Arquivo da categoria: C3

CITROËN C3 ganha Tela conta com sistemas Apple e Mirror Link, que faz espelhamento do smartphone

foto-imagem-citroen-c3

O Citroën C3 chega à linha 2017 com uma nova central multimídia. Com preço inicial de R$ 44.990, o hatch não traz a nova tela de 7″ sensível ao toque de série, que só está disponível sem custo adicional no modelo topo de linh Exclusive, de R$ 62.990. Mas é possível adquirir o sistema como opcional por R$ 1.850.

Confira todos os preços e versões:

Citroën C3 Origine 1.5 Manual – R$ 44.990
Citroën C3 Attraction 1.5 manual – R$ 48.990
Citroën C3 Tendance 1.5 manual – R$ 50.990
Citroën C3 Tendance 1.6 automático – R$ 56.990
Citroën C3 Exclusive 1.6 automático – R$ 62.990

foto-imagem-citroen-c3

A nova tela multimídia vem integrada ao painel e conta com Apple CarPlay e Mirror Link, além de sistema de reconhecimento de voz para realizar chamadas, fazer a leitura de mensagens ou encontrar informações sobre a navegação GPS. O sistema também tem 16 Gb para armazenamento de músicas e  Link MyCitroën, que grava informações como consumo, autonomia, tempo de viagem e localização no smartphone.

O pacote de itens de série do C3 segue igual, com ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico e rádio com USB e conexão Bluetooth. A versão Attraction traz, também, faróis de neblina, vidros elétricos nas quatro portas, rodas de liga leve e luzes diurnas de LED. O para-brisa panorâmico Zenith só fica disponível na versão Tendance, que também é equipada com sensores de estacionamento traseiros, alarme e função ECO Drive para o modelo de câmbio automático. Já o modelo topo de linha Exclusive agora tem maçanetas na cor da carroceria, além da nova central.

Os motores seguem os mesmos 1.5 flex de 93 cv de potência e 14,2 kgfm de torque e 1.6 de 122 cv e 16,4 kgfm de torque, com opções de câmbio manual de cinco velocidades ou automático de quatro.

Carros mais vendidos do mês de janeiro 2013

carro-HB20-Hyundai-foto-imagem-lateral

O HB20 da Hyundai é um dos destaques da lista dos 10 carros mais vendidos em janeiro

A Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) encerrou o mês de janeiro com 296.853 automóveis e utilitários leves vendidos, o melhor desempenho histórico do mês. Somando caminhões, ônibus, motocicletas e demais equipamentos automotores, o número sobe para 450.770 unidades.

A lista dos mais vendidos em janeiro foi marcada pela presença de modelos novatos entre os dez principais e pela ausência de modelos da Ford. Os líderes de vendas continuam os mesmos. A expectativa da Fenabrave para 2013 é de que o número de vendas chegue a 3.743.285 autos e utilitários. Em 2012, o total chegou a 3.634.421.

Confira os carros e que fizeram a alegria dos consumidores – e dos vendedores – no começo do ano, segundo o registro de emplacamentos da Fenabrave:

1º Gol – Volkswagen –22.338
2º Uno – Fiat – 18.025
3º Palio – Fiat – 17.358
4º Fox/Crossfox – Volkswagen – 12.436
5º Onix – Chevrolet – 10.724
6º Siena – Fiat –9.852
7º Celta – Chevrolet – 9.241
8º HB20 – Hyundai – 9.030
9º Corsa Sedan – Chevrolet – 8.479
10º Voyage – Chevrolet – 8.024
11º Sandero – Renault – 7.357
12º Fiesta – Ford – 7.215
13º Chevrolet – Cobalt – 4.959
14º Punto – Fiat – 4.886
15º Ka – Ford – 4.640
16º Corolla – Toyota – 3.866
17º Chevrolet – Agile – 3.639
18º C3 – Citroen – 3.212
19º City – Honda – 3.208
20º Spin – Chevrolet – 3.024

Novo Citroen C3 – Hatch compacto chega às lojas brasileiras em agosto

Novo C3 nacional estreia em agosto com visual quase idêntico ao do europeu e inéditas faixas de leds frontais

A Citroën do Brasil revelou na manhã desta segunda-feira (23) a nova geração do hatch compacto C3 produzido na fábrica da PSA Peugeot Citroën em Porto Real, no sul Fluminense. O modelo nacional chega às lojas em agosto totalmente renovado e em três versões – Origine, Tendance (nomenclaturas novas) e a top Exclusive – para disputar vendas com uma turma de rivais cada vez mais encorpada, entre eles o novato Chevrolet Sonic, o Ford New Fiesta e o recém-renovado Fiat Punto. O C3 brasileiro também promove a estreia mundial da atualização estética que será aplicada ao similar europeu, lançado em 2009.

Uma dessas inovações do C3 nacional (que deve chamar bastante a atenção) é o moderno para-brisas Zenith, que se prolonga até acima dos bancos dianteiros e proporciona um aumento significativo do campo de visão (até 80º na comparação com para-brisas normais). Os leds frontais, abaixo dos faróis, também são inéditos no hatch. Sob o capô, o C3 terá dois motores: um “novo” 1.5 flex, feito a partir do antigo 1.4 flex e capaz de gerar 93 cv; e o 1.6 16V flex de 122 cv e dotado do sistema Flex Start, que dispensa o tanquinho auxiliar de gasolina. Os câmbios manual de cinco marchas e automático de quatro velocidades foram mantidos.

Visual da nova geração do C3 empresta detalhes de estilo do hatch de luxo DS3

A maior diferença entre a nova geração do C3 brasileiro e o modelo francês é o interior. O painel do hatch fabricado em Porto Real foi todo desenvolvido aqui, e é idêntico ao da minivan C3 Picasso – e sua versão aventureira AirCross. Um dos destaques são as cinco saídas de ar com aros metálicos. Os instrumentos mantém a iluminação branca, com ponteiros vermelhos. E os materiais, no geral, transmitem requinte.

O novo C3 será oferecido em sete opções de cores (ainda não divulgadas). A fábrica francesa também não revelou os preços. “O Novo Citroën C3 é muito mais que a nova geração de nosso campeão de vendas. Ele personifica a nossa ambição em oferecer produtos cada vez mais inovadores e surpreendentes, alinhado a nossa filosofia Créative Technologie”, valoriza Francesco Abbruzzesi, diretor geral da montadora do Brasil.

Interior do hatch brasileiro é diferente do C3 francês e quase idêntico ao da dupla C3 Picasso/AirCross

Fotos Flagra Novo Citroën C3

Flagra Fotos Imagens Novo Citroen C3

O lançamento do novo C3 será no segundo semestre do ano que vem, e a Citroën segue em testes intensos das versões pré-série do modelo. Agora, o leitor Leonardo Gonçalves flagrou uma unidade camuflada do compacto rodando no calor de Teresina (PI). As imagens mostram detalhes da traseira da nova geração do modelo e deixam mais claro o tamanho maior do novo C3 em relação à geração atual.

Atualmente , a fábrica da PSA Peugeot-Citroën em Porto Real (RJ) já produz cerca de cinco unidades diárias do novo C3 em regime de treinamento. A versão brasileira do C3, conhecida internamente como Ai51, terá mudanças no desenho dianteiro em relação à versão vendida atualmente na Europa. A grade será igual à do AirCross, com os contornos cromados se juntando para formar o logotipo da marca. Já o para-choque será semelhante ao da versão esportiva DS3.

A PSA já anunciou um investimento de R$ 3,7 bilhões para a expansão de sua fábrica até 2015, voltado para o desenvolvimento e fabricação de novos projetos de veículos e motorização.

Fonte: AutoEsporte

Nissan March é flagrado em São Paulo

Hatch será vendido em 2011 e vai estar no Salão do Automóvel, em outubro

Nunca o pequeno Nissan March havia sido flagrado no Brasil com tão poucos disfarces. As fotos enviadas por um leitor mostram o carro com alguns detalhes que serão mostrados no próximo Salão do Automóvel, em São Paulo, entre 27 de outubro e 7 de novembro. Entre eles está o friso cromado na grade dianteira, assim como na versão já vendida no Japão e será feita no México e importada para o Brasil em 2011, conforme antecipado por Autoesporte desde setembro do ano passado.

Com 3,78 metros de comprimento por 1,66 m de largura e 2,45 m de entreeixos, o March terá como principais rivais Fiat Punto, Citroën C3 e Volkswagen Fox. Além da versão hatch, o novo modelo também vai estar disponível no Brasil como sedã, conhecido pelo código L02B por fornecedores e pela fábrica.Terá visual exclusivo e arrojado e porta-malas generoso, com mais de 400 litros de capacidade.

Fonte: G1

Peugeot volta firme à briga

Depois de pular a geração do 207 francês, marca prepara o 208 nacional igual ao modelo europeu

Quando o bem-sucedido 206 evoluiu para 207 na França, a Peugeot brasileira fez as contas e concluiu que seria inviável produzir o mesmo carro na fábrica de Porto Real (RJ). Na época, o mercado brasileiro ainda não tinha crescido tanto, e a plataforma do modelo europeu parecia demasiada cara e sofisticada para os padrões do mercado nacional. Daí a solução de usar a base do velho 206 para fazer um 207 mais baratinho, com mudanças meramente visuais (na França ele cresceu e se sofisticou).

Se por um lado a Peugeot economizou em investimentos, por outro o 207 nacional não emplacou grande sucesso nas vendas. O consumidor não enxergou nele um avanço em relação ao 206. Agora, com o mercado batendo recordes, a Peugeot percebeu que vale a pena investir num compacto mais moderno. Em 2012 nascerá o 208 nacional, bem semelhante ao que haverá na Europa. Quem garante que isso é verdade? Fornecedores de peças. Eles já foram contatados pela marca francesa e começam a trabalhar nos componentes do 208. Graças a eles, e a informações vindas da França, chegamos à projeção que você vê nesta página (acredite!), muito fiel ao carro que estará no Salão do Automóvel, não deste ano, mas de 2012. A motorização será a mesma atual (1.4 e 1.6), com melhorias até lá.

Além de o Brasil ganhar relevância na estratégia global do grupo PSA (que inclui a Citroën), o que pesou a favor da decisão de fazer o 208 no Brasil foi o fato de ele ter a mesma base do novo Citroën C3, que também será produzido aqui no fim de 2011. Aliás, a base é a mesma do Citroën Air Cross, misto de minivan e jipinho que chega este ano. Da mesma plataforma sairão o C3 Picasso e um sedã derivado do 208. Não haverá mais a perua. E o 207? Continuará sendo vendido com preços mais acessíveis, pelo menos até a chegada de um novo popular (o futuro 107) em 2013.

Fonte: G1

Flagra: Citroën Aircross

Novo monovolume nacional estreia em agosto, mas já roda limpinho em São Paulo

Depois de tantos flagras nas cercanias da fábrica da PSA em Porto Real (RJ), a Citroën acabou com o mistério e revelou algumas imagens do seu próximo lançamento, o Aircross, que chega às lojas em agosto.

Nada como ver o carro ao vivo, porém, para tirar conclusões mais concretas. Foi o que fizemos ontem à noite, quando uma unidade do Aircross estava praticamente exposta no lava-rápido de um shopping da zona oeste de São Paulo, como mostram nossas fotos.

A primeira impressão é bastante positiva: a versão aventureira do C3 Picasso (que também será feito no Brasil, em 2011) exibe um visual arrojado e chamativo. Além das formas cubistas com os cantos arredondados da carroceria, o modelo traz uma grade frontal inédita, com o logotipo da marca em destaque. O para-choque tem uma espécie de quebra-mato de plástico embutido, enquanto as laterais recebem estribos.

Interessante também é o rack do teto que parte das colunas dianteiras, que por sinal são bastante finas para ajudar na visibilidade (repare na grande área do para-brisas). Atrás, a Citroën conseguiu uma boa solução para o estepe pendurado, de modo que não pareça uma adaptação. Por fim, as rodas de liga têm desenho esportivo, com uma parte pintada de preto.

A Citroën promete que o Aircross será o aventureiro mais requintado do mercado. Pelo que pudemos observar do interior, não parece promessa de político: há um belo volante de três raios com a base achatada (como no novo C3 europeu), diversos detalhes cromados, quadro de instrumentos com grafismo moderno e mesinhas nos encostos dos bancos dianteiros. O modelo flagrado aparenta ser da versão topo de linha, com uma tela de LCD no alto do painel (para o GPS) e bancos com uma parte revestida de couro.

Equipado com motor 1.6 16V flex de 110/113 cv (o mesmo do C3), o Aircross deverá ter preço a partir de R$ 52 mil, para competir com o Fiat Idea Adventure (que será reestilizada e ganhará novo motor em breve) e o VW CrossFox.

Fonte: AutoEsporte

Citroën anuncia recall dos freios traseiros do C3

Segundo a empresa, houve aparecimento de trincas nos componentes.
C3 1.4 (2009 e 2010) e C3 1.6 (2009) estão envolvidos na campanha.

A Citroën convocou os proprietários dos modelos C3 1.4 (2009 e 2010) e C3 1.6 (2009) para entrarem em contato a partir desta segunda-feira (28) para verificar se o veículo precisa substituir as placas dos tambores de freios traseiros.

No comunicado divulgado, a montadora informa que, em função do aparecimento de trincas nas placas dos tambores de freios traseiros, o veículo pode sofrer a redução de eficiência na frenagem, o que pode provocar acidentes.

Os donos de veículos devem procurar a rede de concessionárias autorizadas da Citroën. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 011 8088 ou pelo site www.citroen.com.br. Confira abaixo a numeração de chassis envolvidos no recall.

