Arquivo da categoria: Salão de Nova Déli

Novo EcoSport 2012 – Veja fotos do carro da Ford


A Ford revelou o novo EcoSport nesta quarta-feira (4), no Salão de Nova Délhi, na Índia. O SUV também está sendo mostrado nesta manhã em Brasília. A apresentação desse que é um dos lançamentos mais esperados para 2012 acontece simultaneamente em diversos mercados porque o novo SUV compacto será vendido em mais de 100 países. Desenvolvido pela equipe de engenharia brasileira da montadora, o carro vai ser produzido, inicialmente, no Brasil, Índia e Tailândia. A data de lançamento ainda é mantida em segredo, assim como o preço.

Para a Ford do Brasil, o carro é um marco, pois coloca o país como um dos centros de desenvolvimento de produtos globais para a companhia norte-americana. No entanto, o salão indiano foi escolhido como palco principal da estreia porque se trata do país onde a Ford tem forte foco de expansão; além disso, a expectativa é que o evento atraia 1,4 milhão de visitantes.

 Carro foi mostrado também na Índia nesta quarta

Para o mercado brasileiro, o carro começa a ser produzido em Camaçari, na Bahia, onde é feito o modelo anterior. O novo EcoSport conta com a plataforma do New Fiesta, o primeiro que traz no DNA o conceito “One Ford”, de globalização dos carros da companhia.

No evento em Brasília, a montadora destaca que é a primeira vez que a engenharia de Camaçari desenvolve um carro global. “Esse nosso novo produto começa a nova realidade de globalização”, afirma o diretor de assuntos corporativos da Ford América do Sul, Rogélio Golfarb.

O presidente da Ford do Brasil e Mercosul, Marcos de Oliveira, destaca a importância do lançamento também para o desenvolvimento do Brasil, já que a montadora anunciou em dezembro uma nova fábrica de motores em Camaçari, a primeira no Nordeste. A nova unidade custará R$ 400 milhões em investimentos e terá capacidade para produzir 210 mil motores por ano.

A montadora não revela quanto investiu no projeto do EcoSport, mas o presidente da operação no Brasil afirma que o montante está incluso nos R$ 2,8 bilhões destinados ao Nordeste entre 2011 e 2015. O total para o Brasil é de R$ 4,5 bilhões. “O Brasil é visto com bons olhos”, diz Oliveira. A capacidade produtiva em Camaçari vai aumentar de 250 mil unidades para 300 mil.

EcoSport é o primeiro carro global desenvolvido pela Ford em Camaçari

A Ford do Brasil lançará também neste ano um terceiro veículo global. Entre os modelos aguardados estão o novo Ka e um modelo do segmento B, revelado ao G1 durante o Salão de Frankfurt.

Relembre a história do EcoSport

2003 – O modelo criado pela equipe de engenheiros da Ford no Brasil foi lançado em abril.

2004 – Lançamento da versão 4WD, com tração total inteligente e aparência externa diferenciada.

2005 – Primeiro utilitário esportivo com motor flex, na versão 1.6. No final do mesmo ano, introduziu a versão FreeStyle, com itens de estilo personalizados.
Lançada em edição limitada, fez tanto sucesso que virou modelo de série e representa mais de 60% das vendas da linha.

2006 – Trouxe sistema de áudio com conexão para iPod, USB e auxiliar frontal, além de integração Bluetooth para celular, que permite fazer e receber ligações, usar a agenda de contatos, receber mensagens, visualizar quem está ligando e ouvir músicas via “streaming”.

2007 – Chegada do EcoSport Automático, com foco no conforto ao dirigir. No mesmo ano, a linha teve a primeira mudança abrangente de estilo.

2008 – Lançamento do motor Flex 2.0.

2009 – Introdução do economizador de bateria, que desliga as luzes internas após 10 minutos de inatividade, e alto-falantes de maior potência e qualidade de som.

2010 – Design e equipamentos renovados, incluindo painel, grade, faróis e o emblema EcoSport no capô, e introdução de três anos de garantia. Confira as Primeiras Impressões do modelo quando houve a mudança.

2011 – Lançamento do modelo 2012, com a inclusão de airbag e freios ABS no modelo FreeStyle 2.0 e os mesmos itens como opcionais no FreeStyle 1.6. Desde 2003 a Ford já vendeu mais de 750 mil unidades do modelo.

Atriz Deborah Secco, ao lado do presidente da Ford do Brasil, participa da apresentação em Brasília

Fotos Honda Brio NSC que poderá ser feito no Brasil

Brio começa a ser vendido na Tailândia e na Índia em 2011 por US$ 13.200.
Carrinho deve integrar a família brasileira da marca japonesa em 2013.

A Honda revelou nesta terça-feira (30) a versão de produção do Brio, o novo carro compacto mundial da marca que é inspirado no conceito NSC (New Small Car), apresentado no Salão de Nova Déli, na Índia, em janeiro deste ano.

A estreia do modelo na Índia e na Tailândia ocorre em 2011 e há especulações de que o carrinho será fabricado no Brasil a partir de 2013 para integrar a família nacional da marca japonesa no país ao lado do monovolume Fit e os sedãs Civic e City.

A fabricante diz que pretende desenvolver versão específicas de acordo com o mercado ao qual o compacto se destinar, destacando que a versão tailandesa será mais eficiente do que o modelo indiano. Esse, por sua vez, irá equilibrar melhor desempenho e preço, segundo a Honda. Por isso, é possível que a versão brasileira adote, por exemplo, um motor flex.

As informações sobre motorização ainda não foram divulgadas, mas especula-se que o Brio asiático será equipado com o propulsor 1.2 de quatro cilindros da fabricante. Os únicos dados revelados são as dimensões do modelo: 3,61 m de comprimento, 1,68 m de largura e 1,47 m de altura.

A versão tailandesa custará 400.000 bahts, o equivalente a US$ 13.200 e R$ 22.763 (sem impostos e taxas de importação). Antes de chegar às lojas, a novidade poderá ser conferida no 27 ª Salão do Automóvel da Tailândia que acontece de 1º a 12 de dezembro.

Fonte: G1

Honda prepara novo compacto para o Brasil

Projeto NSC chega em outubro de 2013

Referência no segmento de sedãs médios com o Civic e de monovolumes com o Fit, a Honda causa arrepio nos concorrentes só em cogitar lançar um compacto. Pois os concorrentes que se preparem. Segundo nossos contatos, o plano para lançar seu primeiro carro compacto produzido no Brasil está em andamento, e já tem data para ocorrer. A produção começa na metade de 2013, e o lançamento em outubro.

Quando apresentou o conceito NSC (New Small Car) no Salão de Nova Déli (Índia) no começo do ano, a Honda logo admitiu que o protótipo daria origem a um modelo compacto para os mercados indiano e tailandês. Mas o que a marca japonesa tentou omitir, nós confirmamos: sua produção na unidade de Sumaré (SP).

Conhecido pelo código Sub-GSP 2CV, o modelo tem sua origem na plataforma GSP, a mesma da dupla Fit/City. A comunhão de componentes é mais do que justificada. Ou seja, o NSC vai aproveitar uma plataforma que já estará com custos amortizados para ter preço de briga. E, seguindo a filosofia da Honda de manter sua linha atualizada em todo o mundo, o carro brasileiro tem tudo para ser muito semelhante ao que começa a ser fabricado na Tailândia em fevereiro.

De acordo com a Honda, o compacto terá centro de gravidade baixo, apesar do teto elevado. Aliás, o design definido como “Exterior Eficiente e Energético” teve como prioridade o espaço interno, que a Honda garante ser confortável para até cinco ocupantes. Além da base do Fit, o NSC vai aproveitar também o motor 1.4 16V i-VTEC flex, de 101 cv. Mas isso não descarta o uso de um motor menor na versão de entrada, uma vez que o hatch será o modelo mais barato da Honda no país. Com motor 1.4, o preço deverá partir de R$ 40 mil. Com propulsor 1.0 flex, o preço pode ficar abaixo de R$ 35 mil.

Desenhos industriais do modelo já foram patenteados na Argentina e no Brasil. A produção desse modelo, aliás, vai mudar muita coisa na estratégia de produção da Honda, já que sua primeira fábrica na Argentina será inaugurada em maio do ano que vem. Uma possibilidade é que a marca transfira para lá a linha Civic, e fique com Fit, City e o compacto em Sumaré (SP). Ou passe o City para o país vizinho (como era o plano original) e talvez também o Fit. Certo mesmo é que o New Small vem, e vai dar muito trabalho para os atuais modelos e para uma nova turma que aponta por aí.

Fonte: Revista AutoEsporte