Google

Carro conceito da Renault – Design brasileiro inspira veículo francês

Data: agosto 16, 2011
Opiniões
Deixe a sua!


Das coisas nascem coisas. A célebre frase de Bruno Munari é um ótimo começo para contarmos uma história ligada ao Captur, carro-conceito lançado recentemente pela Renault. O briefing previa a criação de um crossover esportivo de pequeno porte para um jovem casal. Sob a direção do designer Laurens van den Acker, a equipe de projeto decidiu propor uma nova ideia de conforto para um carro, conforme a designer Magali Borgers, responsável pelo projeto do interior do concept car, que nos explicou por telefone.

Durante o processo de criação, os designers “descobriram” o banquinho R540, criado pelos brasileiros Carolina Armellini e Paulo Biacchi, do Fetiche Design. “Achamos a ideia das cordas bastante interessante, então resolvemos estudar uma forma de aplicar essa ideia ao nosso projeto”, explica Magali.

As cordas permeiam todo o interior do Captur e tornaram-se um marco do projeto. Na área traseira, a ideia foi criar uma zona de conforto: o design foi concebido de tal forma que, quando o carro estiver em movimento, os passageiros tenham uma sensação semelhante à rede. Além do conforto, a trama das cordas tensionadas pode ser usada para fazer com que os itens transportados fiquem fixos no lugar.

A cor utilizada – um tom laranja avermelhado, coerente com a proposta de se empregar tons quentes no interior deste projeto – torna ainda mais forte a associação com o banquinho R540. As fotos aqui mostradas deixam isso bem claro.

Perguntado sobre o que achava de seu projeto ter tido repercussão internacional e, mais do que isso, ter influenciado o design de um concept car da empresa francesa, o designer Paulo Biacchi contou que eles descobriram por acaso: “Ficamos muito felizes e empolgados de ver até onde pode ir uma ideia. Eu, particularmente, não tinha essa sensação desde que ganhei um prêmio quando era estudante”. Ele apontou, ainda, para uma “inversão de referências” muito interessante: “O design automobilístico é uma das referências que costumamos usar em nossos projetos, então achamos muito bacana podermos influenciar o projeto do interior de um carro”.

Das coisas nascem coisas. E Munari sabia de todas elas. (WINNIE BASTIAN)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.