Google

Como negociar a compra de um carro

Data: julho 25, 2010
Opiniões
Deixe a sua!

Desconfie das parcelas menores no início do plano de financiamento.
Ideal é dar uma entrada de, pelo menos, 40% do valor do veículo.

Sábado é o dia mais movimentado nas concessionárias de automóveis em todo o país. Os lojistas fazem promoções e oferecem brindes e facilidades no pagamento. Não é nada difícil ficar perdido nas contas. Com a ajuda de um especialista no assunto, o Jornal Hoje orienta o consumidor a não entrar em uma armadilha.

O primeiro alerta do educador financeiro Mauro Calil é não se render aos longos prazos. Isso porque quanto mais estica o prazo do financiamento, mais juros o consumidor paga. “Vamos pegar uma taxa de 1%. O carro de R$ 27.500 em parcelas de 60 meses iria para R$ 49.959”, exemplifica o especialista.

Também desconfie das parcelas menores no início do plano de financiamento. Elas podem significar juros maiores nas demais prestações. E se a compra for feita a prazo, o ideal é dar uma entrada de, pelo menos, 40% do valor do veículo. O restante deve ser financiado em no máximo 24 meses.

“Financie só o carro, não financie o seguro, não financie o licenciamento e não financie o emplacamento, porque isso vai aumentar a conta dos juros”, ressalta Calil.

O ideal mesmo, de acordo com o educador financeiro, é pagar o carro à vista. Mesmo que isso signifique vender o carro antigo, juntar as economias e o dinheiro das férias. “Esse é o melhor negócio que existe, porque ele não vai pagar juros. Ele vai andar de carro e vai pagar pelo carro, ponto final”, afirma Calil.

Fonte: G1

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.