Google

Recém-regulamentado, o Isofix facilita a fixação da cadeirinha e tira dos pais o peso de interpretar o manual

Data: Março 30, 2014
Opiniões
Deixe a sua!
foto-imagem-segurançaEm tempos em que o formato dos manuais de instruções é abandonado em favor de soluções mais intuitivas, não há nada mais ultrapassado do que se debruçar sobre uma cartilha pouco didática que tenta ensinar a instalar a cadeirinha infantil utilizando um cinto de segurança de três pontos. Mas isso está para mudar. Desde janeiro o Inmetro incluiu em seu programa de certificação as cadeirinhas equipadas com Isofix, um sistema de ancoragem presente em equipamentos de retenção infantil, criado para facilitar a fixação do acessório ao banco traseiro dos veículos.Além de segurança, a tecnologia oferece um alento para pais de primeira viagem ou para aqueles com filhos hiperativos, que somem cada vez que o responsável demora mais de um minuto para conseguir prender corretamente a cadeirinha com o cinto.

Veja quatro pontos que você precisa saber antes de comprar a cadeirinha para os pequenos e compare os procedimentos para instalar corretamente o assento com o Isofix e com o cinto de segurança de três pontos:

foto-imagem-especial-cadeirinhasISOFIX OU CINTO DE TRÊS PONTOS?
Especialistas afirmam que a cadeirinha presa de forma adequada com o cinto de segurança é tão segura quanto uma fixada por meio do Isofix. “O problema é que a instalação com o cinto não é simples e há o risco de deixar a cadeirinha solta ou mal colocada. O sistema de ancoragem facilita muito a instalação e tira dos pais a responsabilidade pela fixação correta do dispositivo”, explica Dino Lameira, técnico da Proteste. No entanto, nos crash tests realizados pelo Latin NCAP – programa que mede a segurança de carros novos –, os veículos mais bem avaliados em segurança infantil possuíam Isofix, como Volkswagen up! e Ford EcoSport.

REGULAMENTAÇÃO
Antes de janeiro, as cadeirinhas com Isofix não eram certificadas pelo Inmetro devido à falta de regulamentação e critérios técnicos para a realização dos testes de qualidade. “Ainda não havia meios para testar esses produtos de forma adequada para comprovar sua segurança”, esclarece Gustavo Kuster, gerente de regulamentação do Inmetro. Os primeiros produtos com o sistema de ancoragem com selo do Inmetro devem comerçar a chegar ao mercado apenas em abril. Mas isso não impede os pais de adquirirem um modelo importado para usar por aqui.

CRIANÇA EM RISCO!
Cadeirinha presa com cinto abnominal (dois pontos) não assegura a integridade física dos pequenos. Para garantir a segurança em caso de colisão, o sistema de retenção deve ser fixado com o cinto de três pontos.

COMPRAS NO EXTERIOR
Para pais que pretendem comprar a cadeirinha infantil ou o bebê conforto no exterior, atenção: nos Estados Unidos o sistema de fixação é o Latch. Ele não é compatível com os automóveis vendidos no Brasil.

foto-imagem-especial-cadeirinhas-passo-a-passo

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.