Google

Aula à noite causa insatisfação, diz sindicato das autoescolas em SP

Data: maio 18, 2010
Opiniões
Deixe a sua!

Lei com nova determinação entrou em vigor nesta segunda (17).
Aluna diz que farol no rosto e impaciência dos motoristas incomodam.

Entrou em vigor nesta segunda-feira (17) a portaria 347 do Departamento Nacional de Trânsito que obriga os candidatos à obtenção da Carteira Nacional de Habitação a realizar pelo menos 20% das aulas no período noturno. O presidente do sindicato das autoescolas de São Paulo, José Guedes, disse ao G1 que a mudança vai gerar mais custos para os clientes. Em uma autoescola da Zona Sul, a gerente Patrícia Brandão disse que a reação de quem fez a matrícula nesta segunda e ficou sabendo da exigência foi de rejeição.

Guedes afirmou que as autoescolas já prestam o serviço para clientes que não têm tempo para aulas diurnas, mas terão de se adaptar para atender ao aumento da demanda a partir da entrada em vigor da portaria. Os custos maiores das empresas terão impacto sobre os preços. “A dificuldade maior vai ser do usuário porque vai implicar mais custos”, afirmou Guedes.

Segundo o presidente do sindicato, as autoescolas vão reivindicar que o Contran considere período noturno o horário a partir das 18h, e não apenas das 20h às 20h30. “Depois das 18h já é aula noturna”, afirmou. Atualmente, de acordo com o sindicato, tirar a carteira nacional de habilitação pela primeira vez custa em média R$ 800, com 20 aulas diurnas. Ele ainda não sabe para quanto esse valor deverá aumentar.

Instrutor de autoescola há uma década, Daniel Souza Paião, de 29 anos, prevê dificuldade para fiscalização do cumprimento da regra pelas escolas. “A minha escola obriga a dar aulas à noite, mas quem garante que todas vão fazer o mesmo?”, questionou. Segundo ele, pouca gente tem procurado saber da novidade por enquanto. “Quem procura aula à noite ou aos sábados, por enquanto, são aqueles que não têm tempo”, afirmou.

Na 10ª aula noturna pelas ruas da Zona Sul de São Paulo, a organizadora de eventos Luíza Dell’Aquila Rocha, de 20 anos, nem se abalou quando foi cercada por um bando de motoboys que buzinavam para ultrapassar seu carro em pleno horário de rush em uma das ruas do Brooklin. “O que incomoda mais é o farol na cara”, disse ela, que optou por aulas à noite para poupar tempo. “Além disso é mais movimentado. O pessoal não tem paciência e logo começa a buzinar. Pelo que me falaram, dirigir à noite é mais difícil”, afirmou.

O instrutor Eduardo Pimenta, de um centro de formação de condutores na região central de São Paulo, afirmou que boa parte dos alunos já faz aulas à noite para economizar tempo. “A diferença é que antes era opcional e agora é obrigatório. Muita gente vai ter dificuldade porque faz faculdade à noite. Aí a solução vai ser deixar para julho”, afirmou.

Pimenta disse que, embora a regra tenha entrado em vigor nesta segunda, quem está se matriculando agora só vai enfrentar aulas noturnas dentro de dois meses aproximadamente. “Ter aula à noite é importante para conhecer sinais de luzes e porque exige atenção redobrada do aluno. Muita gente já pedia para fazer”, afirmou.

Fonte G1

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.