Google

Ford Ranger – Com inédita versão flex, nova picape chega a partir de R$ 61,9 mil

Data: julho 2, 2012
Opiniões
Deixe a sua!

Ford Ranger chega à 3ª geração completamente renovada (Foto: Divulgação)

A Ford apresenta neste domingo em Salta, na Argentina, a segunda geração da Ranger, primeira picape média a estrear no mercado brasileiro e que, desde 1994 (veja a linha do tempo ao fim da reportagem), sobrevive de reestilizações, atualizações na motorização e versões especiais. O utilitário é marcado, além do novo visual, pelo inédito motor flex e o diesel de 200 cv, que torna a picape a mais potente da categoria. Confira os preços da Ford Ranger 2013.

XLS 2.5 flex CS: R$ 61,9 mil
XLS 2.5 flex CD: R$ 67,6 mil
XLT 2.5 flex CD: R$ 75,5 mil
Limited 2.5 flex CD: R$ 87,5 mil
XLS 3.2 diesel CS: R$ 97,9 mil
XLS 3.2 diesel CD: R$ 106,9 mil
XLT 3.2 diesel CD: R$ 114,9 mil
XLT 3.2 diesel CD automática: R$ 120,4 mil
Limited 3.2 diesel CD automática: R$ 130,9 mil

A Ford ainda oferece uma opção com motor 2.2 a diesel, na versão XL, exclusiva para frotistas (sem preços revelados).

Versões

Na configuração XLS, a Ranger é equipada com direção hidráulica, ar-condicionado, travas, retrovisores e vidros elétricos (com função “um toque” para o motorista), computador de bordo, coluna da direção regulável apenas em altura, CD player com MP3 e tela colorida de 4,2 polegadas, rodas de liga leve de 16 polegadas e ABS com EBD – na versão cabine dupla movida a diesel, adiciona-se airbags frontais e faróis de neblina.

A XLT se destaca por acrescentar a tais itens ar-condicionado digital dual zone, controle de estabilidade (ESP), Bluetooth no rádio, sensor de estacionamento, piloto automático, vidros elétricos com acionamento a um toque para todos e sistema antiesmagamento, volante multifuncional, bancos com ajuste de altura e lombar, rodas de liga leve de 17 polegadas, estribos laterais e detalhes cromados.

Por fim, a Limited tem como diferenciais airbags laterais e de cortina, GPS, câmera traseira, sensor de chuva, acendimento automático de faróis, bancos de couro, banco do motorista com ajuste elétrico em oito direções, santantônio esportivo, compartimento refrigerado, bagageiro no teto e retrovisores externos dobráveis eletricamente com piscas e luz de cortesia integrados.

Motores

Fonte de críticas à Ranger até então, a ausência do motor flex foi solucionada com o bloco Duratec 2.5 16V, de 168 cavalos de potência com gasolina (e torque de 24,1 kgfm) e 173 cv abastecido com álcool (e torque de 24,8 kgfm) – seu câmbio é sempre manual, de cinco marchas.

A opção a diesel fica por conta do Duratorq 3.2 20V, de cinco cilindros em linha, 200 cv e 47,9 kgfm de torque, com câmbio manual ou automático – nos dois casos com seis marchas.

One Ford

A nova Ranger faz parte da estratégia, batizada de One Ford, de oferecer mundialmente o mesmo veículo. Produzida na Argentina (que abastece o mercado brasileiro), na Tailândia e na África do Sul, a picape será comercializada em 180 países. A nova geração foi vista pela primeira vez no Salão da Austrália, em 2010, e, na América do Sul, no Salão de Buenos Aires, há um ano.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *