Google

Carro da Renault que tem nome de mulher gera processo na França

Data: novembro 11, 2010
Opiniões
Deixe a sua!

Nome Zoe foi dado a duas meninas no país. Pais exigem alteração.
Marca diz que não há desvantagem para o carro e não há razão de troca.

O advogado francês David Koubbi entrou com um processo contra a Renault para que a fabricante francesa mude o nome de seu próximo veículo elétrico Zoe. Koubbi representa os pais de suas meninas chamadas Zoe, que não têm nenhuma relação com a montadora francesa.

Os pais das crianças de dois e oito anos de idades não querem que elas tenham o mesmo nome de um carro e exigem que a marca encontar um outro nome, não utilizado em humanos, para o modelo.

Há uma linha entre os seres vivos e e essa linha é definida pelo primeiro nome,” disse o advogado a agência de notícias Associated Press. “Estamos dizendo a Renault uma coisa muito simples: os primeiros nomes são para seres humanos.”

Segundo ele, os nomes de pessoas não devem ser usados por empresas multinacionais para seus produtos. “Uma indústria pode roubar nossos nomes para vender os seus produtos?”, disse. “Nós não pensamos assim.”

Mas o juiz não acatou o pedido nos pais, pois segundo ele há apenas dois casos, o que não sustenta a acusação. Koubbi disse que vai recorrer da decisão.

A briga em torno do Zoe tem atraído atenção da mídia na França e chegou as redes sociais. No Facebook , por exemplo, a campanha “Zoe não é um nome de carro” tem mais de 6 mil assinaturas.

Em junho, o presidente-executivo da Renault, Carlos Ghosn disse que estava ciente do problema e queria evitar qualquer controvérsia que poderia prejudicar as vendas do carro. Ainda assim, um funcionário da Renault destacou que não há plano de mudar o nome do carro.

“Pedimos vários estudos que mostraram que não é uma desvantagem para o carro, então não há razão para fazer qualquer alteração”, disse o funcionário, que não quis dar seu nome, em conformidade com a política da empresa. “Estamos muito felizes com a decisão do juiz.”

A Renault já utilizou outras vezes nomes feminino para seus carros – incluindo o Megane e o Clio – ambos nomes populares de meninas na França, mas nesse caso não houve oposição organizada, como ocorre com o Zoe.

Fonte: AutoEsporte

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.