonata híbrido de nova geração, mas sem um plano de lançamento para o sedã. Outro modelo que está no estande da marca é o híbrido Ioniq, um dos campeões de vendas da marca na Ásia e na Europa. Não há ainda um anúncio oficial, mas o hatch tem chances de chegar – nós inclusive aceleramos o Ioniq na Coreia!

Por fim, uma novidade nacional. A Hyundai criou especialmente para o Salão do Automóvel o Creta Prestige, que vislumbra uma futura versão mais chique do modelo, que passaria a ser a mais cara da linha. Os bancos são revestidos em couro perfurado, o acabamento na cabine ganha maior riqueza de detalhes (e perde um pouco o jeitão de HB20), há teto solar panorâmico e outros equipamentos e recursos que ainda não existem no SUV. Segundo os executivos da montadora, é um conceito com grandes chances de chegar às ruas.

Apresentado no Salão do Automóvel, FORD FIESTA traz visual com elementos esportivos e motor 1.6 de 130 cv

foto-imagem-new-fiesta-sportApresentado no Salão do Automóvel, em outubro do ano passado, o Ford Fiesta Sport chega ao mercado com preços a partir de R$ 58.990. Baseado na versão intermediária SE, o modelo está longe de oferecer um desempenho apimentado, como sugere o nome. De esportiva, a nova versão só tem elementos visuais, como faróis com máscara negra, saias laterias e aerofólio. A estratégia é semelhante a empregado por Hyundai HB20 Spicy e Volkswagen Fox Pepper, recém- lançados no mercado.Debaixo do capô, o hatch mantém o motor Sigma 1.6 16V de 125/130 cv e 15,4/16 kgfm que vem associado ao câmbio manual de cinco marchas. O pacote de equipamentos do hatch traz  controle eletrônico de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, ar-condicionado digital, sistema multimídia Sync com comandos de telefone e rádio no volante, Applink e Assistente de Emergência, retrovisores elétricos com luz indicadora de direção e rodas de liga leve de 16 polegadas.

foto-imagem-new-fiesta-sport

Jaguar XFR-S

foto-imagem-jaguar-xfr-sO sedã mais potente da história da Jaguar. É com essa responsabilidade (e fama) que o XFR-S chega ao Salão do Automóvel de São Paulo, ainda sem dados confirmados sobre vendas e preço.

Sob o capô, o motor que equipa o XFR-S é o 5.0 V8 sobrealimentado, oferecendo 550 cavalos de potência e 69,3 mkgf de torque. Atrelado a um câmbio automático de oito marchas, o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos, possibilitando ainda alcançar a velocidade máxima 300 km/h.

Outros detalhes auxiliam na performance de alto nível do modelo, tais como o sistema duplo de escapamento, difusor traseiro em fibra de carbono, suspensão recalibrada para auxiliar na estabilidade do carro, diferencial eletrônico ativo e controle de estabilidade dinâmico.

Montadora chinesa mostrará também o sedã médio 820, ainda incerto para o mercado nacional

Lifan apresentará crossover X50foto-imagem-lifan-x50

A Lifan anunciou que apresentará um novo modelo no Salão do Automóvel. Trata-se do crossover X50, modelo que chega ao mercado nacional em 2015, segundo a montadora chinesa. O aventureiro, que pode rivalizar com competidores como Volkswagen CrossFox e Renault Sandero Stepway, terá motor 1.5 com cerca de 105 cv. A transmissão deve ser manual de cinco marchas. Na China, o modelo também é oferecido com as opções de propulsor 1.3 de 94 cv ou câmbio CVT.

Além da novidade, a marca chinesa mostrará o 820, um sedã médio que será submetido à avaliação do público para decisão sobre um eventual lançamento futuro. No estande da montadora, estarão também o SUV X60, o minitruck Foison e o recém lançado 530, em cuja plataforma o novo X50 é baseado.

foto-imagem-lifan-820

Novo Golf 2014

Volkswagen apresenta o novo Golf no

Brasil

foto-imagem-golf-2014

 

foto-imagem-golfA Volkswagen apresentou nesta terça-feira (13), em São Paulo, o novo Golf. A montadora colocou fim ao tradicional “suspense” sobre a chegada do modelo ao Brasil, que já havia sido praticamente quebrado com flagras do carro nas ruas, mensagens da própria VWna internet e o site especial para o modelo “vazado” um dia antes. Segundo a Volkswagen, as vendas no país começam em setembro.

O Golf, enfim, entra na nova geração no Brasil. Ela, que é a sétima, estreou na Europa no ano passado, com mais mudanças estruturais do que visuais. No mercado nacional, o hatch havia estacionado na quarta geração, que chegou a passar por um facelift.

O modelo será vendido em 3 versões: GTI 2.0 e Highline 1.6 automática e manual, essas últimas com a tecnologia Bluemotion, que ajuda a economizar combustível. Ainda não foram divulgados os preços.

