Google

Carro: gasto mensal pode equivaler a 80% do valor da prestação do veículo

Data: novembro 30, -0001
Opiniões
Deixe a sua!

Peter Fussy
Direto de São Paulo

Depois de pesquisar e pechinchar, finalmente uma prestação que cabe no bolso e o sonho de comprar um carro. Embora já seja uma realização, esse é só o começo de uma jornada. Até quitar o veículo, o comprador vai conviver com o valor da prestação e os gastos que implicam em manter um carro, que podem elevar o valor da parcela em até 80% por mês.

“Antes da compra é preciso avaliar muito bem e verificar se no orçamento cabem os gastos. O mais comum é olhar para o valor da parcela, mas as outras despesas também são altas. Podem ocasionar dificuldades para pagar e até a devolução do veículo”, afirmou Pedro Vartanian, professor de economia da Trevisan Escola de Negócios.

De acordo com ele, o gasto médio de um veículo popular em São Paulo é cerca de R$ 600 mensais. Se um Celta 1.0 l básico sai por R$ 25.133 (preço da tabela Fipe) e a parcela do financiamento a R$ 737 (em 48 meses, com juros de 2,38% ao mês e entrada de R$ 5 mil, conforme simulação no banco Itaú), o valor representa 81% a mais na prestação, que deveria ser incluído na conta antes de decidir pela compra.

As despesas que mais pesam são seguro, combustível e IPVA. O proprietário do mesmo veículo citado acima teria que pagar R$ 1.005 de imposto para circular regularizado, além de R$ 55,83 de licenciamento e R$ 93,87 de seguro obrigatório (DPVAT). O seguro contra roubo fica em torno de R$ 2,2 mil por ano (cotado na Porto Seguro para homem, entre 25 e 30 anos, solteiro, na capital paulista). Já os gastos com combustível somam cerca de R$ 2,1 mil anuais, com álcool a R$ 1,81, consumo de 10 km/l e 1.000 km mensais rodados.

Além disso, precisam ser contabilizados os gastos com revisão, manutenção e eventual quebra de peças. Outro problema que acarreta em custos na capital paulista é estacionar. Mesmo se a residência tiver garagem, uma vaga perto do trabalho, em shopping, bares e restaurantes não sai barato. Ainda em São Paulo há a inspeção veicular ambiental, que custa R$ 56,44 e será obrigatória para todos os carros este ano – sem o reembolso garantido pela prefeitura no ano passado.

Segundo Vartanian, os gastos estão diretamente relacionados ao valor do carro: quanto menor o valor, menor o gasto. “Optar por carro flex permite economia de combustível durante a maior parte do ano. Carros populares têm custo de manutenção menor – ar condicionado, por exemplo, encarece a manutenção”, afirmou.

Confira a simulação feita com base para a cidade de São Paulo:

Carro: Celta 1.0 l Life
Preço: R$ 25.133 (Fipe)
Financiamento: 48 meses, com juros de 2,38% ao mês e entrada de R$ 5 mil (Itaú)
IPVA: R$ 1.005,33
Licenciamento: R$ 55,83
DPVAT (Seguro obrigatório): R$ 93,87
Seguro: R$ 2,2 mil (Porto Seguro, com perfil de homem, entre 25 e 30 anos e solteiro)
Inspeção veicular ambiental: R$ 56,44
Combustível: R$ 2.172 (álcool a R$ 1,81, consumo de 10 km/l e 1.000 km mensais)
Revisão e manutenção: R$ 600 por ano
Gasto mensal: R$ 515
Prestação: R$ 737
Custo total: R$ 1.252

Fonte Terra

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree