Google

Preços do Toyota Etios na versão sedã e hatch

Data: setembro 17, 2012
Opiniões
Deixe a sua!

Mesmo na versão mais barata, motor do Etios é 1.3, e não 1.0 como os concorrentes

A Toyota acaba de divulgar os preços oficiais do Etios. O modelo mais barato, o hatchback com motor 1.3, custa R$ 29.990, o que acabou sendo uma boa surpresa (a estimativa anterior era a de que o carro custaria a partir de R$ 33 mil). Esse preço já inclui airbag duplo, mas não contempla direção elétrica, ar-condicionado, etc. As vendas começam na última semana de setembro.

Na versão hatchback, o Etios é oferecido com motor 1.3 e 1.5. Os preços vão de R$ 29.990 a R$ 42.790. O sedã vem apenas com motor 1.5, e preços entre R$ 36.190 e R$ 44.690 (confira a tabela completa com itens de cada versão no final do texto). Os dois motores são flex e têm 16 válvulas. A curiosidade é que não há muita diferença de torque e potência entre eles. O 1.3 rende 90 cavalos com etanol e 84 cv com gasolina. O 1.5 tem 96,5 cv com combustível renovável e 92 cv com gasolina.

Etios já inclui de série o airbag duplo, mas direção elétrica e ar-condicionado saem por preço extra

Na prática, os dois mostraram desempenho convincente. Um ponto positivo para a Toyota é que o Etios não oferece motor 1.0. Isso significa que, mesmo na versão mais barata, não há falta de fôlego. As respostas do motor são boas, e o câmbio tem bons engates. Além disso, a alavanca tem bom tamanho, e o curso de engate das marchas também agrada.

Espaço é outro ponto positivo. A Toyota evita qualquer comparação, mas o fato é que o Etios bebe na fonte do Renault Logan: são carros que não vieram para fazer bonito nas ruas, mas sim para oferecer espaço a preço atraente. O hatch tem 3,78 m de comprimento e 2,46 m de entre-eixos. O espaço para ocupantes é bom, embora o porta-malas (270 litros) seja pequeno.


Versão sedã do Etios bebe da fonte do rival Logan: espaço interior é o foco

No sedã, a oferta de área é ainda maior. Como o entre-eixos é 9 cm mais longo (2,55 m), o modelo de 4,26 m abre ainda mais espaço para quem vai no banco de trás. E o porta-malas acomoda 562 litros (medidas oficiais).

Se o carro é agradável ao volante, o quadro de instrumentos no centro do painel não é uma boa solução. É preciso desviar a atenção para ver o velocímetro e o conta-giros, em forma de meia-lua. O display digital que informa nível de combustível e hodômetro é muito pequeno, e também está no centro do painel. Entre os itens que não são oferecidos nem como opcional estão computador de bordo e espelhos elétricos. Além disso, os cintos dianteiros não oferecem ajuste de altura.

A suspensão é confortável. Consegue isolar bem as imperfeições do piso, sem transmitir muitos solavancos para os passageiros. Em curvas o modelo também não desaponta. Por conta do entre-eixos menor, o hatch apresenta comportamento um pouco mais ágil e controlável nas curvas, especialmente no limite de aderência dos pneus. O Etios vem com rodas de aço aro 14 (pneus 175/65) nas versões mais baratas. O topo de linha vem com rodas de liga aro 15 e pneus 185/60. Com exceção da versão mais barata do hatch, todas as demais vêm com direção elétrica. A regulagem da coluna é apenas em altura, e o ajuste não é muito amigável: ela “cai” quando você solta a trava, como no Logan.

O visual não encanta. O Etios tem estilo simples, e passa a impressão de que a economia do projeto atingiu até o departamento de design (o modelo foi concebido no Japão, mas é destinado a países emergentes, como Brasil e Índia). A curva da grade dianteira (mais baixa no centro do capô do que nas laterais) está muito longe de parecer um boa solução estilística. De traseira, o hatch até que não desagrada, mas o sedã lembra muito o Logan – e isso não é um bom sinal. Na versão topo de linha (XLS), tanto o hatch como o sedã vem com um largo friso cromado, que também não agrada muito.

Um dos trunfos que a Toyota pretende explorar é exatamente o fato de o Etios ser um Toyota, marca que tem muito prestígio quando o assunto é qualidade de montagem, além da fama de “inquebrável”. A garantia é de três anos, como os demais veículos da marca. A empresa garante que a rede está preparada para atender à maior demanda (a capacidade da nova fábrica de Sorocaba é de 70 mil unidades/ano).

 

Painel de instrumentos fica ao centro. Posição tira a atenção na hora de checar a velocidade

Preços e versões

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.