Com motores 1.6 e 2.0 flex e fabricado em São Jose dos Pinhais (PR), o Golf da quarta geração vendido atualmente no Brasil parte de R$ 52.390. A versão mais cara, Sportline 2.0, sai por R$ 62.180, segundo o site da montadora. A expectativa é de que o Novo Golf, como será chamado, seja mais caro, sobretudo porque, de início, o carro será importado da Alemanha. Ele deverá ser chamado ainda de modelo 2015, pois o Golf antigo já entrou no ano/modelo 2014.

foto-imagem-golf-gtiVersão esportiva
A GTI, nomenclatura que a Volkswagen usa para versões esportivas, será a topo de linha. Ela terá motor 2.0 TSI turbo (220 cavalos com gasolina; não chegará com motor flex) com câmbio DSG, automático de dupla embreagem com 6 marchas, e sistema start-stop, que desliga o motor automaticamente quando o carro para em um semáforo, por exemplo.

G1 adiantou na última sexta-feira (9) que o Brasil receberia a versão GTI do Golf, com base nas fotos do internauta Bruno Pedroso Guedes de algumas unidades flagradas em uma carreta nos arredores em São Bernardo do Campo (SP), nos arredores da fábrica da Volkswagen.

Além dele, o Golf será vendido na versão Highline, que, em outros modelos, é o nome de um pacote mais equipado (Fox e Gol, por exemplo, têm uma versão Highline, que é mais cara). Nela, o Golf terá motor 1.4 TSI de 140 cv (com gasolina; não chegará com motor flex) com transmissão manual de 6 marchas e start-stop. Haverá ainda a Highline automática, com transmissão de dupla embreagem DSG de 7 velocidades.

foto-imagem-desaine Mais longo, mais largo, mais baixo
O “Golf 7” é o primeiro Volkswagen a utilizar a nova plataforma global da empresa, a MQB, que promete mais modularidade. A mesma plataforma é usada pela Audi para o A3.

Daí a expectativa de que os dois modelos venham a ser fabricados no Brasil futuramente, também em São José dos Pinhais, onde poderão dividir espaço na linha de produção. Na fábrica do Paraná são produzidos ainda Fox, CrossFox e SpaceFox.

O novo Golf tem 4,25 metros de comprimento, 1,79 metro de largura e 1,45 metro de altura, ou seja, é 56 mm mais longo e 13 mm mais largo que o antecessor vendido na Europa (versão que nunca chegou no Brasil); além de 28 mm mais baixo.

foto-imagem-golf-reutersJá o entre-eixos cresceu 59 mm, chegando agora a 2,64 m – o maior benefício está no espaço para as pernas, 15 mm maior, segundo a VW. Internamente, também há mais espaço para os ombros (31 mm na frente e 30 mm para os passageiros de trás). A capacidade do porta-malas saltou de 350 para 380 litros.

O carro está 100 kg mais leve que o modelo anterior por conta da maior presença de aço ultrarresistente, que o torna mais barato e menos poluente. Na europa, o modelo traz motor 1.6 litro a diesel (104 cv), da versão Bluemotion, que promete a média de 30 km/l.

Hatch terá controles ao volante

foto-imagem-golf-painel

 

Novo Golf tem partida sem chave

foto-imagem-golf-chave

 

Interior do novo Golf

foto-imagem-inferior-golf

IPI prorrogado – A presidente Dilma Rousseff diz que governo vai deixar até o fim do ano a taxa do IPI reduzido

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira (24) que o governo vai prorrogar a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos, que acabaria no dia 31 de outubro, até o final do ano. A declaração foi feita ao final de seu discurso no Salão Internacional do Autómóvel, no Anhembi, em São Paulo.

“Queria fazer um anúncio para vocês antes de encerrar: eu hoje vim aqui também anunciar que nós vamos prorrogar a redução do IPI até 31 de dezembro de 2012”, disse.

É a segunda vez que o governo prorroga a redução do benefício neste ano, que foi anunciada inicialmente em maio. Em agosto, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou a primeira prorrogação da redução do imposto, que, a princípio, venceria no dia 31 daquele mês.

Desde o início da redução do IPI para o setor, houve aumento significativo na venda de carros novos e redução dos estoques das montadoras. Em agosto, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou que as vendas de veículos tiveram o melhor mês da história da indústria automobilística. A marca recorde é de 420.101 unidades e representa aumento de 15,3% sobre julho e de 28,3% em relação a agosto do ano passado, com 327.360.

Um mês após o recorde, contudo, as vendas caíram 31,5% em setembro sobre agosto. O recuo aconteceu justamente porque, no mês anterior, houve uma “corrida” às concessionárias porque o prazo para o desconto no IPI terminaria no dia 31 daquele mês.

