Google

Cuidados com rodas maiores

Data: setembro 2, 2010
Opiniões
Deixe a sua!

Um dos itens mais desejados entre os amantes de carros são as rodas com desenhos diferenciados e aros maiores que os originais. Dentro da prática do tuning, então, é quase uma obrigatoriedade trocar o conjunto original por um estilizado, cujo modelo se adapta ao gosto e ao perfil do dono do carro.

Mas, antes de trocar seu jogo original de pneus e rodas, são necessários alguns cuidados. O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) proíbe que o diâmetro das rodas ultrapasse os limites externos dos para-lamas do veículo. Ou seja, o tamanho total do conjunto roda/pneu não pode ser alterado nestas condições. Não respeitar esta regra é uma infração grave. O condutor perde cinco  pontos na carteira, paga multa de R$ 127,69 e  pode ter o carro retido.

Além de infringir a lei, alterar o tamanho original pode afetar o desempenho do seu carro. “Se o diâmetro máximo do pneu superar o original, vai aumentar a inércia na roda, prejudicando a aceleração”, explicou o professor do curso de Engenharia Mecânica Automobilística do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana), Ricardo Bock. “A mudança entre a relação final da rotação do motor e a da roda é alterada e a cada volta que ela der o percurso será maior”, disse.

Outro ponto negativo é o conforto dos passageiros. Uma roda maior significa um pneu menor e, com isso, menos absorção dos impactos. “O pneu tem comportamento visco elástico e colabora na absorção das vibrações. Se o perfil do pneu for muito mais baixo, aumenta o nível de vibrações dentro do carro”, afirmou Bock.

Esportividade e beleza

Há também benefícios para os amantes da velocidade que desejam uma roda personalizada com um aro maior. Além da estética, o item ajuda na estabilidade de quem gosta de dirigir de maneira esportiva.

O gerente comercial da Mangels do Brasil, Sidney Martinho, explicou que um aro superior é muito mais que um equipamento bonito. “O aro maior, geralmente, proporciona uma sensação maior de estabilidade do veículo, em função de uma resposta mais precisa de direção”, afirma. Mas ele reconhece que a procura pelo acessório, na maioria das vezes, está ligada à aparência do veículo. “ O apaixonado por carro gosta de deixá-lo com a cara dele; a roda é parte deste processo”, complementou.

Recomendações

A recomendação para quem deseja trocar o conjunto original é ter cuidado nas modificações, no local da instalação e na marca do produto. “Quem quiser trocar, é aconselhável respeitar o diâmetro máximo externo deixando próximo ao original e tomar o cuidado de verificar se o fabricante das rodas é devidamente homologado”, complementou o professor Bock. Outro conselho é ficar atento às recomendações do fabricante. “É importante lembrar que as características técnicas devem ser respeitadas, conforme critérios de cada fabricante de veículo”, lembrou Martinho

Fonte: MSN

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.