Arquivo da categoria: Recall

Recall Chevrolet Onix Plus – GM suspende vendas do carro por causa de incêndios

Fabricante admite pela primeira vez que casos de fogo já registrados no país têm a ver com falha no software de gerenciamento do motor

A GM decidiu suspender, a partir da noite da última terça-feira (5), as entregas do Chevrolet Onix Plus. A medida foi tomada depois que QUATRO RODAS divulgou, na segunda (4), o registro de dois casos de incêndio do sedã no país.

Em comunicado interno emitido a concessionários e obtido por nossa reportagem, a fabricante anunciou internamente a suspensão e admitiu pela primeira vez que o fogo pode ser provocado por uma falha no projeto.

Ainda, informou ter tomado a “iniciativa de anunciar um recall”. Confira o texto na íntegra:

O comunicado não especifica quais seriam as condições “muito específicas” de pressão, temperatura, umidade e composição do combustível, e também não estabeleceu um prazo para oficializar o recall.

mas o fato é que dois incêndios foram registrados em regiões do país com climas bem diferentes: um no pátio da fábrica de Gravataí (RS) e outro no Piauí.

QUATRO RODAS já contatou concessionárias do estado de São Paulo (SP). Algumas afirmam que ainda têm o carro normalmente para entrega, enquanto outras já confirmaram a suspensão.

Uma delas admitiu que a fabricante não apenas suspendeu a entrega de unidades já presentes em estoque, como também o abastecimento de novas unidades à rede.

Segundo um dos lojistas consultados, a fabricante está promovendo “uma atualização de software de gerenciamento do motor” nos exemplares já produzidos e ainda não entregues.

Com o comunicado, nossa reportagem pode afirmar que este é a quarta falha envolvendo o Onix Plus relatada aos concessionários.

Outras três já haviam sido divulgadas exclusivamente por QUATRO RODAS na terça-feira: uma na porca do aterramento, outra no chicote do painel de instrumentos e uma terceira relacionada a conflitos no número de série do motor.

Sem taxa – Inspeção veicular em São Paulo – Prefeito de SP sanciona lei que isenta pagamento aos donos de carros

O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou nesta quinta-feira (11) a nova lei sobre a inspeção veicular na cidade de São Paulo. Neste ano, os donos de carros terão o reembolso da taxa de R$ 47,44. A partir de 2014, os motoristas estarão isentos do pagamento.

O texto entra em vigor nesta sexta-feira (12), data de publicação no Diário Oficial do Município. O projeto foi aprovado em segundo turno pelos vereadores na Câmara em 20 de março. O fim da taxa foi uma das promessas de campanha do prefeito durante o período eleitoral.

Apesar de ter sido sancionada, a lei ainda precisa ser regulamentada no prazo de até 60 dias. A regulamentação vai definir como será o reembolso da taxa paga pelos motoristas e quais empresas estarão aptas a fazer a vistoria.

A nova lei prevê também que quem for reprovado na análise de poluentes e outros itens terá que pagar o valor, sem direito a reembolso.

tabela-nova-inspecao-veicular-carro-sao-paulo-sp

Também a partir de 2014, os veículos novos não precisarão passar por inspeção nos três primeiros anos, incluindo o ano em que o primeiro licenciamento foi ou deveria ter sido realizado. A liberação, entretanto, não vale para veículos novos a diesel, que continuarão obrigados à inspeção anual.
Após três anos de uso, ao veículos farão a vistoria a cada dois anos. A inspeção passará a ser anual a partir do nono exercício, quando o carro já tiver dez anos de uso.

A inspeção veicular também passa a ser obrigatória para carros de fora de São Paulo que circulem na capital paulista por mais de 120 dias por ano. A fiscalização deverá ser feita por radares inteligentes e os proprietários terão de pagar pelo serviço.

O prefeito quer estancar a perda de recursos por parte da Prefeitura provocada pelo licenciamento de veículos em cidades vizinhas. O licenciamento na Grande São Paulo é uma forma encontrada por proprietários de veículos para fugir da inspeção veicular.

O regime de concessão da vistoria dos veículos – atualmente operado pela Controlar – será trocado e prevê o credenciamento de empresas a serem escolhidas por licitação. Haddad chegou a dizer que a Controlar é uma empresa caça-níquel.

O Executivo será responsável pelo plano de controle da poluição veicular, de acordo com as regras atribuídas pelo governo estadual. A inspeção não é obrigatória nos demais municípios do estado e existe um projeto que trata o assunto sendo analisado na Assembleia Legislativa.

O programa deverá ser periodicamente avaliado e revisto a cada três anos, no mínimo. Entre os itens avaliados estão: a frota-alvo dos veículos conforme embasamentos técnicos e legais; a vinculação com o sistema estadual de registro; a periodicidade da inspeção; a análise econômica e a integração com outros programas de inspeção.

O texto diz que os fabricantes de veículos deverão comprovar os limites de emissão de poluentes e disponibilizar nas redes de assistência técnica vinculadas os equipamentos e funcionários habilitados para diagnosticar eventuais problemas de regulagem de motores e emissão de poluentes que circulem na cidade de São Paulo.

Recall Hyundai Veloster no Brasil

veloster-hyundai-foto-imagem-recall-no-brasil

No fim do ano passado, a Hyundai divulgou o recall de 13.500 unidades do Veloster nos Estados Unidos. O problema: os painéis do teto solar podem se quebrar sem motivo aparente. A falha seria decorrente do processo de montagem, que gerou uma espécie de enfraquecimento da peça.

Agora, o chamado vai chegar ao Brasil, conforme Autoesporte apurou junto ao Procon. Contudo, ainda não há detalhes a respeito do número de unidades envolvidas e nem de quando o serviço de reparo começa a ser realizado.

Entramos em contato, também, com o Serviço de Atendimento ao Cliente da Caoa (0800-556545). Em todas as ligações nos foi dito que o recall não está ativo e que deveríamos voltar a procurá-los na próxima semana. “Até o momento, não temos informações sobre o recall no Brasil. Sabíamos, apenas, dos Estados Unidos”, disse uma das atendentes. Outra confirmou o chamado, mas disse que o procedimento não está definido.

Procurada por nossa reportagem, a Hyundai-Caoa, importadora do veículo, disse através de sua assessoria de comunicação que “até o momento não tem nenhum chamamento para o carro“.

Recall nos carros da BMW – Empresa fará recall de 1,3 milhões de veículos modelos séries 5 e 6 fabricado entre 2003 e 2010 em todo o mundo

A BMW convocou os donos de 1,3 milhão de automóveis do mundo todo para um “recall“, após a constatação de um defeito na instalação no revestimento da tampa da bateria do porta-malas. A assessoria de imprensa da montadora ainda não informou o número de veículos afetados no Brasil.

A montadora revelou nesta segunda-feira que todos os modelos das séries 5 e 6, que estão no mercado, fabricados entre 2003 e 2010 apresentam defeito. Na pior das hipóteses, o problema pode causar fogo, apesar de que até agora, não tenha acontecido nenhum acidente ou danos a pessoas, afirmou um porta-voz da BMW.

O recall é uma medida de precaução da empresa e o reparo leva cerca de meia hora, de acordo com a empresa.