Redução do IPI

O corte do IPI depende da potência do motor e do local em que ele é produzido (se nacional ou importado). Para carros novos com motor de mil cilindradas (1.0) e fabricados no Brasil, que são os mais vendidos, a alíquota normal do imposto foi de 7% para 0%. Já para os importados com o mesmo tipo de motor, a alíquota foi de 37% para 30%.

Discurso da Dima

“Nossa indústria automobilística é sofisticada, representada por grandes empresas mundiais. Somos um mercado extremamente atraente”, disse a presidente no seu discurso no Salão do Automóvel.

A presidente também falou em seu discurso sobre o novo regime automotivo, o Inovar Auto, que vigorará entre 2013 e 2017, acrescentando que sentiu grande força por parte dos empreendedores em criar produtos que são atraentes para o mercado. O objetivo do regime é ter carros melhores, mais eficientes, modernos, com menos emissão de carbono e a preços mais baixos.

Fotos Nova Chevrolet Blazer 2012

GM expõe conceito do utilitário em vitrine de fábrica no ABC Paulista

A Chevrolet apresentou em novembro passado em Dubai, nos Emirados Árabes, o conceito TrailBlazer, totalmente desenvolvido pela montadora no Brasil. No entanto, a divisão brasileira sequer falou sobre o modelo que deve desembarcar no Brasil até o final de 2012 como a nova geração da Blazer. No entanto, quem passar em frente ao Centro de Design da marca em São Caetano do Sul (SP), poderá ver de perto o utilitário esportivo.

O modelo repousa atrás de uma vitrine, onde se pode ver perfeitamente todas as suas linhas. Desenhado por brasileiros, ele tem a dianteira muito parecida com a nova geração da S10, que será apresentada à imprensa brasileira nos próximos dias. Já a traseira é totalmente inédita. O utilitário deve chegar ao mercado com motores flex e diesel, assim como a picape.

Extra-oficialmente, executivos da montadora confirmam a chegada do modelo ao mercado brasileiro entre o final deste ano e o início de 2013. O modelo de produção deverá ser exposto no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece entre os dias 24 de outubro e 4 de novembro. Você pode conferir o calendário de lançamentos da Chevrolet no Brasil para os próximos dois anos na edição de fevereiro da revista Autoesporte, à venda nas bancas. Serão sete modelos em 2012 e três em 2013, sem falar nas novas versões e reestilizações.

Fonte: Autoesporte

 

Ford lança a Ranger Sport 2011

Picape chega com leves alterações no visual.
Preço sugerido é de R$ 55.990.

A Ford lança neste mês a versão 2011 da Ranger Sport, com leves alterações no visual apresentadas no Salão do Automóvel, em outubro passado. A picape ganhou nova grade e para-choque dianteiro pintados na cor do veículo, recurso que se estende à linha XLS da Ranger. Os faróis e lanternas foram escurecidos e as rodas de liga leve, pintadas na cor cinza. O modelo 2011 tem preço sugerido de R$ 55.990.

A picape é equipada com motor Duratec 2.3 16V a gasolina, com 150 cv e 22,1 kgfm. De série, a Ranger Sport vem com ar-condicionado, vidros e travas elétricas,  sistema de som My Connection com quatro alto-falantes, conexão USB e Bluetooth, faróis de neblina, ajuste de altura da coluna de direção e pneus todo-terreno. A capacidade de carga é de 777 kg.

Segundo a Ford, as vendas da versão Sport representam cerca de 13% da linha Ranger. Em 2010, as vendas totais cresceram 24% e somaram 15.307 unidades, o que a fabricante considera recorde histórico desde o lançamento nacional do modelo, em 1995.

Segundo a Ford, as vendas da versão Sport representam cerca de 13% da linha Ranger. Em 2010, as vendas totais cresceram 24% e somaram 15.307 unidades, o que a fabricante considera recorde histórico desde o lançamento nacional do modelo, em 1995.

Fonte: Revista AutoEsporte

Mini Gol chama a atenção em parque de diversões

Anão guia réplica com motor de kart de 5,5 cavalos

Ele é bem pequeno, mas desperta o desejo de muitas pessoas. Difícil vai ser dar uma volta.Trata-se um Mini Gol que tem feito sucesso em um parque de diversões em Santa Catarina.O carrinho foi feito pela própria Volkswagen e chegou a ser mostrado não apenas no Salão do Automóvel, mas também no evento de aniversário de 30 anos do hatch.

Conduzido por um anão, o carrinho ostenta sob o capô um motor original de kart, com apenas 5,5 cavalos de potência. A sua velocidade máxima é tão reduzida quanto o tamanho do carro: não passa dos 27 km/h. O comprimento é de 1,25 m, enquanto largura fica em 1,1 m. Ele é tão semelhante ao original que até mesmo painel e bancos são iguais ao do Gol de verdade. O modelo, logicamente, é conduzido por um anão durante as apresentações no Beto Carrero World.

Fonte: G1