Modelo Chassis inicial Chassis final
C3 1.4 ano/modelo 2009 9B516561 9B536214
C3 1.4 ano/modelo 2010 AB500438 AB517693
C3 1.6 ano/modelo 2009 9B517674 9B519048

Fonte: G1

Governo divulga ranking dos carros mais poluente fabricados em 2009

Confira a nova classificação de emissão de poluentes por estrelas.
De 402 modelos avaliados, dez tiveram nota máxima e dez, nota mínima.

Ranking-de-2009-ja-atende-novos-limites-de-emissoes-em-vigor-desde-janeiro-deste-ano-foto

Dez modelos de carros de passeio fabricados em 2009 receberam nota máxima no ranking de emissões de poluentes, divulgado nesta terça-feira (1) pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ibama.

Os carros com cinco estrelas são os que menos poluem, segundo a lista. Os veículos classificados com uma estrela são os mais poluentes, de acordo com o ministério.

No ranking 2009, que reúne 402 veículos de passeio, inclusive alguns importados, os dez modelos que receberam cinco estrelas, ou seja, são menos poluentes, são Fiat Idea, Palio, Siena, Stilo, Ford KA, GM Prisma Celta, Citröen C3, Volkswagen Fox e SpaceFox.

Os classificados como mais poluentes, com apenas uma estrela, são modelos a gasolina e com motores mais potentes, acima de 2 litros: Mitsubishi Outlander, Pajero e L200 Triton, Citroën Berlingo, C4, Xsara Picasso, Picasso, Peugeot 407 e Volkswagen Jetta e Jetta Variant.

A medição de poluentes da nova classificação leva em consideração os níveis de emissões dos gases poluentes – monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (NMHC) e óxidos de nitrogênio (NOX) – e dos gases relacionados ao efeito estufa, como o dióxido de carbono (CO2).

No critério adotado para classificar os veículos, 3 estrelas são relativas aos poluentes CO, NMHC e NOx, e 2 relativas ao CO2. Segundo o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, os carros que utilizam álcool já ganham automaticamente uma estrela, porque o CO2 liberado é absorvido no processo de cultivo da cana.

De acordo com MMA, a nova forma de classificação dos veículos foi debatida entre o orgão, o Ibama, Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar) e Petrobras. “O ranking atual obteve mais consenso que o primeiro e está mais claro para o consumidor”, afirma Minc.

Ranking-leva-em-conta-indice-de-emissao-de-monoxido-de-carbono-hidrocarbonetos-e-oxidos-de-nitrogenio-foto

Em setembro, o governo anunciou pela primeira vez uma lista dos veículos mais poluidores baseada em modelos fabricados em 2008, que não atendiam os novos limites de emissões em vigor desde janeiro deste ano. A primeira versão também atribuiu notas numéricas, de 0 a 10, aos modelos.

Nos sites do órgão federal e do Ibama, além da nova classificação, é possível também comparar marca, modelo e ano de alguns carros. O consumidor poderá, ainda, ter acesso aos dados de desempenho de consumo por litro de combustível dos veículos, por um link, na página do Ibama, que remete ao Inmetro.

Várias marcas e modelos podem ser encontrados, porém, como o envio dos dados pelas montadores é voluntário, nem todos os veículos foram relacionados.

Novos limites em 2013

A partir de janeiro de 2013 carros a diesel, como utilitários esportivos e picapes, terão que sair das linhas de montagem poluindo, em média, 33% a menos. A regra para os carros novos de passeio e de passageiros, movidos a gasolina e álcool, começa a valer em janeiro de 2014.

A redução nas emissões do monóxido de carbono, no caso dos veículos que pesam até 1.700 kg, será de 35% (passará de 2 g/km para 1,3 g/km). Já os modelos mais pesados passarão de 2,7 g/km para 2 g/km, uma queda de 26%.

Os novos limites de emissões do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores) foram aprovados em setembro deste ano pelo Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

Fonte: G1

Citroën comunica recall de carros ano e modelo C3 2009

Carros-modelo-C3-Recall-Citroen-ano-2009
Monovolume pode apresentar falha no freio de mão

A PSA Peugeot Citroën do Brasil convocou nesta segunda-feira (9) os proprietários de todas as versões do monovolume C3 (ano/modelo 2009) para realizar a substituição do cabo do freio de mão. O recall envolve os carros com numeração de chassis de 9B532464 a 9B535080.

No comunicado, a montadora informa que constatou o risco de acidentes com a possibilidade de destravamento do freio de estacionamento ou a impossibilidade de acionamento do mesmo. A Citroën disponibiliza o site www.citroen.com.br e o telefone 0800 011 8088 para mais informações.

Fonte R7